Poder

Presa quadrilha que assaltou mais de R$ 62 mil da empresa Niágara‏

Foi apreendido com os assaltantes, uma pistola 380, uma pistola calibre 12, e um revólver 38, e ainda uma quantidade em dinheiro no valor de R$ 62 mil.

Policiais do 8º Batalhão prenderam na tarde desta sexta, 31, uma quadrilha envolvida no assalto em frente do canteiro de obras da empresa Niágara Empreendimentos, aonde os assaltantes balearam um funcionário da empresa, a qual foi encaminhada em estado grave para o atendimento emergencial.

O funcionário Jorge Luís Barros Abreu, de 50 anos, que segundo informações colhidas na frente da empresa entre os funcionários, estava transportando valores que pertencia à empresa Niágara e que, o montante seria para pagamento dos funcionários na obra.

De acordo com informações, o seu Jorge estava retornando de alguma empresa bancária, e ao se aproximar do canteiro de obras no Empresarial Jaracaty, nas proximidades da Via Expressa, o carro fora cercado e vários homens armados abordaram o veículo e quando, um dos tiros chamou a atenção dos funcionários. Seu Jorge ao ser alvejado saiu de dentro do veículo e caiu no meio fio já sem forças. Os assaltantes balearam na altura do peito o funcionário seu Jorge, que trabalhava no setor administrativo da empresa, e fora encaminhado em estado grave para o hospital UDI e que horas depois foi confirmado o seu óbito.

A polícia em perseguição com o apoio do GTA, e do vídeo Monitoramento, efetuou a prisão de 05 suspeitos de participarem do assalto no interior de um veículo celta prata. De acordo com a polícia houve troca de tiros e um dos suspeitos, havia sido alvejado pelos policiais. A prisão aconteceu nas proximidades do Terminal de Integração. Foi apreendido com os assaltantes, uma pistola 380, uma pistola calibre 12, e um revólver 38, e ainda uma quantidade em dinheiro no valor de R$ 62 mil.

A quadrilha foi encaminhada para a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e seriam Jeferson Rocha de Alencar, apontado como o suspeito de ter atirado na vítima, Marcelo Santos Ferreira, Adimar Barros Madeira, João Paulo Oliveira Souza, e ainda o outro envolvido que estaria em atendimento num hospital da cidade por ter levado um tiro ao tentar revidar.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários