Poder

Presidente da Assembleia aciona Justiça para censurar jornais em PE

Dois jornais e uma emissora de TV de Pernambuco estão proibidos de citar o nome e usar a imagem do presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Guilherme Uchoa (PDT), em reportagens sobre suposto tráfico de influência evolvendo sua filha, a advogada Giovana Uchoa. A determinação da Justiça estadual atendeu a um pedido do próprio Uchoa.

O Ministério Público afirma que Giovana Uchoa procurou antecipadamente uma promotora para saber qual seria seu parecer no processo de adoção de uma menina por um casal amigo. Ao abordar a infração, imprensa local têm citado o parentesco entre a advogada e o deputado.

A liminar concedida pelo juiz Sebastião de Siqueira Sousa no último sábado (31) atinge o apresentador Josley Cardinot, da TV Clube, o “Diário de Pernambuco” e o “Jornal do Commercio”.

O magistrado entendeu que não há prova de participação direta do presidente da Assembleia no suposto episódio de tráfico de influência para favorecer o casal, que conseguiu a guarda provisória da menina. Continue lendo a reportagem aqui.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários