Poder

Deputados suspeitam que Vale trabalhou contra duplicação da BR-135

Sténio Rezende, Rogério Cafeteira e Eduardo Braide

Sténio Rezende, Rogério Cafeteira e Eduardo Braide

Os deputados Stênio Rezende (PMDB), Rogério Cafeteira (PMN) e Eduardo Braide (PMN), em pronunciamento da tribuna da Assembleia, na sessão de ontem (24), levantaram suspeitas quanto a uma possível ação da Vale no sentido de inviabilizar a licitação da duplicação da BR-135, recentemente cancelada, em favor dos interesses da segunda maior mineradora do mundo de ampliar sua ferrovia.

A manifestação dos deputados deu-se quando do relato que fizeram sobre a reunião realizada ontem (24), no Palácio dos Leões, com o ministro do Transportes, Paulo Passos, e o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit), Jorge Fraxe, que vieram ao Maranhão atendendo a um convite da governadora Roseana. “A Vale quer que seus interesses prevaleçam sobre os interesses do povo do Maranhão. Achei um absurdo o fato relatado na reunião de que o Dnit utilizou estudos feitos pela Vale para emitir o parecer técnico contrário ao projeto”, revelou indignado o deputado Rogerio Cafeteira.

“O deputado federal Pedro Fernandes (hoje secretário estadual das Cidades), homem experiente e técnico com experiência na área de engenharia, não ficaria indignado a toa. Ele deve ter elementos que fundamentam a suspeita de que a Vale agiu, sim, no sentido de fazer prevalecer seus interesses em detrimento dos interesses do povo do Maranhão. Se isso se confirmar, essa Casa tem que tomar uma medida mais enérgica”, argumentou o deputado Stênio Rezende.

(Da Agência Asembleia)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Deputados suspeitam que Vale trabalhou contra duplicação da BR-135”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. VIGILANTE

    Estranho porque a promotoria de Bacabal também não investiga atos de im probridade dos prefeitos de Lago Verde e Conceição do Lag Açú que são inúmeros e verdadeiras aberrações???

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários