Poder

Ministro Lupi terá que esclarecer denúncias a Comissão de Ética da Presidência

Weverton Rocha envolvido em esquema complica situação do ministro

Weverton Rocha envolvido em esquema complica situação do ministro

A Comissão de Ética da Presidência abriu ontem segunda-feira, 7, um procedimento em que pede esclarecimentos ao ministro do Trabalho, Carlos Lupi, sobre denúncias que envolvem desvio de dinheiro público em sua pasta. O ministro terá dez dias, a partir da data em que for notificado, para se explicar sobre as denúncias publicadas na edição deste fim de semana da revista “Veja”.

A reportagem aponta envolvimento de funcionários da pasta em um suposto esquema de desvio de recursos de convênios com entidades privadas. Por conta das denúncias, o ministro Carlos Lupi afastou no sábado (5) o coordenador de qualificação da pasta, Anderson Alexandre dos Santos.

Com a abertura do procedimento, a relatora, Marília Muricy, poderá pedir documentos e explicações ao ministro. Ao final da investigação, Lupi poderá ser punido com uma “censura ética” ou até mesmo ter sua demissão recomendada pela comissão.

Em reunião de líderes nesta tarde, a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, não comentou as denúncias que envolvem Carlos Lupi, mas afirmou que o governo “tem obrigação de prestar todos os esclarecimentos”.

“Os ministros têm sido reiteradas vezes acionados para prestarem esclarecimentos. E é extremamente importante todos terem a noção de que estamos [tomando] providências no sentido de ter uma fiscalização mais eficiente”, concluiu a ministra..

Do G1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários