Poder

Estudante de Engenharia simula próprio sequestro em São Luís

Na tarde desta segunda-feira (19) na delegacia da Cidade Operária, um jovem estudante de Engenharia presta depoimento sobre a história de um possível sequestro. O delegado Dissival que responde pelo inquérito investiga a quantia de R$ 11.000 que Davi Felipe da Luís Araújo iria repassar para seu sogro, mas isso não aconteceu.

Segundo o delegado “A princípio achávamos que era um seqüestro relâmpago, mas com o tempo e a demora percebemos que ele tinha armado esse cenário com o objetivo de obter o dinheiro de um seguro DPVAT da família do sogro”. O delegado tem como objetivo descobrir o trajeto percorrido pelo jovem e entender o motivo que levou o jovem a armar toda essa situação.

Davi Felipe teria feito um saque de cerca de R$ 1.000 na rodoviária, pegou um ônibus para Teresina e iria seguir viagem com destino para Goiânia. Lá teria feito uma ligação se passando pelos sequestradores. Devido à demora e desfecho da história o delegado que investigava o caso rastreou as ligações e em conversa reservada com o pai Davi falou que já estava voltando para a cidade de São Luís. A investigação será apurada e se existe uma mulher a qual poderá estar envolvida no caso.

(Com informações do Imirante)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários