Poder

Irmão de Marcos Lobo "ameaça" vereador em Coelho Neto

  • Comentários desativados em Irmão de Marcos Lobo "ameaça" vereador em Coelho Neto

O vereador e pré-candidato a prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa (PT), foi ameaçado de morte na manhã desta terça-feira, 14, pelo irmão do advogado e ex-procurador-geral do Estado Marcos Lobo, após proferir graves denúncias contra direção do Hospital Geral de Coelho Neto.

Segundo informou Américo ao blog, José Lobo Terceiro, conhecido como “Lobinho”, é irmão de Marcos Lobo, e teria lhe ameaçado depois que denunciou em uma rádio local a pratica escandalosa de nepotismo que ocorre dentro da Prefeitura de Coelho Neto.

Josely Maria Silva Almeida é diretora do Hospital e estava percebendo salários sem previsão legal, com o cargo comissionado que atualmente exerce de (ISO 4), cujo salário legal, que consta na Lei Municipal nº 579/2009, é de apenas R$1.800,00. Porém, foi agraciada desde o início da gestão de Soliney Silva obtendo na folha de pagamento em torno de R$ 2.500, além de uma gratificação gorda de produtividade chegando a R$ 2 mil, totalizando uma media R$ 4.500. Um absurdo cometido diante dos olhos do Ministério Público.

E mais: o vereador estaria de posse de uma vasta documentação do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) e promete encaminhar tudo à Polícia Federal por meio de denúncia que comprovam irregularidades cometidas na gestão de Soliney Silva.

Imagem de Marcos Lobo é usada para amedrontar no interior

Imagem de Marcos Lobo é usada para amedrontar no interior

Com isso, o irmão do advogado Marcos Lobo sentiu-se no direito de ameaçar ao vereador na presença de sua mãe, esposa e até da filha que estava na porta da residência no momento em que foi ameaçado.

Américo de Sousa pediu ainda que José Lobo Terceiro, o “Lobinho”, se retirasse de sua porta dizendo que iria acionar uma guarnição da Polícia Militar. De pronto o irmão do ex-procurador do estado respondeu que “poderia chamar, pois teria um bom advogado para defendê-lo”. Seria este Marcos Lobo?

Ao que parece, Lobinho utilizado da imagem do irmão para amedrontar, achincalhar e ameaçar cidadãos de bens, como se fosse algo maior que a Constituição Federal do Brasil.

Leia a nota do vereador abaixo:

Américo de Sousa PT

Comunico a todos que há poucos instantes chegou à frente de minha casa, procurando por mim, uma pessoa que se identificou como “Lobinho”, marido da senhora Josely Maria Silva Almeida – Diretora Geral do Hospital de Coelho Neto.

Ao sair para atender o senhor “Lobinho”, cujo nome é José Lobo Terceiro, irmão do ex-procurador do Estado do Maranhão Marcos Lobo e esposo da cunhada do prefeito de Coelho Neto, fui surpreendido pelo moço, que de dentro do seu carro passou a me fazer fortes ameaças, dizendo que eu teria falado mal da mulher dele no meu programa de rádio, que apresentei no último sábado na Rádio Comunitária Cidade Livre FM. E que se eu voltasse a falar dela na rádio não iria dar certo, pois ele era um pai de família, que a mulher dele recebia uma “mixaria” no hospital e que ele “acertaria comigo” deixando claro que acabaria com minha vida.

Tudo isso ocorreu na presença da minha mãe, de minha esposa, de minha filha e da pessoa que trabalha em minha casa, além da presença de populares que passavam na rua. A minha família está muito aflita. Minha mãe ficou apavorada e chorando com medo de me matarem.

Disse ao rapaz que não falei nada pessoal contra a sua mulher, disse que falei apenas sobre o caso de nepotismo e salários fora da lei que ela e outros são beneficiários. Pedir ao rapaz que saísse da porta da minha casa senão chamaria a polícia. De pronto ele respondeu que poderia chamar, pois teria um bom advogado para defendê-lo. E que se ainda falasse o nome da mulher dele no meu programa de rádio, ele acertaria as contas comigo.

Fechei a porta da minha casa e ele continuou com o seu carro parado afirmando que “acertaria as contas comigo” e que iria falar mal de minha esposa numa emissora de rádio para ver se eu acharia bom.

Na verdade, a referência que fiz em relação à senhora Josely Maria Silva Almeida – Diretora do Hospital Municipal de Coelho Neto, no meu programa de rádio, foi sobre o fato de ela ser cunhada do prefeito Soliney e que estava recebendo salários sem previsão legal, pois o cargo comissionado que ela exerce é de Diretora Geral do Hospital Municipal e Casa de Saúde de Coelho Neto (ISO 4), cujo salário legal, que consta nos anexos I e II, da Lei Municipal nº 579/2009, é de apenas R$1.800,00. Porém, verificando a folha de pagamento obtida em processo que tramita no TCE/MA, constatamos que a referida Diretora do Hospital de Coelho Neto e cunhada do prefeito recebe salário base de R$ 2.500,00 e uma gratificação de produtividade de R$ 2.000,00, totalizando uma remuneração de R$ 4.500,00, portanto, completamente fora da lei.

Diante dessa situação de ameaça de morte, informo a todos que já comuniquei o fato ao presidente estadual do PT e ao vice-governador do Maranhão, lideranças do meu partido político, e estou tomando as devidas providências legais para assegurar a minha integridade física, de minha família e de meus aliados políticos que também estão temerosos por suas vidas.

Afirmo ainda que esse não é um caso comum, trata-se de um caso político que envolve diretamente o prefeito Soliney Silva, prefeito de Coelho Neto, homem bastante conhecido na região por sua postura violenta contra adversários políticos. Portanto, qualquer coisa que vier acontecer contra a minha vida, de já atribuo ao senhor Soliney Silva e aos seus asseclas.

Espero também, como cidadão, vereador, suplente de deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Coelho Neto ter garantia de vida por parte das autoridades da segurança pública, como é de direito.

Américo de Sousa
Vereador do PT/Coelho Neto/MA
Suplente de Deputado Estadual do PT/MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Os comentários foram fechados.