Poder

João Alberto decide: Taugi é a vice de Zé Alberto

Taugi Lago foi chamda para compor a sua chapa na eleição de 2008, Raimundo Lisboa fez um acordo, financeiro e político.

Blog do Louremar

Taugi, Ze Alberto Joao Alberto

Taugi, Ze Alberto Joao Alberto

A campanha eleitoral na cidade de Bacabal começou a ser delineada no sábado (9). Em uma reunião do PMDB foi definido o nome do pecuarista Zé Alberto Veloso e da atual vice-prefeita Taugi Lago como os candidatos à sucessão do prefeito Raimundo Lisboa (PDT).

A reunião serviu para formalizar a chapa. A decisão mesmo e o acordo já haviam sido firmados uma hora antes na residência da vice-prefeita. Serviu também para alguns desabafos. Todos contra o que consideram falta de respeito do prefeito Raimundo Lisboa, ao longo de quatro anos, para com Taugi Lago.

Houve também desabafo por Lisboa não ter indicado Jura Filho como o seu candidato a deputado estadual.

Acordos não cumpridos e esperança futura

Reunião: esoclha do candidato do PMDB

Reunião: esoclha do candidato do PMDB

Quando chamou Taugi Lago para compor a sua chapa na eleição de 2008, Raimundo Lisboa fez um acordo, financeiro e político-administrativo. Sobre o financeiro o blogueiro não pode falar. Isso é coisa que não se põe no papel e nem os políticos confidenciam para blogueiros.

Sobre os outros pontos há controvérsias. O grupo de Taugi defende que deveriam ser dadas a eles 3 secretarias: Educação, Agricultura e Saúde. Já o grupo Lisboa diz que seriam somente duas (Agricultura e Educação), conforme foi cumprido.

Na tentativa de seduzir Taugi Lago para ser sua vice, Lisboa teria acenado com a possibilidade de se afastar do cargo após dois anos. Concorreria a uma vaga de deputado estadual. Taugi se alegrou, seria prefeita por dois anos, com possibilidade de reeleição.

Mas, e se Lisboa não saísse candidato? O questionamento foi feito pelo marido de Taugi, o ex-prefeito Jurandir Lago. Aí firmaram o compromisso, segundo Jurandir, de que o prefeito de Bacabal apoiaria Jura Filho para a Assembléia Legislativa.  Na prática, nem uma coisa nem outra. Lisboa não se afastou e nem apoiou Jura.  Negociou com Ricardo Murad que obteve 5.619 votos na cidade.

Estava dada a senha para o descumprimento de outro ponto, o mais importante para Taugi: ela ser indicada como candidata à sucessão de Lisboa. Taugi Lago aguentou o quanto pode, calada. A esperança só acabou mesmo quando viu selada a aliança Lisboa-Zé Vieira.

Na reunião de sábado, os compromissos não cumpridos foram lembrados exaustivamente e na presença de Zé Alberto,  como esperança de que os compromissos firmados agora não sejam jogados na mesma vala do esquecimento.

O pontos do atual acordo não foram divulgados. Talvez daqui a quatro anos.

Anúncio do nome de Taugi foi antecipado

Poquíssimos integrantes do grupo de Zé Alberto queriam a indicação de Taugi como vice. Na dianteira do movimento está o coordenador da campanha, o ‘Guru’ Gilberto Lacerda. No pequeno grupo da vice-prefeita há também pessoas que entendiam que ela já deu sua parcela de contribuição na política. Dizem que o ideal seria renovação.

Esses são poucos. A maioria dos peemedebistas estavam alegres. Melhor a vice do que nada. O próprio anúncio do nome da vice foi abreviado. O entendimento inicial era de que fosse feito no dia da convenção (23). O medo de que algo desse errado falou mais alto. Ao senador João Alberto coube fazer o anúncio.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários