Poder

Ataque de mascarados à Editora Abril é ameaça à imprensa livre

Por Milton Corrêa da Costa

O radicalismo e o vandalismo das ações do grupo Black Bloc. que vem empreendendo, em território nacional, lamentáveis cenas de vandalismo e destruição do patrimônio público e privado, com grave afronta à ordem pública, agora se volta também contra os órgãos de imprensa, numa perigosíssima ameaça ao estado democrático de direito.

Inadmissível, com todas as letras, a manifestação agressiva do citado grupo de baderneiros, na última sexta-feira (23/08), contida em parte pela polícia, onde os vândalos mascarados atiraram pedras garrafas de plástico e outros objetos contra o prédio da Editora Abril, na Zona Oeste de São Paulo, em represália à recente edição da Revista Veja, sob o título “O Bando dos Cara Tapadas”.

No caminho o grupo, que se esconde sob o manto do anonimato, com os rostos encobertos, já na Avenida Eusébio Matoso, depredou duas concessionárias de automóveis. Nas proximidades da Editora Abril atacaram também uma loja de móveis e atearam fogo a um carro estacionado.

Até onde vai isso? E se o contingente da Polícia Militar não estivesse presente na entrada do prédio da Editora Abril naquele momento? Teria sido depredado? Invadido? Até onde vai a ousadia e a afronta dos caras tampadas que agora quer também cercear o trabalho da imprensa? Sãos donos da verdade e da razão? Pretendem substituir as instituições democráticas?

Por tudo isso é que foi coerente, necessária e absolutamente oportuna a medida anunciada pelo Secretário de Defesa Social do Estado de Pernambuco, Wilson Damázio, de não mais permitir, doravante, naquele estado da federação,, a participação de pessoas com rostos encobertos em futuras manifestações públicas. É o resguardo do relevante interesse social , do patrimônio público e privado, da incolumidade de cidadãos ordeiros, tudo em nome da ordem pública e da ordem institucional. Que os outros estados-membros sigam a medida restritiva e legal, assecuratória de direitos, ora tomada em Pernambuco.

Sem imprensa livre e justiça não há democracia. Aprendam os neo-terroristas urbanos que ameaçam seriamente os princípios basilares do estado de direito. Para os que se julgam lesados e injustiçados por notícias e matérias vinculadas na imprensa, os caminhos do estado democrático compreendem tão somente a busca dos direitos e garantias individuais previsto no texto constitucional através do ordena mento jurídico em vigor.. A lei da intimidação não se aplica ao estado democrático. É própria de estados totalitários e fascistas.

Milton Corrêa da Costa é cidadão brasileiro que luta pela democracia responsável


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Ataque de mascarados à Editora Abril é ameaça à imprensa livre”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. bruno vinhaes

    que ridículo!! como um grupo de manifestantes sem nenhum poder politico ou militar pode ser uma ameaça a democracia!? todo mundo sabe que a revista veja coloca toda semana nas bancas um monte de mentiras e informações distorcidas, de acordo com seus interesses, isso sim é uma ameaça!

  2. Paulo Barbosa

    A Abril cumpriu seu papel de publicar a verdade, mesmo com todas as medidas do governo de calar a imprensa. Esses vandalos existem pela vista grossa de grupos políticos que dominam as cabeças de uma geração ignorante, colonizada com um discurso recalcado cuja meta é dividir a sociendade brasileira, pela falta de propostas concretas a serem apresentadas a sociedade.
    Amanhã a festa acaba, e esse discursozinho vai acabar, veremos uma administração mais responsável, porque nao adianta, quem tem berço tem berço e aprende desde cedo que mesmo degostando da opinião de outrem, há sim a necessidade do respeito ao ganha pão do oponente, neste caso uma editora.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários