Poder

Corretor de imóveis é agraciado com diploma e medalha no TJ

Ricardo Duailibe: o desembargador e corretor de imóveis.

Ricardo Duailibe: o desembargador e corretor de imóveis.

Ricardo Duailibe, correto de imóveis e proprietário de uma imobiliária, foi agraciado com a Medalha do Mérito Judiciário Antônio Rodrigues Vellozo, durante cerimônia de posse ontem sexta-feira (13), na sala das sessões plenárias do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Ele que foi nomeado pela governadora Roseana Sarney, pouco se sabe de suas atuações nos fóruns como advogado, a não ser na área imobiliária da qual ele atua como corretor há anos.

Empossado oficialmente no mês passado, Duailibe observou atentamente com brilho nos olhos enquanto o presidente do TJMA, desembargador Antonio Guerreiro Júnior, conduzia a solenidade de boas-vindas.

Mesmo com uma lacuna da desenvoltura e atuação advocatícia, a desembargadora Nelma Sarney ainda se ariscou em ressaltar a experiência profissional e capacidade de trabalho do novo membro da Corte.

Ricardo Duailibe é, sem sombra de duvidas, mais um dos que foram ungidos pela indicação do Governo do Maranhão do que critério de análise da experiência onde grandes nomes figuravam a lista sêxtupla.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Corretor de imóveis é agraciado com diploma e medalha no TJ”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. José Adimilton

    Engano seu meu caro! Ou você não conhece o Des. Ricardo ou não tem sequer noção do que se passa nos corredores do Forum De. Sarney Costa. Doutor Ricardo doi um dos advogados mais atuantes do Maranhão. Só na Terceira Vara Cível, por exemplo, tramitam mais de 200 processos onde ele foi patrono. A imobiliária existe sim, mas quem tomava conta de tudo era e continua sendo a mulher dele. Seria melhor vc pesquisar antes as coisas.

  2. Antonio carlos

    O quinto constitucional é uma maneira que o legislador encontrou para proteger seus apadrinhados políticos , muitos dos escolhidos sem nenhuma experiência forense. Ficam lá 25, 30 anos , e os juizes de 1º grau nada aprendem porque não estudam mais. É uma excrescência, entram sem concurso na magistratura.

  3. dinho

    Dizem por ai que quem trabalha com corretagem de imoveis, e advogados, são os profissionais que mais distorcem a verdade.imaginem uma pessoa que possui os dois conhecimentos sendo desembargador.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários