Poder

Justiça manda soltar suspeito de participar do assassinato de ex-deputado

Antônio Luís Pereira de Sousa, "Antônio Velho", estava preso suspeito do crime contra o ex-deputado Edilson Peixoto, ocorrido em julho deste ano, em Dom Pedro.

Imirante.com, com informações da Mirante AM

A Justiça do Maranhão mandou soltar Antônio Luís Pereira de Sousa, 46 anos, conhecido como “Antônio Velho”. Ele é apontado como um dos executores e um dos mandantes do crime contra o ex-deputado Edilson Peixoto, o “Peixotinho”, em 25 de julho deste ano, no município de Dom Pedro. A informação foi dada pelo repórter Domingos Ribeiro, na edição desta segunda-feira (14), do programa Ponto Final na Rádio Mirante AM.

De acordo com o delegado Paulo Arthur Garcia, titular de Presidente Dutra, que efetuou a prisão de “Antônio Velho”, há indícios de que ele seja autor de diversos crimes de encomendas na região.

“Antônio Velho” e Valdeth Gomes de Freitas, 45, foram presos no dia 30 de julho, durante operação montada para dar cumprimento a mandados de busca e apreensão e de prisão temporária, expedidos, também, a “Tonho Digo”, que juntamente com Valdeth, era irmão do ex-vereador Diogo Gomes de Freitas, executado no dia 12 de julho, na cidade de Dom Pedro. A dupla continua presa.

Um dos suspeitos de participar da morte do ex-deputado Edilson Peixoto, identificado como Galego ou Macarrão, foi executado com cerca de 90 tiros no povoado Belém, em Tuntum, junto do corpo foi encontrada uma pistola 9 mm.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários