Poder

Secretário Max Barros e ministro Gastão Vieira vistoriam Castelão

O Estádio Castelão poderá servir de apoio para a Copa do Mundo de 2014, como local de treino para seleções que vão participar da competição.

Max Barros ao lado do ministro do Turismo Gastão Vieira

Max Barros ao lado do ministro do Turismo Gastão Vieira

A proposta foi apresentada pelo secretário de Estado de Infraestrutura, Max Barros, ao ministro do Turismo, Gastão Vieira, durante vistoria às obras do estádio na manhã desta quarta-feira (4).Após a conclusão dos trabalhos, o Castelão ficará no mesmo nível dos grandes estádios brasileiros em termo de conforto e segurança.

“Convidamos o ministro para verificar as obras para que o estado do Maranhão possa fazer esse pleito, já que na época não foi possível fazer solicitação para São Luís ser sede da copa. Isso será muito bom para o nosso estado”, disse Max Barros. “Quando inaugurado o Castelão será um estádio todo modernizado e equipado para atender os padrões da FIFA e motivo de orgulho para os maranhenses”, complementou.    

O ministro Gastão Vieira disse que vai convidar o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, para conhecer o Castelão para que ele possa se unir ao esforço de trazer uma seleção que vai jogar em Fortaleza para ficarem São Luíse treinar no Estádio Castelão. “Vamos fazer o convite para que o ministro inclua uma vinda a São Luís quando for visitar os estádios de Manaus e de Fortaleza”, disse Gastão Vieira.  

Obras – As obras de reforma do estádio estão andando em ritmo acelerado e a previsão é que, em maio, a parte de engenharia esteja concluída. O término dos trabalhos está previsto para agosto e a entrega oficial para setembro, como parte das comemorações dos 400 anos de São Luís. “Com isso, o Maranhão tem condições de pleitear junto a FIFA que seleções fiquem sediadasem São Luís, fazendo os preparativos para a Copa do Mundo”, reforçou Max Barros.

No momento, segundo informou o secretário, são mais de 100 operários trabalhando na obra e até o final deste mês serão 300. “As novas cadeiras estão todas encomendadas, bem como o placar eletrônico. Os operários trabalham na limpeza das arquibancadas onde vão ser colocadas as cadeiras e na recuperação dos vestiários, que serão todos climatizados”, informou. 

No projeto de reforma e modernização, elaborado pela Sinfra, o novo Castelão terá sua capacidade de público reduzida de 72 mil para 40 mil lugares, para atender às exigências de segurança da FIFA e da legislação brasileira e garantindo mais conforto para a torcida. Antes, o espaço destinado a um torcedor era de30 cm, agora, ele deve ser de, no mínimo,45 cm.

O projeto de reforma inclui a recuperação de vias de acesso, instalação de catracas eletrônicas, de 22 câmeras para CFTV, adaptação total aos portadores de necessidades especiais (inclusive nos banheiros), instalação de 12 cabines de rádio e quatro cabines de TV, todas climatizadas; dois centros de imprensa, uma sala de entrevista coletiva e moderno sistema de iluminação – com instalação de 75 novos holofotes na marquise e 70 nas duas torres -, atendendo às necessidades de iluminação para favorecer as transmissões de TV.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários