Poder

Procurador é o primeiro a ser exonerado em Bacabal

Blog do Louremar

Rogério Alves

Rogério Alves

O advogado Rogério Alves, procurador do município de Bacabal, foi o primeiro a ser posto na lista quando o prefeito Raimundo Lisboa decidiu fazer a reforma administrativa.

Rogério não vai ser candidato, não tinha motivo para sair. Na verdade, nem queria. A decisão é do próprio Prefeito depois do episódio em que foi condenado à perda dos direitos políticos por quatro anos.

Lisboa não ficou nada satisfeito com o que considerou uma péssima atuação do advogado Rogério e resolveu que ele seria o primeiro a dançar na faxina que será tornada pública amanhã.

No início da semana conversaram os termos da exoneração. Diplomático, Lisboa deixou para anunciar a exoneração do advogado na hora da reforma. A medida visa não evidenciar o trauma existente na relação entre os dois. Copia o que se dá em nível federal, nunca um ministro é exonerado, por mais que apronte das suas. O protocolo sugere que ‘peça’ pra sair.

Pesou contra o advogado, a maneira como tentou blindar o prefeito Lisboa durante esse tempo em que permaneceu Procurador. É dele a frase “Eu preciso estar convencido para convencer o Prefeito”, (reveja).

Enquanto despachava no mesmo gabinete de Lisboa e tentava escondê-lo do povo e da realidade, conquistou para si a insatisfação de muita gente: Secretários, Vereadores, cabos eleitorais, aspones, membros da assessoria de imprensa e apresentadores de TV alinhados ao governo municipal. Chegaram ao ponto de marcar uma reunião para pedir a cabeça do Procurador. A iniciativa não vingou e conviveram se tolerando.

Agora sorrirão. O poder é efêmero.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários