Poder

Perseguição: Luis Cardoso é processado por 25 oficiais da PM

Do Blog do Luis Cardoso

Jornalista Luis Cardoso.

Jornalista Luis Cardoso.

Diversos leitores perguntam a mim nas ruas, repartições, escritórios e por telefones a razão do blog ter ficado frio nas última semanas. E mais: o que vem acontecendo que não estão olhando com mais frequência meus textos com denúncias que abalam muitas estruturas.

Pois bem. Não é fácil ter que explicar ou responder o motivo da minha ausência. Tenho passado os últimos dias do mês de setembro, e creio que não serão diferentes os de outubro também, entre escritório de advogados amigos e fóruns de Justiça, aqui na capital e no interior do nosso Estado.

Veja o amigo leitor que quase passo meu aniversário, 10 de setembro, numa terça-feira, em duas audiências na mesma cidade, em Pedreiras. Tenho recebido intimações para comparecer também no mesmo dia e mesmo horário em cidades diferentes.

Com a taxa de glicemia batendo nas alturas, já acumulo 25 processos, entre criminais e indenizações por danos morais, movidos por alguns oficiais da Polícia Militar do Maranhão. Na ampla maioria, chefes de destacamentos militares no interior, além de dois pelo comandante geral da PM, Coronel Franklin Pacheco, e um pelo seu adjunto. Um fato inédito no Brasil e que se bem aproveitado pode levar o blog a destaques nacionais. Mas não é isso que pretendo, não.

Inicialmente fui recebendo intimações para responder a processos por danos morais, mas em seguida começaram a chegar os criminais. Depois outros pelos mesmos motivos. Pela andar da carruagem, chegarei ao final com mais de 50 processos nas costas. Tenho recebido para comparecer até em audiência estabelecidas para maio de 2014. Vejam a que ponto chegou a perseguição.

Mas o que fiz para receber tantos processos? Nada que atingisse a honra, moral ou o profissional militar. Publiquei um texto em que falava de desvio de recursos na manutenção e reparos de viaturas da PM, sem citar nomes ou identificar destacamentos militares.

Mas um cidadão que se identificou como coronel Pimentel fez um comentário em que cita os nomes de seis militares como autores dos desvios e um outro que generalizou, afirmando que os chefes dos destacamentos bancavam o comandante geral da PM. Eu estava ausente da cidade quando os dois comentários foram aprovados. Tenho uma equipe de jornalistas aqui comigo e dois dos que aprovaram os comentários não estão mais conosco.

Os dois comentários, portanto, deram origem aos processos. Mas não houve da parte dos oficiais que me processam a preocupação em saber que era o coronel Pimentel e nem despertaram o interesse em processá-lo. Não sei por qual razão. Além dos seis citados por Pimentel, outros que não foram nominados entraram com processos contra o blog.

Então, amigo leitor, falta-me tempo para dedicar aos furos de reportagens. Não tenho tido mais tempo para apurar grandes denúncias que tenho recebido quase que diariamente. Minha vida virou uma loucura, mas Deus está no comando. Acredito firmemente na Justiça dos Homens e tenho certeza que o bem prevalecerá.

Devo informar que já perdi uma causa nesta montanha de processos. Salvo engano para o major Lisboa que pediu R$ 27 mil e vai levar ou não apenas R$ 3 mil. Isto por uma simples razão: fui condenado à revelia a pagar a quantia arbitrada pelo não comparecimento meu e do advogado na audiência. Mas já estamos recorrendo. O STF, que fique claro, tem derrubado inúmeras decisões judiciais de primeira instância julgando em favor da liberdade de expressão.

Nesta questão dos processos dos militares (aliás tenho recebido a solidariedade dos praças principalmente e de outros oficiais) tenho observado a preocupação dos amigos leitores. Alertam sempre para tomar cuidado com a vida e indagam se estou levando segurança quando for comparecer às audiências no interior.

Agradeço de coração a preocupação do amigos leitores e devo dizer que estarei levando sim a maior segurança que um ser humano possa ter: Deus, o nosso protetor que ouve minhas preces diárias. Peço desculpas aos amigos leitores pelo longo esclarecimento.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Perseguição: Luis Cardoso é processado por 25 oficiais da PM”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Luiz

    Quem manda falar merda?

  2. jOÃO

    KKKKK ESSE MIGUÉZIM PRA SALVAR PAPAI NUM COLA KKKK

  3. Pedro Peu

    Eita que Luis ta lascado! Esse ta fudido. Concordo! Quem manda falar merda. Toma cuidado tb Neto Ferreira.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários