Poder

Ministro da Educação comete erro de português e escreve ‘imprecionante’

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, cometeu um novo erro de ortografia, nesta quarta-feira, ao escrever “imprecionante” em vez de “impressionante” em uma mensagem enviada pelo Twitter ao deputado federal Eduardo Bolsonaro (sem partido). O deslize se soma a outros dois cometidos em agosto do ano passado, quando escreveu “suspenção” e “paralização” (em vez de “suspensão” e “paralisação”) em um ofício enviado ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

Depois de virar alvo de piadas e viralizar nas redes sociais, Weintraub apagou a postagem. Era uma resposta à declaração do filho do presidente de que o Brasil nunca havia feito uma pesquisa sobre o uso defensivo de armas de fogo por um órgão oficial. “Só existiu uso ofensivo para exatamente demonizá-las. Seria interessante apoiar um projeto assim, caso haja oportunidade”, escreveu Bolsonaro, em uma mensagem encaminhada a Weintraub e ao ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Na resposta, reproduzida por centenas de usuários, o ministro da educação escreveu: “Caro @BolsonaroSP, agradeço seu apoio. Mais imprecionante: Não havia a área de pesquisa em Segurança Pública. Agora, pesquisadores em mestrados, doutorados e pós-doutorados poderão receber bolsas para pesquisar temas, como o mencionado por ti, que geram redução de criminalidade.”

No ano passado, Weintraub assumiu a responsabilidade pelos erros ortográficos contidos no documento assinado por ele e enviado a Guedes, mas ponderou que não os havia escrito, e que apenas tinha “deixado passar”. “Erros acontecem”, justificou na ocasião. Desta vez, no entanto, o ministro ainda não se manifestou sobre o lapso recente.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Manifestações solidárias ao redor do globo pela Amazônia

Com a Austrália a passar por uma situação limite no que toca a incêndios, recordamos os acontecimentos de 2019 relacionados com a solidariedade mundial pelos povos da Amazônia e o desmatamento da floresta tropical, que resultaria em variados incêndios. Venha relembrar as manifestações que defenderam a Amazônia em 2019.

As questões relacionadas com a Amazônia estiveram no centro das atenções internacionais no ano passado e, sem dúvida, 2019 acabaria por ser marcado, não só pelos devastadores fogos mas também pelas manifestações solidárias internacionais pela causa brasileira.

Num primeiro momento, o mundo ficou chocado com as imagens que a NASA emitiu e que revelavam uma visão incrivelmente extensa dos incêndios num dos maiores pulmões do planeta Terra. Maior seria a preocupação ao compreender-se que, apenas entre Janeiro e Agosto de 2018, teriam existido quase 60 mil focos de incêndio na América do Sul, valor que atingia mais 48,1% do que no mesmo período em 2018.

Culpando a ação política de Jair Bolsonaro, o mundo terá apontado o desmatamento e a exploração da floresta como uma das causas para o acontecimento, já que o desejo de tornar este território explorável para empresas fazia parte do discurso de campanha do líder.

Ao redor do globo, várias instituições e personalidades ambientalistas iniciaram movimentos solidários e organizaram manifestações e protestos pelo mundo em nome da maior floresta tropical e defendendo, também, os direitos dos povos indígenas que ali habitam.

Venha relembrar a forma solidária como o mundo se aliou ao Brasil em 2019.

Madrid e a manifestação pela Amazônia

Em Madrid realizou-se uma das maiores manifestações pela causa. Partindo do grupo ambientalista conhecido por 350.org e contando com a presença de vários brasileiros de origem indígena, esta manifestação teve como mote a proteção ambiental e, particularmente, a proteção da Amazônia.

O protesto em questão fez esta manifestação junto da sede da gigante petrolífera Repsol, versando ainda as mais de 10 mil toneladas de crude derramadas na costa brasileira. Aproveitou ainda que, nos mesmos dias, decorresse na cidade a Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas.

A Amazônia noutros protestos internacionais

Embora a manifestação em Madrid tenha marcado o final do ano 2019 e sido uma das mais emblemáticas, esta esteve longe de ser a única manifestação internacional em nome da maior floresta tropical do planeta.

As causas da proteção ambiental da Amazônia, bem como a da defesa dos povos locais, aconteceu um pouco por todo o mundo, merecendo destaque locais como Amesterdão, Berlim, Barcelona, Paris, Berna, Luxemburgo ou Mumbai, onde se desenrolaram inúmeros protestos solidários e se defendeu a defesa ambiental e cultural da Amazônia.

As questões da política fizeram parte dos discursos revoltados destas manifestações, que acusavam as políticas de Bolsonaro e o resultante desmatamento de estar a seguir princípios economicistas que eram altamente prejudiciais para a saúde ambiental do globo. Também em destaque este a questão do desalojamento dos povos indígenas e a necessidade de proteger toda a herança cultural que os mesmos carregam consigo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

“Sou o pré-candidato ‘dos vermelhos'”, diz Rubens Júnior após reunião com o PT

Na tarde de ontem (8), o pré-candidato à Prefeitura de São Luís pelo PCdoB, o secretário estadual das Cidades, Rubens Júnior, afirmou que pretende se eleger com o apoio do PT no pleito municipal de 2020.

O anúncio foi feito por meio da sua conta no Twitter, onde foi postada uma foto da reunião que ocorreu entre integrantes do PCdoB e do PT.

Na postagem, Rubens Júnior, que também deputado federal, mas está licenciado, disse que está pronto para repetir os bons resultados do governo do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva em São Luís.

” Sou o pré-candidato ‘dos vermelhos’ e estou pronto para repetir em São Luís os bons resultados do governo Lula, e também os grandes avanços do governador Flávio Dino para o Maranhão. O PCdoB e o PT são aliados históricos e seguiremos unidos.”


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Concurso Público de Viana é suspenso pela Justiça após denúncia de fraude

A juíza Odete Maria Pessoa Mota Trovão, da 1ª Vara de Viana, determinou a suspensão do Concurso Público na cidade após denúncias do Ministério Público de que o processo estava sendo fraudado, além da existência de possível organização criminosa envolvendo a empresa Crescer Consultorias e o Instituto Machado de Assis.

Para o MP, a empresa Crescer Consultorias está atuando junto a alguns municípios maranhenses, em conluio com o Instituto Machado de Assis, para fraudar procedimentos licitatórios por meio da inclusão, nos editais, de cláusulas ou exigências que restringem a competição e direcionando os certames.

A juíza também determinou o bloqueio nas contas da Prefeitura Municipal de Viana, de todos os valores relativos ao pagamento das inscrições do concurso público, até o trânsito em julgado da sentença, a fim de garantir um possível ressarcimento aos candidatos.

Do G1,MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Empresas da esposa de Welker Rolim já faturou R$ 40,7 milhões em Prefeituras do MA

Empresas de Berg-Landia do Nascimento Almeida já faturaram mais de R$ 40.871.2525,61 milhões em contratos entre 2015 e 2019 em Prefeituras do Maranhão. A empresária, que também é dentista, é esposa de Welker Carlos Rolim, dono do conglomerado WR.

O grupo empresarial possui 12 empresas, das quais 6 tem sociedade entre Rolim e Almeida, que são as Almeida Comércio e Serviços Ltda; Rolim& Rolim, de nome fantasia Posto Pirâmide, Rolim e Almeida, o Posto Recreio 2;  Almeida Comércio e Serviços, a WR Veículos; a Rolim& Rolim, o Posto Recreio; Rolim e Almeida, o Posto Recreio 3.

O Blog do Neto Ferreira apurou que somente 2 empresas, Almeida Comércio e Serviços Ltda; Rolim& Rolim, movimentaram juntas R$ 40.871.2525,61 milhões em contratos.

Recentemente, a Almeida Comércio e Serviços Ltda foi alvo de uma investigação do Ministério Público, que descobriu que a Prefeitura de Paço do Lumiar e Welker Rolim agiram em conluio para fraudar uma licitação de R$ 6,4 milhões.

Segundo o Parquet, a empresa em questão deveria fornecer 16 caminhões, 16 máquinas e uma carreta, mas não possuía um veículo registrado como seu. Ainda de acordo com as investigações, a Almeida não possui capacidade operacional e tem o endereço registrado no mesmo local em que funciona, um posto de gasolina. As características são as mesmas de empresas de fachada, criadas apenas para emissão de notas fiscais com objetivo dar aparência de legalidade às despesas efetuadas pelo poder público.

“Tais constatações servem para reforçar a presença de conluio das partes e o favorecimento da empresa, na medida em que vencedora em diversas licitações no município, que resultaram em contratações com valores vultosos”, afirmou a promotora Gabriela Tavernard.

Até o momento, Berg Landia não figura qualquer Ação no Ministério Público, mas Carlos Wlker Rolim sim. Ele foi arrolado na denúncia do Ministério Público.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Motociclista morre após colidir com um caminhão em São Luis

O motorista Itanael Pereira Ferreira, de 21 anos, morreu em um acidente registrado na tarde desta quarta-feira (8) na Avenida Jerônimo de Albuquerque, no bairro Cohama, em São Luís.

De acordo com a Polícia Militar, a motocicleta que ele dirigia colidiu em um veículo de cor prata. Por conta da força do impacto, ele foi arremessado e bateu em um caminhão que realiza o transporte de gás e trafegava pelo local.

A vítima morreu na hora. Equipes da PM e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) estiveram no local para prestar assistência e contornar o trânsito na região.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Gastos de parlamentares são excessivos e devem ser reduzidos, diz TCU

O Tribunal de Contas da União (TCU) recomendou ao Congresso que ponha um freio na verba destinada ao ressarcimento de despesas atribuídas pelos parlamentares ao exercício do mandato (Ceap), mais conhecida como cotão. Os ministros decidiram sugerir às mesas diretoras da Câmara e do Senado que revejam determinadas despesas, fixem critérios mais claros para o uso dos recursos públicos e reduzam o valor total dos benefícios. O TCU identificou irregularidades e abuso na utilização da cota e falhas na fiscalização das duas Casas.

Apenas no ano passado, o Congresso gastou pelo menos R$ 188,6 milhões com o pagamento de despesas dos parlamentares como alimentação, hospedagem, aluguel de escritório e veículos, combustíveis e lubrificantes, telefone e passagens aéreas, entre outras. A verba varia de acordo com o estado de origem do parlamentar. No Senado, vai de R$ 21.045,20, para senadores do Distrito Federal e de Goiás, a R$ 44.276,60, para representantes do Amazonas. Na Câmara, o benefício é ainda mais generoso: deputados da capital federal têm direito a R$ 30.788,66 e os de Roraima a R$ 45.612,53.

As restrições constam de decisão publicada no final de dezembro e têm como base denúncias feitas em reportagens do Congresso em Foco pela Organização Política Supervisionada (OPS), especializada no acompanhamento de gastos públicos do Legislativo. Em 2013, este site mostrou que parlamentares utilizavam a verba para alugar veículos por valores acima dos praticados no mercado, de empresas que não existiam formalmente ou que não tinham sequer carros registrados em seu nome. Em resposta à série de reportagens, a Câmara decidiu limitar a verba a ser gasta com esse tipo de contratação.

Despesas excessivas

No acórdão, publicado no fim de dezembro, os ministros defendem que o Congresso reduza o valor global do benefício, restrinja os gastos com aluguel de veículos e escritórios políticos, com a divulgação da atividade parlamentar e com a contratação de assessorias e consultorias externas e reforce a fiscalização sobre as despesas com refeições e bebidas.

Para o TCU, as despesas mais discutíveis se referem à divulgação de atividade parlamentar e à manutenção de escritórios de apoio, que abarcam pagamentos de internet, TV a cabo, licenças de uso de softwares, locação de móveis e equipamentos, aquisições de material de expediente e de suprimentos de informática, a par dos custos inerentes de condomínio, impostos, seguros, energia, água e esgoto. Ao todo são mais de 500 escritórios regionais de deputados e de senadores, integralmente custeados pela União.

“A divulgação de atividade parlamentar é o maior dispêndio feito pelos deputados federais, correspondendo a cerca de 20,56% do uso da Ceap, seguido da emissão de bilhetes aéreos – 20,00%; locação de veículos – 11,83%; manutenção dos escritórios de apoio – 10,22%; e telefonia – 10,02%”, diz o documento do tribunal, relatado pelo ministro Walton Alencar.

Na avaliação do TCU, a atual estrutura das duas casas legislativas não é capaz de impedir uso indevido do dinheiro público. “A realidade é que existem indícios de utilizações irregulares, equivocadas ou ineficientes dos recursos disponibilizados, e que os meios atuais de controle e fiscalização não estão sendo eficientes para mitigar o eventual abuso ou mau uso das verbas por parte de determinados parlamentares.”

Do Congresso em Foco


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Promotoria aciona ex-prefeito de Vitorino Freire na Justiça

A 1ª Promotoria de Justiça de Vitorino Freire entrou com uma Ação de Improbidade Administrativa contra o ex-prefeito de Vitorino Freire, José Ribamar Rodrigues.

Os autos do processo assinados pelo promotor Fábio Murilo da Silva Portela foram enviados no dia 7 de janeiro desse ano à 1ª Vara da Comarca da cidade.

O Blog do Neto Ferreira apurou que a denúncia partiu do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão e afirma que o ex-gestor causou danos ao erário.

No Portal da Transparência do Ministério Público não há mais detalhes da Ação contra o ex-prefeito.

Em 2018, o TCE desaprovou as contas apresentadas por José Ribamar relativas ao exercício financeiro de 2010 e determinou que o ex-gestor devolvesse aos cofres públicos R$ 7.315.528,46 e pagasse multas que totalizam R$ 866.212,69.

Entre as principais irregularidades detectadas pelos auditores de controle externo do TCE na prestação de contas de José Ribamar Rodrigues estão: não encaminhamento de documentos exigidos pela Instrução Normativa TCE/MA n° 009/2005; ausência da Lei Orçamentária Anual; irregularidades na receita arrecadada; aplicação dos recursos do Fundeb abaixo do que determina a Constituição Federal; irregularidades em processos licitatórios e não encaminhamento dos Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária (RREO).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Motorista é assassinado durante assalto na BR-135, em Campo de Peris

Motorista, identificado como José Antônio Saraiva, foi assassinado durante um assalto na BR-135, em Campo de Peris, município de Bacabeira.

Segundo informações da PRF, a vítima estava viajando com a família da região tocantina para São Luís em uma caminhonete Nissan Frontier quando esta deu pane elétrica. Ao descer para ver o problema, o condutor foi abordado por 4 elementos, que anunciaram o assalto.

José Antônio reagiu e foi alvejado por tiros. Ele foi levado para a UPA do Maracanã, onde não resistiu aos ferimentos e faleceu. Os demais ocupantes da caminhonete nada sofreram. Os assaltantes levaram malas e celulares das vítimas.

A PRF e a Polícia Militar foram acionadas e fizeram buscas na região, mas não conseguiram localizar os criminosos. As investigações visando a identificação e prisão dos mesmos já começaram.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Sargento que tentou matar tenente no BPTur foi preso e levado para o presídio da PM

O sargento da Polícia Militar que surtou, na tarde de ontem (7), no Batalhão de Turismo da Lagoa da Jansen, em São Luís, foi preso e está custodiado no presídio da PM, conhecido como Manelão.

A ordem de prisão partiu do Comando Geral, que determinou a Pronta Intervenção. Os policiais do Batalhão de Choque se deslocaram para o BPTur e conseguiram dominar o sargento e levá-lo para a cadeia.

Surto

De posse de uma faca, o policial militar surtou e ameaçou matar um tenente dentro do BPTur. Ele tinha voltado ao posto de trabalho após ser afastado da Corporação por causa de problemas psicológicos.

Na ocasião, o tenente conseguiu escapar pelo basculante do banheiro do Batalhão.

Após a fuga do PM, o sargento quebrou tudo dentro da Unidade de Policia Militar e, em seguida, foi controlado por militares Batalhão de Choque.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.