Poder

Ex-vereador de Bom Jardim mantém contrato milionário com a Prefeitura de Buriticupu

O ex-presidente da Câmara Municipal de Bom Jardim Alcionildo Sales Rios Matos que foi preso na última terça-feira, 14, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), e horas depois foi solto, anda sorrindo e contente com a vida. Não com a liberdade após prisão, mas pelo contrato que vem mantendo junto a Prefeitura de Buriticupu, comandada por Antônio Marcos de Oliveira, o Primo (PDT).

Alcionildo é proprietário da empresa Empreendimento Bomjardinense Ltda., que no dia, 25, de novembro do ano passado, houve a contratação da empresa para locação de veículos destinados ao transporte escolar, em apoio às atividades da Prefeitura de Buriticupu ao valor gritante de R$ 1.455.500 (hum milhão, quatrocentos e cinquenta cinco mil e quinhentos reais), no prazo de 12 meses de locação de veículos. Um verdadeiro absurdo!

A empresa Bomjardinense é agraciada pelo gestor não só em locações de veículos, porém, em obras e serviços voltados a construção civil. Em 2005 o prefeito teve a prestação de contas de sua administração julgadas irregulares após ser detectadas (em vistoria) falhas na execução das obras e serviços de empreiteira, como: ausência de processo licitatório, projeto básico dos serviços, planilha orçamentária, anotação de responsabilidade técnica/ART e de termos de recebimento provisório e definitivo da obra.

Abaixo a resenha de contrato e a publicação da reprovação das contas da Prefeitura de Buriticupu no Diário Oficial:


Abaixo a prestação de contas:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários