Poder

AL precisa ser protagonista no combate a pistolagem, diz deputada

A proposta da CPI é investigar crimes cometidos contra quilombolas, indígenas e também o caso do jornalista.

Para a deputada Eliziane Gama (PPS), Assembleia precisa ser protagonista no combate a pistolagem no Maranhão. Desta forma, a deputada que é membro da Comissão de Direitos Humanos se posicionou referente a falta de assinaturas suficientes para a instalação da CPI de Combate a Pistolagem, proposta pelo deputada Bira do Pindaré(PT).

“O Maranhão tem vários problemas na saúde, educação, e outras áreas, como a segurança pública, que é uma discussão que temos levantado nesta Casa, que precisa ser protagonista” completou.

Segundo a parlamentar, a proposta da CPI é investigar crimes de pistolagem no Maranhão cometidos contra quilombolas, indígenas e também o caso do jornalista Décio Sá, assassinado no ultimo dia 23 de abril na Avenida Litorânea.

Ela disse que o papel do Legislativo, através das Comissões Parlamentares, é contribuir com o processo de investigação e lembrou dos resultados de importantes CPIs, inclusive as da Pedofilia e da Euromar, que ela participou com presidente e relatora, respectivamente.

“Uma Comissão Parlamentar de Inquérito, como o próprio nome diz, é criada de forma excepcional em uma legislatura para fazer uma investigação, e dar a sua contribuição, como tivemos há alguns anos a CPI do Crime Organizado, a CPI da Pedofilia e a CPI Euromar, que tiveram ótimos resultados”, enfatizou.

Eliziane finalizou destacando a preocupação com o número de mortes no Maranhão e disse que a Assembleia precisa fazer algo. “A quantidade de pessoas que está morrendo nesse Estado é muito grande e não pode ficar impune. Nós não podemos ficar apenas assistindo sem realmente poder fazer nada”, disse.

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Com o objetivo de discutir sobre os diretos, deveres e a realidade da atividade dos jornalistas no Estado do Maranhão será realizado no próximo dia 28 de maio uma audiência pública de autoria da deputada Eliziane Gama com o tema: “O jornalista no Estado Democrático de Direito: realidade e soluções”.

Serão convidados para a audiência pública representantes das entidades representativas da categoria, comunicadores locais e nacionais, além de representantes do Poder Público.

O evento faz parte das diversas manifestações por causa do assassinato do jornalista Décio Sá, morto no ultimo dia 23 de abril na Avenida Litorânea.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “AL precisa ser protagonista no combate a pistolagem, diz deputada”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. ana clara

    TUNTUM-MA, A CIDADE DO MARANHÃO QUE TEM MAIS PISTOLEIROSSSS, A POLICIA TEM QUER IR PARA LÁ.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários