Poder

Edivaldo Júnior quer usar sofrimento da população contra o governo

É notório que a manifestação que estão organizando nas redes sociais é um “protesto político”. O movimento tem participação direta dos aliados do pré-candidato Flávio Dino, que está, lamentavelmente, usando a morte da menina Ana Clara para um ato político.

Flávio DinoVárias pessoas que estão pensando que vão se manifestar contra a onda de violência no Maranhão, estarão, na verdade, sendo usadas por esse grupo de oposicionista-oportunistas.

Prova disso, foi a nota que a Prefeitura de São Luís emitiu hoje (7). A nota redigida pelo comunista e capataz de Flávio Dino, o secretário municipal de comunicação, Márcio Jerry, tenta induzir irresponsavelmente a população pra ir às ruas protestar contra o Governo do Estado:

“A sociedade e seus representantes em todas as esferas não podem silenciar diante da gravíssima onda de violência que vem afrontando a cidade de São Luis, agredindo cidadãos e cidadãs, e que agora vitimou até uma indefesa criança”.

Quem estiver pensando em ir às ruas protestar contra a criminalidade, estará servido como um objetivo para políticos aproveitadores.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

5 comentários em “Edivaldo Júnior quer usar sofrimento da população contra o governo”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Mariane Dutra

    Jogar contra o governo não! A população quer é ações desse governo que nos pôs nessa “linha de fogo” contra os bandidos, não prestando serviços basicos de saúde e educação, essa população que padece a DÉCADAS neste estado não suporta mais com tanta roubalheira, enquanto as familias no estado do Maranhão sofrem atualmente, nesse momento nos encontramos jogados as cobras, que situação deplorável…

  2. Stênio

    O povo não é burro e nem otário, otário é quem fez este quadro ai chamando o povo de otário. Vocês deviam ter mais respeito com o povo.

  3. Priscila Cavalcante

    é né Neto? Então acho que é melhor ficar em casa calado concordando com todos os crimes que assolam a cidade. O problema de vcs é que como vivem de política já acham que tudo o que se organiza em todos os lugares tem esse cunho, e eu vou pra rua seja organizado por quem for o que vai se protestar é pela vida, pela segurança e por todos os outros desmandos deste governo da Senhora da lagosta. Lembre-se: nem todo mundo é vendido pra político!

  4. Mariana

    Gente induzido ou não, a importancia do ato é reivindicar p melhores condições de segurança, saúde, educação… todo ato tem esse caratér e claro que ele sempre vai ser visto como ordem da oposição, pq nunca os proprios comandantes levantariam essa bandeira.. como a propria governado disse no seu pronunciado e entrevista no seu jornal. tá tudo lindo no estado.

  5. Rosário Santos

    cho equivocado afirmar que os últimos atos violentos acontecidos na cidade não sejam suficientes para levar as pessoas às ruas. Considerar que todos somos marionetes para uso político e acéfalos sem opinião própria é outra falha. Será que a morte de uma criança não basta para nos indignarmos com a falta de segurança que vem assolando o estado há anos? O que falta é deixar de votarmos como burros e elegermos representantes que nada fazem pelo povo. O mais importante é a sociedade mostrar que tem voz e vez e deixar os discursos das redes sociais e partir sim para ruas, pacificamente, sem violẽncia, e acima de tudo não se deixar usar por oportunistas políticos que estão em todos os lugares, até na mídia.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários