Poder

Planalto e Itamaraty desdenham da Conferência Rio + 20

Da Coluna Esplanada

O Palácio do Planalto e o Itamaraty não levam em conta que a agenda de chefes de Estado é feita com até seis meses de antecedência. Pois a apenas cinco meses da realização da Rio + 20, de 20 a 22 de Junho, nem o ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, tampouco a presidente Dilma Rousseff escreveram carta-convite aos presidentes. Por conta disso há uma preocupação excessiva no Congresso, nas frentes parlamentares do meio ambiente. O senador Fernando Collor (PTB-AL), que presidia o país à ocasião da Eco 92, já indicou que o evento agora pode ser um fiasco.

Há duas décadas

Em 92, o Rio foi palco de desfile de celebridades. George Bush, pai, presidente dos EUA, veio. Agora, Obama, envolto na disputa presidencial, deve mandar representante.

Belo Monte

Há quem aponte medo da presidente Dilma de avalanche de críticas à construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. ONGs internacionais preparam protestos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários