Poder

Investigação sobre Ong deve derrubar secretário de Timon e atingir Weverton Rocha

Operação da PF apontou desvio de recursos em contratos do ministério.

Saney Sampaio.

Saney Sampaio.

Após a Operação Esopo, da Polícia Federal, que revelou um esquema de desvio de recursos públicos que envolvia o Ministério do Trabalho, a situação do secretário de Timon, Saney Santos Sampaio, homem que controla a Casa Civil e Secretaria de Ação Social, se complicada cada vez mais.

Braço direito da família Leitoa, Saney que é alvo da Polícia Federal, também passará a ser do Ministério do Trabalho que criou uma comissão de técnica ontem quarta-feira (11).

O trabalho da comissão será voltado para apurar o lado obscuro da prestação de contas de convênios celebrados com a Ong da qual é ligada ao deputado federal Weverton Rocha, desde quando era assessor especial de Carlos Lupi.

A portaria publicada na edição de hoje do “Diário Oficial da União”, dará prioridade a convênios investigados pela Controladoria Geral da União (CGU), como é o caso do Instituto Brasil Voluntário – Bravo – ONG presidida pelo secretário da gestão de Luciano Leitoa.

Saney foi atrelado a escândalo nacional.

Saney foi atrelado a escândalo nacional.

O suposto esquema que movimentou milhões no Maranhão chega a respingar até no ex-deputado Chico Leitoa, pai do prefeito Luciano Leitoa. Dados da Polícia Federal mostram que ano seguinte a assinatura do convênio de R$ 2.1 milhões com a finalidade de qualificar jovens para o primeiro emprego, dirigentes da Ong Bravo teriam ajudado na campanha do Chico Leitoa (PDT) à Prefeitura de Timon, quando foi derrotado por Socorro Waquim que conseguiu a reeleição.

As movimentações nebulosas da Onga que recebeu mais de R$ 2 milhões e só prestou contas da primeira parcela (cerca de R$ 800 mil) apontadas no Relatório da Controladoria-Geral da União (CGU), motivou o Ministério Público Federal a move uma Ação Civil Pública por Improbidade Administrativa contra Saney Sampaio.

Mesmo diante do descalabro nos cofres federais que atrelam Saney Sampaio a atos ilícitos, Luciano Leitoa permanece o dirigente da Ong com fortes poderes em sua administração que na campanha eleitoral pregava a transparência e combate a crime de corrupção.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Investigação sobre Ong deve derrubar secretário de Timon e atingir Weverton Rocha”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Marcos

    O BICHO VAI PEGAR. SERÁ QUE O MINISTRO DE FATO LUPI VAI ACHAR A PRESIDENTE DILMA BONITA, MANDAR BEIJOS E ASSIM SE SEGURAR NOVAMENTE? E O NOSSO DEPUTADO WERVENTON ROCHA COMO VAI FICAR NISSO? ELE QUE CONTINUA SENDO O GRANDE OPERADOR DO MINISTRO DE FATO?????.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários