Poder

Maranhão deve ser reconhecido como zona livre de aftosa

Ministro da Agricultura marca para o dia 19 de agosto reconhecimento.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento confirmou, no fim da tarde desta sexta-feira (26), que o ministro Antônio Andrade cumpre, a partir do próximo dia 19, uma intensa agenda percorrendo os estados do Maranhão, Pará, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas e Paraíba para assinar as portarias ministeriais de reconhecimento nacional da região como zona livre de febre aftosa com vacinação. O Maranhão será o primeiro estado a receber o ministro, confirmando a posição de destaque durante todo o processo do Programa de Ampliação da Zona Livre de Febre Aftosa, executado pelo Ministério da Agricultura desde 2011.

“É uma vitória não só da pecuária, mas de todo o setor produtivo
maranhense. Essa conquista é o resultado de uma bem sucedida parceria entre o Governo do Estado e os criadores, que se empenharam em cumprir os calendários de vacinação contra a febre aftosa e cuidaram da saúde de seus animais para que, agora, possamos comemorar esse grande avanço do agronegócio maranhense. A pecuária do Maranhão, que já ocupa lugar de destaque, tanto na Região Nordeste como no cenário nacional, tem, agora, uma real potencialidade de crescimento”, comemorou o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Cláudio Azevedo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários