Poder

Justiça pede afastamento de Alderico Campos em Paço do Lumiar

a situação de Alderico Campos se complica mais uma vez perante a Justiça.

Alderico Campos

Alderico Campos

Foi ajuizada pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA) uma Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa  no dia 14 de junho, requerendo o afastamento imediato do presidente da Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar, o enrolado Alderico Campos (DEM).

A ação do MPMA é assinada pelos promotores Gabriela Brandão da Costa Tavernard, Reinaldo Campos Castro Júnior, Samaroni de Sousa Maia e Marcos Valentim Pinheiro Paixão.

O motivo que leva o MP a acionar o presidente da Câmara, se deu aapós o processo de afastamento do vice-prefeito Raimundo Filho foi a segunda denúncia protocolada na Câmara Municipal de Paço do Lumiar por Arnaldo dos Reis Sousa, que já havia formulado outra denúncia, arquivada por “falta de provas irrefutáveis”.

A segunda denúncia, protocolada em 02 de dezembro de 2011, atribuiu ao vice-prefeito a prática de infração político-administrativa quando o gestor foi empossado no cargo de prefeito, em junho de 2011.

Sem licitação – Sousa afirma que, no mesmo dia em que tomou posse na Prefeitura de Paço de Lumiar, Raimundo Filho empenhou o valor de R$ 379.549,43 em favor da empresa Construmar Construtora Maranhense e Comércio Ltda. No dia seguinte ao empenho, o vice-prefeito assinou um termo aditivo ao contrato no valor R$ 266.630,06.

De acordo com a ata da suposta sessão, passaram pouco mais de três horas entre o recebimento, pela Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar, da denúncia feita por Arnaldo dos Reis Sousa contra o vice-prefeito, e a expedição do Decreto Legislativo que determinou o afastamento do vice-prefeito.

O vereadores Alderico Campos alegou ter notificado o vice-prefeito sobre o afastamento no dia seguinte, 7 de dezembro.

A audiência de instrução relacionada a esse processo, inicialmente marcada para 27 de janeiro de 2012, foi remarcada para o dia 8 de fevereiro do mesmo ano. A audiência não ocorreu por falta do vice-prefeito, que, novamente, não foi notificado pelo presidente da Câmara de Vereadores.

Pedidos – Na ação, além do afastamento imediato de Alderico Campos, os promotores requerem o envio do de todos os documentos referentes à sessão da Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar que determinou o afastamento do vice-prefeito.

Com esse pedido de afastamento, a situação de Alderico Campos se complica mais uma vez perante a Justiça.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Justiça pede afastamento de Alderico Campos em Paço do Lumiar”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Morador revoltado

    Isso é um absurdo!!
    Quando chega uma pessoa pra fazer algo de relevante pro nosso Paco vem o MP pra querer fiscalizar!
    Quer dizer que o certo era permitir que o Raimundo Filho assumise e deixa se as coisas correrem à solta e ficar de bracos cruzados esperando que o ladrao levasse o pouco que resta da populacao?! Imagnem só: se em 7 dias ele (Raimundo Filho) raspou 400 mil, em 30 dias seriam 1.715.000,00?????

    Que os outros politicos comecem a se inspirar nesse ato e facam alguma coisa pela populacao luminense.
    O povo de paco agradece!

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários