Poder

Ribamar lança Exposição “100 Anos do Naufrágio do Titanic” nesta sexta-feira

Uma viagem na história do navio mais famoso do mundo, desvendando detalhes que vão desde a sua construção até o seu naufrágio no Oceano Atlântico. É com esta proposta que o historiador e pesquisador ribamarense Antônio Miranda lança, na noite desta sexta-feira (13), a exposição “100 Anos do Naufrágio do Titanic”.

O lançamento oficial acontece a partir das 19h no salão de eventos da Secretaria Municipal de Turismo de São José de Ribamar (situada na área do santuário religioso da sede do município), local onde a exposição permanecerá aberta ao público até o próximo dia 30, sempre no horário das 8h às 18h (de segunda-feira a sábado) e das 8h às 13h aos domingos. A mostra conta com o total apoio da Prefeitura ribamarense.

Estarão em exibição fotografias históricas da construção do navio; retratos dos oficiais, músicos e passageiros; réplicas das loucas, dos relógios de bordo e da decoração do Titanic; filmes originais produzidos desde a década de 40; documentários; cartazes dos filmes e longa metragem de animação.

A mostra disponibiliza, ainda, para apreciação do público, uma maquete do Titanic, com cerca de 2,5 metros de comprimento, e um exemplar original da edição de 1912 do jornal americano The Daily News, que noticiou o naufrágio.

Antonio Miranda explicou que o Titanic foi um marco do inicio do século XX, construído com as tecnologias mais avançadas disponíveis da época, chegando a ser reverenciado como “inafundavel”.

“No entanto, o navio naufragou e deu origem a uma das piores catástrofes marítimas de todos os tempos, inspirando, até hoje, diversos filmes e livros que retratam a tragédia e supostos romances no transatlântico”, disse o historiador, que também é autor do livro “São José de Ribamar, nossa história, nossa cultura e nossa gente”, obra lançada no ano passado e que narra fatos históricos (sociais, econômicos, políticos e culturais) do terceiro maior município do Maranhão em número de habitantes.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários