Poder

Cinco auxiliares do governo Roseana Sarney deixarão seus cargos

O Estado do Maranhão

Cinco secretários do governo Roseana Sarney (PMDB) deixarão os seus cargos até a próxima quinta-feira, por causa das eleições municipais. Chico Gomes (PSD), do Desenvolvimento Social, e Conceição Andrade (PMDB), do Desenvolvimento Regional, devem disputar as eleições municipais em Viana e São Luís, respectivamente. André Campos (Juventude), Luís Bulcão (Cultura) e Israel Ferreira (Políticas Públicas) serão candidatos a vereador na capital maranhense.

O prazo para desincompatibilização dos interessados nas eleições proporcionais termina no próximo sábado, mas o Governo do Estado decidiu antecipar as saídas por causa do feriado da Semana Santa.

Pré-candidato a vereador pelo PMDB, André Campos será substituído pelo deputado estadual Carlos Filho (PV) na Secretaria de Juventude. A princípio, a transmissão estava prevista para hoje, mas foi transferida para amanhã. “Estava tudo certo para ser amanhã [hoje], mas optamos por fazer tudo quarta-feira [amanhã], já que, na quinta-feira, o Diário Oficial não circula, para confirmar as exonerações”, explicou Campos, que vai disputar a indicação de candidato no grupo do deputado Roberto Costa (PMDB) com o advogado Ruy Pires, também do PMDB.

É também por causa da ida de Carlos Filho para o governo que Chico Gomes vai voltar para a Assembleia Legislativa. A Secretaria de Desenvolvimento Social será fundida com a de Desenvolvimento Agrário – o que tira também Conceição Andrade do governo -, transformando-se na pasta que vai cuidar do combate à pobreza no governo Roseana Sarney. Para o novo posto, está sendo cogitado o engenheiro Fernando Fialho (PMDB).

Até a fusão, responderá pela pasta de Chico Gomes a adjunta Olga Calvet. Na de Desenvolvimento Agrário, o responsável interino será o também adjunto Paulo Roberto Moreira Lopes

É do PMDB também o secretário de Cultura, Luís Bulcão, que vai tentar vaga na Câmara Municipal pela primeira vez. “Iria sair amanhã [hoje], mas posso ficar um pouco mais, dependendo do número de processos para despachar”, disse Bulcão. Para a Cultura, ainda não há nomes oficialmente postos para a governadora.

Curiosa é a situação de Israel Ferreira (PSC), secretário de Articulação de Políticas Públicas. A pasta não tem adjunto e ficaria acéfala se o partido não indicasse outro titular. Mas o projeto do governo é também fundi-la com a pasta que será comandada por Fernando Fialho.

Israel também confirmou que deixa o governo para concorrer a mandato eletivo. Mas o PSC espera manter espaço no governo. “Estamos esperando a governadora para saber se o PSC irá indicar novo secretário, mas serei candidato a vereador”, disse Ferreira.

Estão previstas outras mudanças na estrutura do governo Roseana Sarney, mas como não têm ligações com as eleições, elas devem ser efetivadas somente na segunda quinzena de abril, quando a governadora voltar dos Estados Unidos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários