Poder

Jornalistas recebem prêmio Tim Lopes de Jornalismo Investigativo

Com o objetivo de reconhecer e incentivar os profissionais que trabalham com o jornalismo investigativo no Maranhão, foi realizado ontem (15), no auditório da Faculdade São Luís, a 3ª edição do Prêmio Tim Lopes de Jornalismo Investigativo. A premiação já é considerada um dos maiores eventos voltados na área de jornalismo.

Durante a solenidade, foi feita a entrega das premiações aos vencedores, que nesta edição foram julgados por uma bancada técnica que avaliou critérios como: qualidade do texto e imagem, investigação original dos fatos, relevância do tema e apuração da informação.

Os grandes vencedores dessa edição foram: Olavo Sampaio (categoria Televisão), Eduardo Ericeira (categoria Direitos Humanos), Barack Fernandes (categoria fotografia) e Diego Torres (categorias Internet e Impresso). O evento contou ainda, com a participação de Jorge Antônio Barros, que ministrou a palestra: “Jornalismo Investigativo no Brasil”. Jorge Barros é conhecido pelo seu trabalho no blog repórter de crime – site O GLOBO, onde retrata assuntos como criminalidade e segurança pública. “É essencial que eventos e estímulos com esse continuem acontecendo, uma vez que o jornalismo investigativo de qualidade busca apenas a constante divulgação da verdade”, relatou o jornalista.

O evento foi prestigiado por alunos do curso de comunicação social da Faculdade São Luís, jornalistas e autoridades que fazem parte do cenário da Segurança Pública no Maranhão, destacando ainda a presença da Secretária Adjunta de Comunicação do Estado, Carla Georgina; Edwin Jinks, Secretário Municipal de Comunicação ; Adriana Nunes, Diretora Executiva do Instituto Brasileiro de Combate ao Crime e Hellen Araújo, coordenadora do Disque Denúncia no Maranhão, que aproveitou o momento para agradecer a todos os veículos que trabalham em parceria com a central, uma vez que só através da divulgação dos resultados a sociedade pode continuar acreditando e contribuindo com o serviço. “Reconhecer os profissionais que fazem o jornalismo investigativo maranhense é importante, pois é por meio da imprensa que há o estímulo das denúncias”, finalizou a coordenadora.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários