Poder

Prefeito de Buriticupu se nega a prestar contas a Câmara de Vereadores

O prefeito do município de Buriticupu, Antônio Marcos de Oliveira, o Primo (PDT), se nega a presta contas com a Câmara de Vereadores após requerimento aprovado há duas semanas por maioria onde obriga o gestor a declarar os gastos oriundos da prefeitura a Câmara.

Segundo Primor em entrevista à rádio local, ele afirmar ter uma decisão judicial dada por um desembargador de nome desconhecido, onde lhe autoriza a não declarar suas contas a Câmara dos Vereadores. Até aí tudo bem.

Agora por qual motivo o prefeito foge de todas as maneiras na objetividade da transparência de sua gestão em seus gastos a frente da prefeitura de Buriticupu? Tudo bem que não seja ilegal, mas certamente carrega o peso da imoralidade em não ter a transparência com a própria população do município comandado por ele.

Em sua fala, Primo critica a presidente da Câmara dizendo que. “Ela pode cobrar do prefeito mais as prestações de contas dela ela não mostra, eu por exemplo, para não presta contas a Câmara eu tenho uma decisão judicial a meu favor dada por um desembargador”, disse o prefeito.

Ouça abaixo o áudio:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários