Poder

Mulher de prefeito de Imperatriz contrata empresa antes de existir legalmente

As empresas Unitec e Cemec prestadoras de serviços ao Município de Imperatriz de forma irregular, já que não possuía registro no Conselho Regional de Medicina. Somente em 2011, a empresa já obteve contratos sem licitação que ultrapassam o valor de R$ 1 milhão (conforme imagem abaixo).

No dia, 01, de abril de 2011, foi emitido um empenho para a Cemec no valor de R$ 932.800,00. O inacreditável neste caso é que conforme o Comprovante  de Inscrição e de Situação Cadastral da Receita Federal, a empresa só foi constituída dia, 07, de abril. Dias depois da emissão contratual. 

Segundo informações, a empresa pertenceria a um importante político da região, porém legalmente possui como sócios Ruth Moreira Ambrosio (estudante de enfermagem da Unisulma e sócia desde majoritária) e Charles Miranda Lopes (sócio desde 20, setembro de 2011), que já foi Coordenador do Departamento de Atenção Básica e do PSF do governo Sebastião Madeira.

Ao que parece, a gestão de Sebastião Madeira serve para agradar empresários aliados e contratar empresas envolvidas em venda de ‘notas frias’ conforme divulgado pela Polícia federal do Piaui (reveja). Abaixo a documentação poderá colocar a prefeitura de Imperatriz em situação de investigação:

Veja abaixo a data de abertura da empresa:

Do wikileaksitz


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários