Poder

Detento com problemas psiquiátricos é morto em Bacabal

Ocorre que, Antônio tinha problemas psiquiátricos e deveria estar em hospital psiquiátricos.

Um dos casos que gerou polêmica na forma como era administrado o sistema prissional volta à tona novamente. Só que desta vez, após a morte de um preso de Justiça que sofria de problemas psiquiátricos dentro de uma Delegacia de Bacabal.

Antônio Alves Matos, 41 anos estava detido desde o dia 24 de fevereiro no 1º Distrito Policial de Bacabal por causa do não pagamento de pensão alimentícia. Além de problemas psiquiátricos, Antônio Alves também era alcoólatra e sofria com alucinações.

Ocorre que, Antônio tinha problemas psiquiátricos e deveria estar em hospital psiquiátricos. Quando estava preso, ele passou cinco dias sem comer e dormir por causa dos transtornos e fobias que sofria.

Emai: o detento chegou a ter um infarto dentro da cela, mas familiares acusam o Sistema Prisional de ter negado a assistência médica ao detido. Um verdadeiro absurdo!

No dia 2 de fevereiro, o Globo trouxe uma denuncia sobre detentos que sofrem problemas psiquiátricos como é o caso de José Antônio dos Santos que não admite mais ser chamado pelo nome, refuta pai e mãe, veste-se com roupas femininas e se considera mulher. Só atende pela alcunha Cola na Cola, uma expressão que ninguém sabe explicar de onde surgiu.

O Estado nunca diagnosticou seu transtorno mental. Nos últimos dois anos, ele não aderiu a qualquer tratamento psiquiátrico, não tomou uma única medicação nem esteve numa consulta médica. O buraco onde mora está na entrada do presídio, na parte de dentro, onde ficam os porcos, as galinhas e o lixo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários