Poder

PDT deve perder comando do Ministério do Trabalho

A executiva do PDT vai ser reunir na tarde desta segunda-feira (5) em Brasília. O encontro, que já estava previsto, acontece um dia depois de Carlos Lupi pedir demissão do Ministério do Trabalho.

A comentarista de política Cristiana Lôbo diz que a situação de Lupi foi se agravando dia após dia. “A presidente Dilma Rousseff tentou segurar Lupi pelo ponto de vista político e também porque não queria engordar a estatística de seis ministros saindo do governo por denúncias de corrupção. Mas não houve como”, aponta a comentarista.

Segundo Cristiana, a forma como Dilma está lidando com o problema indica que o PDT deve perder o comando do Ministério do Trabalho. “Colocar como sucessor o secretário-executivo da pasta, que já foi anunciado como interino, é uma indicação de que o Ministério do Trabalho vai trocar de bandeira ano que vem. Deixará de ser do PDT para ser de outro partido”, afirma a comentarista.

Cristiana Lôbo lembra também que há uma intenção do governo de enxugar a máquina administrativa. “Se isso acontecer, o Ministério do Trabalho seria fundido com o da Previdência,  ficando sob o comando do PMDB”, aposta Cristiana.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários