Poder

Irregularidades da empresa VBL em Imperatriz são apontadas na Assembleia

O deputado Rubens Jr. usou a tribuna na manhã desta terça-feira (06) para tornar pública uma carta enviada por moradores de Imperatriz relatando o sofrimento do povo da cidade com os serviços prestados pela empresa de transporte coletivo VBL.

As denúncias contra a empresa começaram no final do ano passado, logo depois que as reclamações levaram a quebra de contrato com a prefeitura. Porém, a VBL, responsável por 70% das linhas de transporte público de Imperatriz, continuou atuando na região.

Em Junho, o Ministério Público Estadual entrou com uma Ação Civil Pública pedindo o afastamento da VBL. A Juíza da Vara da Fazenda Pública de Imperatriz, Ana Lucrécia Sodré Reis, acatou o pedido de liminar do MP e suspendeu a execução do contrato. De acordo com a decisão, a empresa é inidônea para participar de licitação e a prefeitura tinha o prazo de dez dias para substituí-la e abrir um novo processo licitatório sob multa diária de R$100.000,00 (Cem mil reais).

O Tribunal de Justiça do Maranhão, no entanto, concedeu liminar para que a empresa continuasse funcionando normalmente, mesmo com a maior parte de sua frota irregular. Os recursos do Ministério Público e da prefeitura de Imperatriz devem ser julgados na tarde da próxima quarta-feira.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários