Poder

Denúncia leva 13 pessoas a condenação por “estradas fantasmas”

A partir de Denúncia feita pelo Ministério Público do Estado do Maranhão em 2005, a 1ª Vara Criminal de São Luís condenou, em 13 de agosto, 13 pessoas por peculato, formação de quadrilha e fraude no caso que ficou conhecido como o das “Estradas Fantasmas”. O esquema consistia no pagamento pela construção de estradas que não foram feitas. Muitas vezes, os projetos previam ligação entre povoados que sequer existiam.

De acordo com o que foi investigado por uma comissão de quatro promotores de justiça, o esquema era articulado entre servidores da então Gerência de Infraestrutura (Geinfra) e empreiteiras. Os recursos desviados eram divididos na ordem de 80% para os funcionários da Geinfra e 20% para as empreiteiras.

Entre os condenados está o então gerente, João Cândido Dominici, apontado como líder do esquema de fraudes. Também foram condenados José Izidro Chagas da Silva, Márcio Ribeiro Machado, Lourival Sales Parente Filho, Wanderley Silva Oliveira, Winston Sousa Barbosa, Fábio Ribeiro Nahuz, Lauro Gomes Martins, Marco Aurélio Pereira de Oliveira, José de Ribamar Teixeira Vasconcelos e Luís Carlos Mesquita (falecido).

Todos foram condenados a detenção, em regime semiaberto, além de multa.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários