Poder

Maura Jorge lidera com folga em Lago da Pedra

O Estado do Maranhão

Maura Jorge

Maura Jorge

A prefeita Maura Jorge (DEM) deve ser reeleita em Lago da Pedra com uma das maiores votações proporcionais do Maranhão. É o que sugere os números da primeira pesquisa Econométrica, contratada por Eliezer Leite Vasconcelos e divulgada ontem. De acordo com o levantamento, Maura Jorge tem 60,8% das intenções de voto, exatamente duas vezes mais que o seu principal adversário, Rodrigo Neto (PSB), que aparece com 30,4%. O candidato Dr. Josimar (PT) tem 6,5%.

Ainda de acordo com a Econométrica, o número de eleitores que declaram votar nulo em Lago da Pedra é de apenas 1%. Outros 1,4% não souberam ou não quiseram responder ao questionamento.

A pesquisa foi realizada nos dias 5, 6 e 7 de setembro, com 418 eleitores em Lago da Pedra. A margem de erro é 4,8 pontos percentuais, para mais ou para menos. Contratada por Eliezer Leite Vasconcelos,a pesquisa foi registrada em 12/09/2012 no Tribunal Regional Eleitoral, sob o número de protocolo nº 00229/2012.

 Rejeição – A Econométrica mediu também o nível de rejeição dos candidatos de Lago da Pedra. Neste quesito, a prefeita Maura Jorge também leva vantagem. De acordo com a pesquisa, 30,4% dos eleitores declararam não votar em Rodrigo Neto de jeito nenhum. Neste quesito, Dr. Josimar aparece com 29,9%. Maura Jorge, por sua vez, é rejeitada por 27% dos eleitores de Lago da Pedra.

Maura Jorge lidera ainda a preferência espontânea do eleitor de Lago da Pedra. São 59,6% de eleitores que citaram seu nome como provável voto. Para Rodrigo Neto, a Econométrica registrou 29,7% e outros 5,3% declararam votar em Dr. Josimar. Neste quesito, há ainda 5,5% de eleitores indecisos. (M.A.D.)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Maura Jorge lidera com folga em Lago da Pedra”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Waleska

    Instituto Econométrica consegue rasgar as cartilhas básicas da estatística com pesquisas imprecisas, e por que não dizer, fajutas. A referida instituição nem se dá ao trabalho de conferir a aritmética (60,8+30,4+6,5+1,4+1 = 100,1). O mínimo que uma pesquisa estatística deveria se preocupar era em bater os 100,00%. Era só usar o EXCEL, com precisão de 02 casas decimais, ficaria menos vergonhoso, pareceria menos incompetente. Esse é apenas um dos casos, em outros lugares o mesmo instituto não passa dos 99,90%, ridículo, porém não deixa de ser engraçado.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários