Poder

Roseana Sarney recorre ao STF contra suposta empresa de Edinho Lobão

O Governo do Maranhão recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender decisão em que o Tribunal de Justiça do Estado impede o recolhimento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) da Itumar Distribuidora de Bebidas Ltda. Segundo o Estado, os tributos chegam a ultrapassar R$ 16 milhões.

O proprietário da Itumar, Marco Antônio Costa foi sócio do senador Edinho Lobão (PMDB) pela Bemar, distribuidora da Schincariol, que foi criada como empresa de fachada da Itumar, onde o senador também teria participação.

Na época, o empresário sugeriu a Edinho que fosse criada a empresa no intuito de fugir dos impostos além do receio que a Itumar Distribuidora de Bebidas Ltda viesse a falir por problemas fiscais.

Sem vender ou comprar algo, a Bemar Distribuidora de Bebidas tinha uma extensa movimentação bancária, que era dinheiro oriundo da Itumar, além das duas empresas funcionarem como se fosse apenas uma.

Foi descoberto que as empresas Itumar, Bemar, Ventura e Marco Atacado  tinham o mesmo endereço, sendo todas de fachada do grupo Itumar, que supostamente é de propriedade do senador Edinho Lobão (PMDB).

Segundo as investigações do Ministério Público do Maranhão, a “Itumar” é acusada de sonegar R$ 42 milhões em impostos desde 2000.

O senador Edinho Lobão (PMDB) alegou “não há ligações alguma com a Itumar e nunca houve fraudes em sua empresa Bemar, distribuidora da Schincariol”, afirmou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários