Poder

Davizinho destinou emenda para Fundação dirigida por ex-preso na Operação Voucher da PF

Deputado federal Davi Alves Silva Júnior

Deputado federal Davi Alves Silva Júnior

Nas ultimas semanas declarações polêmicas do deputado federal Davi Alves Silva Júnior puseram o Prefeito Madeira em maus lençóis. Segundo Davizinho, “Madeira deveria colocar a mão na massa” pois a Prefeitura Municipal de Imperatriz teria à disposição recursos na ordem de 10 milhões de reais na Caixa Econômica Federal, tudo isso fruto de emendas do nobre parlamentar.

Cumprindo seu escopo, o portal resolveu investigar todas as emendas alocadas por Davizinho, tendo uma grata surpresa, já que documentos comprovam que Davi Alves Silva Júnior alocou duas emendas para o Distrito Federal no valor de R$ 300.000,00 cada, totalizando R$ 600.000,00, com uma curiosa particularidade. 

Tais verbas destinadas por Davizinho ao DF, tinham como objetivo a promoção de eventos na capital federal em comemoração aos 50 anos de criação (Ministério do Turismo), além do fomento a projetos de arte e cultura e incentivo ao desenvolvimento da cultura e turismo no Distrito Federal (Ministério da Cultura).

No espelho de emenda obtido com exclusividade, identifica que uma das emendas no valor de R$ 300.000,00 teve como beneficiário a Fundação Universa que tinha como responsável o Sr. Dalmo Antonio Tavares de Queiroz, preso durante a operação Voucher, deflagrada pela Policia Federal no dia 09 de agosto de 2011, destinada a combater um suposto esquema de desvios de recursos públicos do Ministério do Turismo, comandado até então pelo também deputado da bancada maranhense, Pedro Novais.

Clique aqui e veja as suspeitas que recaem sobre a Fundação Universa e o Sr. Dalmo Queiroz.

Não custa lembrar que o Maranhão é um dos estados mais pobres do Brasil, fato este que não foi suficiente para convencer o nobre deputado a destinar para o Estado que o elegeu toda a verba de emenda da qual tem direito. O problema é que certos deputados ainda adotam a velha pratica de retorno dos 30 %, aí quem concordar leva a emenda, não importa para onde seja.

Do Wikileaksitz


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários