Poder

Dnit fará audiência para debater sobre obras nas BRs 135 e 316

O Estado do Maranhão

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) realizará audiência pública para discutir as obras do Programa de Contratação, Restauração e Manutenção por Resultados (Crema) no Maranhão. Em comunicado publicado em jornais da capital maranhense, nesta segunda-feira, o Dnit informa que a audiência ocorrerá dia 25 de janeiro, às 9h30, no auditório da Superintendência Regional do órgão, na rua Jansen Müller, no Centro. O estado receberá investimento de R$ 451 milhões por meio do Crema, para restauração de 499,93 quilômetros das BRs 135 e 316.

As obras na BR-135 abrangerão o trecho entre São Luís e o povoado Caxuxa, na região do Mearim. Na BR-316, a recuperação será feita entre Vitorino Freire (povoado Zé Chicão) e Timon. Semana passada, o Dnit abriu as licitações para intervenções em 32 mil quilômetros de rodovias federais, totalizando um investimento de R$ 16 bilhões. A previsão da Superintendência Regional do DNIT no Maranhão é lançar o edital para as obras até 10 de janeiro.

Sobre o Crema – Os programas do tipo CREMA asseguram a manutenção das boas condições da rodovia por um prazo de dois anos (CREMA 1ª etapa) ou de cinco anos (CREMA 2ª etapa). No primeiro ano de contrato, as empresas devem realizar intervenções no pavimento da pista e acostamentos, além da recuperação da sinalização horizontal. Nos anos seguintes do contrato, as empresas continuam responsáveis pela manutenção da via, incluindo serviços de remendos e selagem de trincas e a conservação rotineira da faixa de domínio.

As empresas devem refazer, sem qualquer custo adicional, os serviços executados e que não tenham atingido a qualidade ou o desempenho previsto em contrato. As construtoras contratadas para executar obras do programa têm metas a cumprir para que as rodovias garantam segurança e conforto aos usuários. Com as soluções objeto do Crema – 2ª etapa, a vida útil das rodovias chega a 10 anos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários