Poder

Acusado de tentativa de homicídio é condenado em Bacuri‏

No dia 29 de janeiro de 2012, em Apicum-Açu, Wedquim teria atingido João Francisco com golpes de faca.

Em júri realizado no último dia 17, no salão do Social Clube de Apicum-Açu, (termo judiciário da comarca de Bacuri), Wedquim Rabelo de Jesus, o “Dequinho”, foi condenado a quatro anos e um mês de reclusão em regime semi-aberto. O réu respondeu pela acusação de tentativa de homicídio qualificado contra João Francisco Silva Filho, o “Zê Bodinho”.

População acompanha julgamento

População acompanha julgamento

Segundo a denúncia, no dia 29 de janeiro de 2012, no povoado Cabeceiras (Apicum-Açu), Wedquim teria atingido João Francisco com golpes de faca no estômago e no braço esquerdo, lesão que teria provocado a perda dos movimentos da mão esquerda da vítima.

O júri foi o último de uma série de cinco julgamentos cujo início se deu no dia 9 de maio. Os dois primeiros foram realizados na sede. Os júris dos dias 15, 16 e 17 ocorreram em Apicum-Açu. Presidiu os júris o titular da comarca, juiz Marco Adriano Fonseca.

Provas – No primeiro deles, no dia 9, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Bacuri, foram a julgamento os réus Adeliones Setubal Carvalho e Conrado Rosa, ambos foragidos, que responderam pelo homicídio de Nelson da Silva, ocorrido em 25 de junho de 1995, em Bacuri. Ao final da sessão, o Conselho de Sentença acolheu a tese da defesa e absolveu Adeliones por insuficiência de provas, enquanto Conrado foi condenado a 12 anos e seis meses de reclusão em regime fechado.

No julgamento do dia 10, Valdemir Araújo Cordeiro, vulgo “Maconha”, foi condenado a sete anos e seis meses de reclusão em regime fechado pela acusação de tentativa de homicídio, mediante emboscada, contra Eliton Carlos Vieira Lima, o “Cinzento”, fato ocorrido em 20 de junho de 2010, no povoado São Paulo, em Bacuri.

Maioria – No dia 15, Gleison Silva Gatinho, vulgo “Quezão”, foi absolvido, por maioria dos votos do Conselho de Sentença, da acusação de homicídio qualificado contra Rosinaldo do Nascimento, vulgo “Seu Rosa”. O crime se deu no dia 24 de janeiro de 2008, no Porto da Tabatinga, em Apicum-Açu.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários