Poder

Edivaldo Júnior apresenta respostas às reivindicações de manifestantes

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior apresentará nesta segunda-feira (1º), às 18h, no Palácio de La Ravardière, documento informativo com o planejamento das ações previstas para cada reivindicação apresentada pelos manifestantes recebidos na última terça-feira (25). Como forma de ampliar o diálogo sobre as soluções providenciadas para os problemas da cidade, será apresentada a agenda de elaboração do Plano Plurianual (PPA), que estabelece as diretrizes, objetivos e metas para os próximos quatro anos.

Na ocasião, também será feito o convite para os movimentos sociais participarem do Plano São Luís 2033 que pensará a cidade numa perspectiva de longo prazo. O assunto chegou a ser abordado pelo prefeito durante a primeira reunião com os manifestantes que estiveram presentes nas mobilizações que tomaram as ruas de São Luís nos últimos dias.
“Nós não estamos preocupados apenas com a nossa gestão, mas pensando no futuro e, por isso, nós trouxemos o ICE-MA [Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão] e convidamos a sociedade a discutir o PPA. Então não é um planejamento para quatro anos, mas para os próximos 20 anos”, disse o prefeito.

OUTRAS DEMANDAS
Além das respostas do Executivo Municipal sobre os assuntos ligados ao sistema de transportes, também serão elencadas ações sobre as reivindicações apresentadas em outras áreas como saúde, cultura e educação. Alguns dos questionamentos chegaram a ser respondidos ainda na reunião de terça-feira pelo prefeito e seu secretariado.

Entre as indagações dos manifestantes estava a preocupação com os investimentos na área da saúde. O prefeito Edivaldo informou que foram garantidos recursos para reforma e ampliação do Hospital da Criança e do Socorrão II. Na área da educação, o chefe do Executivo Municipal adiantou que uma das preocupações da gestão atual era a reforma das Unidades de Ensino Básico (UEB) e que estes recursos também já foram assegurados.

Edivaldo Holanda Júnior antecipou ainda que será criada uma escola de Ensino Fundamental na área do Itaqui-Bacanga, em um local que chegou a ser adquirido ainda na gestão do ex-prefeito Tadeu Palácio para construção do colégio.
Outro questionamento trazido pelos representantes dos movimentos sociais foi em relação à revitalização do Circo da Cidade. O presidente da Fundação de Cultura (Func), Francisco Gonçalves, que participou da reunião com os manifestantes, esclareceu que ao tomar posse foi constatado que os equipamentos para funcionamento do espaço foram retirados, e a lona que existe no local foi cedida por um instituto local, mas sem a entrega da nota fiscal.
“Nós demos um prazo para que esses comprovantes sejam entregues. Se isso não ocorrer estamos preparados para fazer uma licitação para uma nova lona e todos os outros equipamentos. Os recursos destinados à ativação do Circo da Cidade já foram depositados na conta da Func e vamos apenas resolver essa questão”, explicou o presidente da Func.

Durante a reunião de segunda-feira serão dados encaminhamentos a todas as demandas apresentadas pelos manifestantes. Além disso, será reforçado o convite aos demais movimentos populares, como as organizações de bairros e demais setores da sociedade civil, a participarem da discussão sobre os investimentos para a cidade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários