Poder

Reforma no governo é um samba do crioulo doido

Blog do Luis Cardoso

Deu a louca em Roseana Sarney! Há algo de estranho na mente  da governadora que nem a mais competente psiquiatria pode desvendar.

Numa das pastas mais importantes, a da Educação, acertou apenas quando deixou passar por lá o deputado e professor César Pires.

Colocou no posto Anselmo Raposo. Um desastre. Um mar de corrupção comprovada pela Contraladoria Geral do Estado.

Assumiu o pau pra toda obra, olha Simão. Um fracasso. A Seduc ficou sem direção, sem pé e nem cabeça. Entrou, então, Bernardo Bringel que entende tanto do setor quanto eu de tecnologia. Resultado: centenas de escolas do nível fundamental estão fechadas, alunos fora da sala de aula no Maranhão inteiro, além de faltar merenda escolar porque o programa contemplava as escolas estduais que viraram municipais.

E olha que o deputado federal licenciado, Pedro Fernandes, chegou a ser sondado, cogitado para substituir Bringel que agora no Planejamento ainda acumula a Seduc. Ora, engenheiro civil, Fernandes não tem dado conta do recado nas cidades, imaginem a cratera que seria na Educação?

Não satisfeita, Roseana colocou a melhor amiga de sua vida, Olga Simão, na Ciência e Tecnologia. Do setor, Simão entende tão somente de alças que suspendem as malas. E nada mais. O setor permanece parado, inerte.

Mas agora vem o lado inovador e revolucionário da governadora. Olga Simão vai para a Secretaria de Cultura. Parece piada pronta, mas não é. Não existiu até agora indicação mais folclórica, exatamente o que tem sido a pasta ao longo de muitas décadas.

Inquieta, Roseana decide agora colocar o deputado federal Cléber Verde para dirigir a futura secretaria de Pesca. Vai botar a raposa no galinheiro. Ou melhor;  a isca em cima do peixe.

Ele é verde no setor, assim como o irmão do deputado é superintendente do Ministério da Pesca no Maranhão e só sabe pescar durante o período eleitoral. As pessoas do setor pesqueiro estão morrendo de rir da indicação. Algus prevêm que a pasta vai fazer água.

Nada assustaria se de uma hora pra outra Aluísio Mendes decidisse sair e Roseana colocasse imediatamente Olga Simão para substituí-lo.

Ou se a governadora criasse a Secretaria de Assuntos Aleatórios com rapidez e indicasse o tio Ernane Sarney para a pasta.

Roseana, assim meio que desprentenciosa, não promove reforma, provoca risadas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários