Poder

Iniciado investigação sobre casos de agiotagem no Maranhão

Comissão de delegados está sendo formada para apurar as denúncias.

A polícia do Maranhão já iniciou a investigação sobre os crimes de agiotagem no Estado. Uma comissão de delegados analisará toda a documentação apreendida na casa dos suspeitos de participação no assassinato do jornalista Décio Sá. Entre os documentos, estão cheques e notas de empenho de várias prefeituras maranhenses. A informação, foi confirmada pelo sub-delegado geral de Polícia Civil, Marcos Afonso.

“Com a conclusão do Caso Décio já está sendo formada uma nova comissão e já está sendo feito esse trabalho. Já começou esse desdobramento para que esses novos casos sejam analisados, trabalhados e seja dado encaminhamento nesse novo inquérito, que é justamente essa questão fiscal, envolvendo prefeituras e casos relativos a dinheiro público. Nós temos equipes trabalhando em cima dessas pessoas que não foram presas ainda, inclusive em contato com polícias de outros Estados, principalmente do Pará”, esclareceu o sub-delegado.

Para dar continuidade nas investigações, a Justiça prorrogou nesta quinta-feira (12), por mais 30 dias, a prisão temporária de todos os suspeitos de envolvimento na morte de Décio Sá, executado a tiros em um bar da Avenida Litorânea no dia 23 de abril. (Do G1 MA)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários