Poder

Governo discute ações e implentação do programa Viva Maranhão

A reunião foi aberta pelo secretário chefe da Casa Civil, João Abreu, e contou com a participação de representantes do BNDES e gestores estaduais.

Reunião-Governo-e-BNDES-foto-Stephannie-Lee-300x173

Secretários de Estado, executivos do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) e representantes de órgãos estaduais se reuniram, na manhã desta segunda-feira (18), no Palácio dos Leões, para discutir avanços e monitorar o gerenciamento de recursos ao programa Viva Maranhão. A reunião foi aberta pelo secretário chefe da Casa Civil, João Abreu, e contou com a participação do coordenador da Unidade Executora do programa, Paulo Ronchi.

De acordo com João Abreu, o encontro serve para acompanhar a execução dos recursos financiados pelo BNDES e buscar soluções para eventuais problemas encontrados em cada pasta. “São realizados encontros mensalmente para avaliar o andamento de cada obra prevista e saber a situação exata de cada secretaria. Nas áreas de infraestrutura, saúde, ciência e tecnologia e indústria e comércio as ações estão bem adiantadas. A intenção é que, em um prazo determinado pela governadora Roseana Sarney, tenhamos a possibilidade de apresentar à sociedade o conjuntos de medidas anunciadas”, explicou.

O programa Viva Maranhão, executado pelo governo do Estado com o financiamento aprovado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES), contempla investimentos de R$ 3,8 bilhões entre 2013 e 2016 nas áreas de infraestrutura, saúde, saneamento básico, segurança pública, educação, inclusão produtiva, gestão pública, mobilidade urbana, qualificação profissional e combate à pobreza.

“Muitas secretarias estão envolvidas nestes projetos multisetoriais. O Governo do Estado entende que estas iniciativas são fundamentais para que o Maranhão avance e consiga benefícios melhorias para toda a sociedade”, frisou Paulo Ronchi.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários