Poder

A verdadeira "saúde" de Urbano Santos

Desde 01 de setembro do ano passado, surgem inúmeras controvérsias e polêmicas envolvendo a qualidade do atendimento aos pacientes do Hospital Municipal.

Casos e casos são divulgados pela população. O primeiro deles ocorreu com apenas 05 dias de exercício do novo governo, quando uma criança de 03 anos foi atendida pelo falso médico José Jaderson Matias, que utilizava identidade falsa e exercia ilegalmente a medicina. Veja abaixo a reportagem completa sobre o caso no programa Maranhão TV:

O caso terminou em tragédia: a criança Clara Vitória veio a óbito após receber 07 diferentes tipos de medicamentos durante o plantão do falso médico.

O corpo da menina foi levado direto para o Povoado Cajueiro, ao contrário do que pedia a família, e assim que chegou de Chapadinha, numa clara falta de humanização dos procedimentos e falta de investigações sobre o caso, que só foi descoberto quando a família buscou a delegacia que já investigava o falso médico.

Veja abaixo outra reportagem onde a família conta detalhadamente as circunstâncias que culminaram na morte da Srª Maria da Natividade:

A família da mesma conta que ela necessitava de uma cesariana para retirada do filho, após uma gravidez de risco, em decorrência de complicações da idade avançada (ela tinha 40 anos) e de doenças anteriores à gravidez.

No Hospital, ninguém está autorizado a prestar informações das circunstâncias em que tudo ocorreu. Absurso!

Com informações Blog Urbano Santos


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários