Poder

Hildo Rocha é motivo de piada na Assembleia

hildo2

O secretário de Cidades e Desenvolvimento Urbano do governo Roseana Sarney, Hildo Rocha, além de demonstra desconhecer a lei orçamentária do estado ao descartar a liberação da emenda coletiva proposta por seis deputados estaduais no valor de R$ 18 milhões ao município de São Luís, virou motivo de piada na Assembleia Legislativa.

Na última reunião com o prefeito Edivaldo Holanda Jr.(09), os deputados Rubens Jr., Othelino Neto, Bira do Pindaré, Marcelo Tavares, Cleide Coutinho e Eliziane Gama anunciaram o remanejamento de todas as suas emendas parlamentares individuais para São Luís, com o intuito de reforçar o apoio à atual gestão e contribuir para sanar os grandes problemas enfrentados na capital.

Parceria Institucional

Contraditória é a atitude do governo ao descartar o remanejamento das emendas dos deputados de oposição para a cidade de São Luís, quando anteriormente propagou – através do sistema de comunicação oficial do estado – o profundo desejo de estabelecer uma parceria institucional entre estado e prefeitura.

“Nós acreditamos nessa parceria e investimos nela. Ao somar os R$ 18 milhões disponibilizados pelos deputados com os R$ 42 milhões que a governadora cobra da prefeitura na justiça, de início seriam R$ 60 milhões que o governo do estado investiria na questão da mobilidade urbana de São Luís. Sem vontade política e enquanto essa parceria for para inglês ver, não adiantam emendas, nem a boa vontade da Prefeitura”, disse o deputado Marcelo Tavares.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários