Poder

Pedro Novais poderá ser investigado pela Procuradoria da República

Agora complicou a situação de Pedro Novais

Agora complicou a situação de Pedro Novais

Quanto mais tempo passa pior fica a situação do Ministro do Turismo. A Procuradoria da República que tem a frente Roberto Gurgel, irá analisar todas as denúncias que envolvem Pedro Novais, ministro do Turismo, onde buscará informações para decidir se realmente há necessidade da abertura de investigação.

Mesmo Pedro Novais ter todas as regalias de ministro como o foro privilegiado, se a suspeita for confirmada, os relatos serão filtrados inicialmente pelo Ministério Público.

Segundo informações da assessoria de imprensa do Ministério Público Federal, a relevância do caso ainda é pouca e não foi repassada para um procurador. No entanto quem poderá decidir se existem fatos para investigar os valores gastos por Pedro Novais será o Ministério Público do Distrito Federal.

O motivo das investigações é devido, uma servidora lotada no gabinete de Pedro Novais quando era deputado federal.

A servidora que na verdade é governanta de sua residência teria sido contratada para a função de recepcionista por parte de uma empresa terceirizada do próprio Ministério comandado por Pedro Novais.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Motociclistas continuam sendo alvo de imprudências no trânsito

Lateral do veículo ficou totalmente destruido

Lateral do veículo ficou totalmente destruido

Por volta das 22h da noite de ontem terça-feira, 13, ocorreu um acidente na Av. Euclides Figueiredo, no bairro do Jacarati, próximo ao São Luís Shopping.

O condutor de um veículo Ford Ka de placas NMQ-3864 de cor preta, fez uma rotatória proibida ocasionando uma colisão brusca com o motociclista identificado por Alisson.

Após o acidente, o proprietário do Ford Ka abandonou o local com receio de maiores represálias.

Alison que tem aproximadamente, 23 anos, o jovem chegou a perder muito sangue a espera de mais de 30 minutos pela ambulância.

Motoristas e pedestres que passavam no momento do acidente pararam e prestaram ajuda ao jovem que fraturou o braço e teve varias escoriações pelo corpo.

A vítima foi encaminhada para o hospital UDI, e até o fechamento da matéria o condutor do veículo não havia sido identificado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

João Castelo é denunciado por favorecer a "Pavetec" em mais de R$ 115 milhões

MP denúncia João Castelo por esquema com a Pavetec

MP denúncia João Castelo por esquema com a Pavetec

O Ministério Público do Maranhão ajuizou, no dia 6 de setembro, ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito de São Luís João Castelo Ribeiro Gonçalves, o ex-secretário municipal de Obras e Serviços Públicos Cláudio Castelo de Carvalho, e os sócios da Pavetec Construções Ltda Gustavo José Mello Fonseca e Daniel França dos Santos. A empresa teria sido beneficiada pela Prefeitura de São Luís com dois contratos que ultrapassam R$ 115 milhões.

No primeiro contrato, firmado em julho de 2009, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) pagou R$ 29.990 milhões sem processo licitatório. Para justificar a dispensa de licitação, o prefeito João Castelo decretou estado de emergência tomando por base uma Recomendação da 3ª Promotoria de Justiça do Meio Ambiente que tratava da adoção de medidas de urgência para evitar desmoronamentos em áreas de risco.

No segundo contrato, firmado em março de 2010, a Pavetec recebeu R$ 85.601 milhões. Nesse caso, o Ministério Público questiona dois itens no edital de licitação que favoreceram a contratação da empresa. O primeiro é a exigência de capital social de 10% do valor máximo da execução dos serviços.

Documento do Ministério Público do Maranhão. Extraído do blog do Gilberto Leda

Documento do Ministério Público do Maranhão. Extraído do blog do Gilberto Leda

A prova de patrimônio líquido do licitante pode ser exigida pela Administração Pública, conforme a Lei nº 8.666/93. Porém, a Pavetec alterou o capital social 66 dias antes do lançamento do edital. Na avaliação do MPMA, houve um acerto prévio para que a empresa fosse a vencedora.

Antes de firmar o primeiro contrato com a Prefeitura de São Luís, a Pavetec alterou, em 16 de julho de 2009, o capital social de R$ 200 mil para R$ 1.200 milhões. A alteração foi feita 16 dias antes da assinatura do contrato. Nas duas vezes em que a empresa foi contratada pela Semosp, houve alteração do patrimônio líquido.

As Promotorias de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa questionam, ainda, o item da licitação que exigiu a execução mínima de 90 mil m² de reperfilamento asfáltico misturado à frio em vias urbanas. Apenas a Pavetec conseguiu preencher esse requisito, confirmado por atestado técnico emitido pelo então dirigente da Semosp Cláudio Castelo de Carvalho, em 8 de fevereiro de 2010.

Para o Ministério Público, as exigências contidas no edital de licitação provocaram o afastamento de concorrentes, facilitando a segunda contratação da Pavetec com o valor de R$ 85.601 milhões.

O Ministério Público pediu à Justiça a condenação dos acusados por improbidade administrativa. Além disso, o MPMA pede a quebra do sigilo fiscal e bancário da Pavetec e dos sócios da empresa para verificar a existência de recursos que comprovem o aumento do patrimônio de 4.200%.

(Com informações do Ministério Público do Maranhão)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Flávio Dino lidera pesquisa e pode vencer no primeiro turno em São Luís

O Portal Vermelho divulga a pesquisa realizada pelo Instituto Amostragem nos dias 2, 3 e 4 de setembro em São Luís mostra um amplo favoritismo do pré-candidato do PCdoB, Flávio Dino. Nos vários cenários testados ele lidera com folga, inclusive na simulação de segundo turno.

Flávio Dino lidera com 40,33%

Flávio Dino lidera com 40,33%

No primeiro cenário, com 10 candidaturas, ele lidera com 40,33%, seguido do atual prefeito João Castelo(PSDB) com 17,5%. Edvaldo Holanda Júnior (PTC) fica em terceiro lugar com 9,67%; Bira do Pindaré (PT) em quarto, com 7,5%. Na seqüência Tadeu Palácio (sem partido), com 6,83%; Eliziane Gama(PPS), tem 4,33%; Max Barros(DEM), pontuou 3,67%; Roberto Rocha(PSB), 2%; Marcos Silva(PSTU), 1,5%; e Haroldo Sabóia(PSol), com 0,83%. 2% não opinaram ou não sabem e 3,83 disseram que votariam nulo.

Já no cenário mais enxuto, com os partidos de oposição coligados, Flávio Dino vai a 54% contra 20% de João Castelo e 6,17% de Max Barros, candidato da governadora Roseana Sarney. Marcos Silva vai a 3,83% e Haroldo Sabóia a 2,5%.

Flávio Dino lidera também com 44% no cenário de uma disputa envolvendo o nome dele; de João Castelo, 21,33%; do deputado Edvaldo Holanda Júnior(PTC), 12,17%; Max Barros, 5,5%; Marcos Silva(PSTU), 4,67%;e Haroldo Sabóia(PSol), 2,5%.

Nos cenários em que Flávio Dino é retirado da lista de candidatos, João Castelo lidera em todos com diferença média de 11,62% em relação ao segundo colocado.

Na hipótese de um segundo turno disputado entre Flávio Dino e João Castelo, o comunista fica com 64,5% e o tucano 24,83%.

Espontânea – O Instituto apurou que na pesquisa espontânea – aquela em que o entrevistado opina sem o estímulo de uma cartela com os nomes dos candidatos – Flávio Dino lidera com 18,67%; Castelo aparece em segundo com 13,33%; Tadeu Palácio com 2,67%; e Max Barros com 1,83%. Os demais pré-candidatos aparecem com menos de 1% na espontânea.

Rejeição – Já no quesito rejeição dos pré-candidatos o líder disparado é o prefeito João Castelo, com 48,83% dos eleitores entrevistados. O ex-prefeito Tadeu Palácio fica em segundo com 25,33%. Os nomes com menor rejeição são os de Edvaldo Holanda Júnior, 9,17%, e Flávio Dino, 10,33%.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Agentes de trânsito são filmados recebendo ''suborno''

Do Imirante, Por Roberta Gomes

Dois agentes de trânsito da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) foram flagrados por um cinegrafista amador recebendo suborno para liberar motos e motociclistas que estavam em situação irregular. O flagrante aconteceu na manhã desta terça-feira (13), na avenida São Luís Rei de França.

O vídeo mostra, em apenas quatro minutos corridos de gravação, dois motociclistas tendo que pagar “propina” aos agentes para serem liberados.

O primeiro recebe uma brinca do agente de trânsito. Depois de conversarem, discutirem, o rapaz abre a carteira, tira o dinheiro, esconde no documento da moto e entrega ao agente. Ao devolver o documento para o motociclista, o agente de trânsito dá um “tapinha” na costa do rapaz e estende a mão.

O segundo motociclista, para ser liberado, recebe orientação de outro agente. Este orienta o rapaz a tirar o dinheiro discretamente, atrás de um poste. Da mesma forma, com o dinheiro dentro do documento da moto, ele paga o agente, que o libera rapidamente e ainda mostra o dinheiro para os outros colegas agentes. Quatro atuavam no local nesta manhã.

De acordo com o Código Penal, exigir a “propina”, como aconteceu no flagrante, é crime de concussão, que é o ato de exigir para si ou para outrem, dinheiro ou vantagem em razão da função, direta ou indiretamente, ainda que fora da função, ou antes, de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida. A pena é de reclusão, e vai de dois a oito anos. Há ainda a pena de multa, que é cumulativa com a de reclusão.

A equipe do Imirante entrou em contato, duas vezes, a assessoria de Comunicação da SMTT. Convidamos alguém da secretaria para olhar as imagens e comentá-las. A SMTT preferiu recusar o convite.

Em nota enviada por e-mail ao Imirante e à TV Mirante, a SMTT diz que “não comunga com as práticas de agentes, afirmando com todas as letras que, conforme determina a lei, mandará abrir imediatamente procedimento administrativo disciplinar onde será garantido aos acusados, o princípio do contraditório bem como da ampla defesa como reza a Constituição Federal vigente, mas garante que todos serão punidos com os rigores da legislação”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Luciano Huck grava programa em Caxias no Maranhão

Luciano Huck grava Lar Doce Lar em Caxias

Luciano Huck grava Lar Doce Lar em Caxias

Um morador do bairro Mutirão da cidade de Caxias no Maranhão, José Wilson, conhecido pelo talento musical, recebeu a visita do apresentador do programa Caldeirão do Huck, na semana passada, onde irá participar do quadro ‘Mandando Bem’.

Luciano Huck, apresentador do programa Caldeirão do Huck da Rede Globo, está neste momento em Caxias no Maranhão onde fará a gravação do quadro ‘Mandando Bem’ na tarde desta terça-feira (13) ás 15h.

Luciano Huck e banda.

Luciano Huck e banda.

José Wilson foi escolhido pela equipe do programana e terá que cantar na Catedral ao público caxiense, uma composição de sua autoria para a banda Restart.

Um morador da cidade, relatou que “Luciano Huck passou pelo Piauí antes de chegar em Caxias, nesse momento todo a população da cidade acompanha euforicamente com a presença da equipe do Caldeirão do Huck e do apresentador”.

O apresentador Luciano Huck, através do quadro ‘Mandando Bem’, entregará um estúdio de gravação novo para José Wilson como premio.

A Gravação do Programa será exibida no Programa Caldeirão do Huck dia 01 de Outubro de 2011. Não percam!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

João Alberto é ignorado na aliança de Lisboa e Zé Vieira

João Alberto e Raimundo Lisboa, prefeito de Bacabal

João Alberto e Raimundo Lisboa, prefeito de Bacabal

O “João Alberto” não é o mesmo de antigamente? É o que está se perguntando a classe política do Maranhão depois da evidente união em Bacabal dos grupos de Zé Vieira e Lisboa.

Zé Vieira é deputado federal e sempre fez oposição a João Alberto. Ganhou a Prefeitura fazendo campanha contra o grupo Sarney. Até Sarney foi discursar em praça pública na época, mas não teve jeito. Desde então não teve mais vez para o grupo de João Alberto. Se quiser se eleger a Senador, por duas vezes teve que pedir clemência a Zé Vieira para não atrapalhar sua eleição.

Raimundo Lisboa é o prefeito da cidade. Foi eleito por Zé Vieira, mas depois de assumir rompeu com ele. Para garantir a reeleição Lisboa procurou João Alberto e fez uma composição da chapa, colocando Taugi Lago (mãe do ex-deputado Jura Filho) como vice-prefeita. Na cidade de Bacabal, o comentário é que o acordo teria custado 4 milhões de reais.

Zé Vieira, deputado federal

Zé Vieira, deputado federal

O certo é que depois de eleito, Lisboa não ligou mais para Taugi. Nem um gabinete a vice-prefeita tem. Despacha na sua casa. Recentemente Lisboa e Zé Vieira decidiram unir os grupos novamente. Deixaram João Alberto de lado. O acordo envolve muito dinheiro. Uma parte está entrando pela TV Mearim, propriedade de Zé Vieira e que abocanhou a verba publicitária da Prefeitura.

Colocado pra escanteio, “João Alberto” não reagiu de início. Agora os comentários vindos da cidade apontam que ele pode romper com Lisboa. O problema é que João Alberto não tem candidato, sempre prestigiou a família do ex-deputado Jura Filho que é fraquíssimo na região. A vice-prefeita é outro nome que se enfraqueceu depois do acordo com  Lisboa e por ter ficado calada diante da péssima administração nos últimos quatro anos.

Depois de ter sido trazido a contragosto do Senado para uma Secretaria totalmente  inexpressiva, João Alberto já pensa até em se candidatar a prefeito em Bacabal. O problema é que o seu grupo não existe mais e ele não tem votos. Tem prestígio em função do cargo que exerce. Voto é outra coisa e quem tem na região é Zé Vieira. João Alberto sempre se furtou a enfrentar Zé Vieira nas urnas, pois o “Carcará” teme a derrota.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Disque Denúncia pagará R$ 1 mil por informações de assassino

Moisés Lima Costa fugiu no dia, 21, de Abril de 2011 da delegacia de Santa Luzia do Paruá. O fugitivo é acusado da morte do empresário Rony Melo, no município de Nova Olinda do Maranhão, que foi assassinado em fevereiro deste ano, com 22 facadas.

Na época, o assassino foi preso juntamente com um comparsa “Zé do Coco” confessaram a autoria do crime, que foi motivado por questões financeiras.

O crime aconteceu quando os dois elementos aguardavam o secretário dormir e o atacaram com 22 facadas de canivete.

Logo após o crime, Moisés Lima Costa e Zé do Coco, subtraíram à quantia R$ 200 que estava no armário do quarto, R$ 80 que tinha na carteira do secretário, um notbook, uma  filmadora, dois celulares, uma máquina fotográfica digital e algumas roupas da vítima.

Depois de algumas investigações a polícia conseguiu prender os acusados e encaminha-los ao complexo policial de Santa Luzia do Paruá.

Só que no dia, 21, de Abril, criminoso fugir, e o Disque Denúncia lança cartaz de recompensa no valor de R$ 1 mil para quem contribuir com informações precisas referentes a este caso.

Entre em contato com o Disque Denúncias através: 3223 5800/ capital e 0300 313 5800, sua identidade será mantida em total sigilo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Mulher morre atropelada em Trizidela do Vale, no Maranhão; assista

Uma mulher, de 39 anos, e o filho, de cinco, foram atropelados pelo motorista José Rodrigues de Sousa, de 55 anos, que irá responder por homicídio doloso pelo atropelamento na rodovia estadual MA-119, próximo da cidade de Trizidela do Vale, do Maranhão.

Após o atropelamento, mulher foi conduzida para o hospital mais próximo só que não resistiu ao atropelamento e acabou falecendo no dia, 3, deste mês. No momento do atropelamento o motorista se encontrava em estado de embriaguez

A delegada autuou o condutor do veículo e pediu sua prisão onde a justiça acatou e decretou na quinta-feira do dia (08). Veja abaixo as fortes imagens feitas de um celular:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Eike Batista adquire participação em bloco terrestre no Maranhão

A companhia formada por OGX e MPX passa a deter 8 blocos exploratórios nesta bacia de elevado potencial

A companhia formada por OGX e MPX passa a deter 8 blocos exploratórios nesta bacia de elevado potencial

A OGX Maranhão, empresa formada pela OGX e pela MPX, adquiriu 50% de participação no bloco exploratório terrestre PN-T-102 na bacia do Parnaíba, interior do estado do Maranhão.  A aprovação dessa aquisição foi publicada no site da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em 08 de setembro de 2011. A participação foi adquirida junto às companhias Imetame Energia S.A., DELP Engenharia Mecânica Ltda. e Orteng Equipamentos e Sistemas Ltda., que permanecem com participação no bloco de 16,67%, 16,665% e 16,665%, respectivamente. A OGX Maranhão passa a ser a operadora desse bloco em parceria com esse consórcio que já atua com bons resultados há alguns anos em diversas bacias do Brasil.

“Essa aquisição reflete nosso interesse em expandir atuação na bacia do Parnaíba após a perfuração de vários poços exploratórios bem sucedidos e reforça nosso posicionamento na região com a possibilidade de sinergias com as descobertas que já estão sendo desenvolvidas”, comentou Paulo Mendonça, Diretor Geral e de Exploração da OGX.

“A operação reforça nossa já bem-sucedida estratégia de integração entre produção e exploração de gás natural e geração de energia, criando oportunidades adicionais para expandir nossa atuação na bacia do Parnaíba, onde já obtivemos excelentes resultados exploratórios”, comentou Eduardo Karrer, Presidente da MPX. Com essa concessão adicional, a OGX Maranhão passa a deter participação em 8 blocos exploratórios terrestres na bacia do Parnaíba com área total superior a 24.500 km². A OGX Maranhão espera iniciar as atividades nesse bloco, com o levantamento de dados sísmicos, já nas próximas semanas.

(Da Agência Ideal)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.