Poder

Hora de virar a mesa

Por Abdon Marinho

Advogado Abdon Marinho.

Advogado Abdon Marinho.

Leio aqui e ali que a administração de São Luís vai mal, denúncias de corrupção, incompetência. Chegaram ao ponto de falar em impeachment.

Não resta dúvidas que há desacertos na administração municipal, a grande maioria dos problemas enfrentados pela cidade estão longe de serem resolvidos. A educação ainda discute problemas dos tempos do governo Gardênia. A saúde, principalmente a que acontece nos hospitais de emergência, remete a cenários de guerra. O transporte público é outro que não evoluiu, ônibus superlotados, excesso de veículos nas ruas tornando a vida dos cidadãos uma loucura e tomando seu tempo. A infra-estrutura viária, tanto faz nos bairros nobres ou periferia, também está complicada. Entretanto, parte desta “boataria”, é insuflada e estimulada pela politicalha que ao invés de se preocupar com o interesse público, vive de eleição em eleição.
Lembro que no começo do ano, acho que no primeiro dia útil do ano publiquei uma carta ao prefeito que assumia. Não era direcionada, até porque não tenho intimidade para tanto ao nosso prefeito, era sim direcionada a todos os prefeitos que estavam assumindo. Dizia, como cidadão, que esperávamos deles, parece que não leram.

Os problemas não começaram em primeiro de janeiro de 2013. Vêm se acumulando ao longo dos anos. Mas isso, é claro, não é motivo para que a administração não ande e não procure minorar os problemas da cidade.

Torço muito para que a administração do prefeito Holanda dê certo. Aliás torço para que todas as administrações dêem certo, sobretudo as dos municípios e do Estado do Maranhão. Se os governos sejam municipais, sejam o estadual, não dão certo, tenham certeza, não é por falta de torcida. Nestes meus anos de vida aprendi que quando os governos dão errados, os problemas e as consequências não são sentidas pelos governantes e sim pelo povo que permanece num sofrimento constante. Acredito que só os que odeiam o povo ficam torcendo para que os governos dêem errado.

Como gostaria de viajar por estradas decentes, bem conservadas, com asfalto que durassem mais que dois invernos? Como gostaria que as pessoas tivessem uma educação de qualidade, que acompanhasse a evolução do mundo? Uma saúde onde as pessoas não encarassem com tanta naturalidade a morte dos pacientes ou suas mutilações?

Como dizia, torço pelo sucesso do atual governo municipal porque sei o quanto essa cidade tem perdido ao longo dos anos, a impressão que tenho é que os últimos gestores não tiveram a sensibilidade para saber o significado a deterioração de um prédio histórico, uma escadaria colonial, uma praça antiga. Torço porque sei que a cidade não aguenta mais muitos anos de governos insensíveis ou desastrosos. Torço porque a sucesso da administração será o sucesso de uma nova geração de gestores à frente dos destinos da cidade. Seu insucesso, o fracasso de duas gerações.

O fato de torcer, e talvez por isso mesmo, não me impede de ver os equívocos que são cometidos e de denunciá-los pelos meios que tiver. E faço isso a tranquilidade e a transparência dos cidadãos que querem o melhor para o lugar que escolheram para viver.

O prefeito, até onde sei, é um bom cristão, um homem nascido e criado dentro dos preceitos da fé cristã, apesar disso não utilizou os ensinamentos de Cristo na hora da escolha dos seus apóstolos. Imagino o caos que teria sido, se em menos de um ano todos os apóstolos tivessem debandando, pelos mais variados motivos, para o cristianismo. Aqui, informam que já são nove os que tiveram que sair do governo e o décimo, apenas espera o momento adequado para cair ou ser posto para fora.

Acredito que este seja o maior equivoco da administração. Cada um dos secretários prestar contas a um líder diferente. Pior que isso, cada um se sinta dono de seu próprio naco de poder. Como é possível construir uma obra coletiva se cada um só se preocupa com seu lado? Se o compromisso de todos com a coisa pública não é tão palpável ou reconhecido?

Imaginem um outro exemplo: Nas nossas cozinhas temos os potes com os alimentos. Pote do arroz, pote do feijão, pote do sal, pote dos temperos, etc. Eles sozinhos de pouco nos serve, se quisermos ter uma refeição temos pegar um pouco de cada pote e preparar o alimento que levaremos a mesa.

Na administração municipal e dizem que também na estadual, as coisas começam a funcionar assim. Cada um no seu pote e estes potes não se comunicam. Podemos até comer, mas essa é uma comida indigesta.
A administração é uma refeição, só funciona se todos trabalhem em conjunto e na medida certa.

Outro dia, por ocasião da mudança de um secretário o oitavo ou o nono, a assessoria foi instruída a dizer que o novo secretário não era deste ou daquele partido, era secretário do município.
Acho que passa da hora do prefeito chamar todos e dizer: “Vocês são secretários do município e só respondem e obedecem a minha autoridade. Eu sou o prefeito e respondo perante os eleitores. Quem não estiver satisfeito que saia.”

Numa postura mais radical, acredito que o prefeito já saiba quem queira, de fato, trabalhar pelo bem cidade e os que querem “se dá bem”, diante disso talvez o mais conveniente seja demitir todo mundo, escolher pessoas comprometidas, que até podem ser alguns do que estão com ele e começar de novo. Um ano perdido é pouco se compararmos a quatro.
Errar todos erramos, não podemos é insistir no erro.

Abdon Marinho é advogado eleitoral,


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Hora de virar a mesa”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. TUNTUM - MA

    Prefeito Cleomar Tema

    Prefeito Cleomar Tema
    O ex-vereador de Tuntum, Magno Melo denunciou em sua página de relacionamento (Facebook), um suposto esquema entre a Caixa Econômica Federal e a Prefeitura de Tuntum-MA.

    O ex-parlamentar disse que a Caixa estaria tentando privilegiar casas habitacionais no município. Segundo ele, tudo estaria sendo feito com documentos fraudados.

    Se esse esquema tiver acontecendo é sob o consentimento do prefeito Cleomar Tema Carvalho Cunha com algum funcionários do banco.

    É preciso que a Polícia Federal verifique a veracidade dessa denúncia.

    Tuntum

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários