Poder

Cúpula enxerga conspiração de Dilma para condenação de Dirceu e Genoíno

Teve um dedo da Presidente Dilma Rousseff na pesada condenação a José Dirceu e José Genoíno por corrupção ativa. A suspeita, aparentemente contraditória, já virou tese na cabeça de alguns membros da Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores. Eles já propagam o temor de que Dilma tenta se fortalecer politicamente para romper com o partido. Por isso, já tem uma minoria pensando em sair com Dilma antes que ela ?traia? o PT.

A teoria conspiratória sobre a ação de bastidores de Dilma, enxergada pelos petistas que não toleram a ex-brizolista na Presidência, seria justificada com os contundentes votos dados contra o núcleo político do PT no julgamento da Ação Penal 470 pelos ministros Luiz Fux e Rosa Maria Weber. Pelo raciocínio de alguns petistas da cúpula, como os dois magistrados foram indicados por Dilma para o STF, se poderia atribuir uma participação oculta da Presidente na destruição dos réus do mensalão, sobretudo José Dirceu, que nunca topou bem com Dilma.

O temor de uma minoria na Executiva do PT ? onde José Dirceu tem grande influência ? é que Dilma consiga se tornar independente do partido, para descartá-lo no momento em que for conveniente. O medo maior é que Dilma, com alta popularidade nas pesquisas de opinião, supere o mito (em decadência) Luiz Inácio Lula da Silva e inviabilize um possível retorno dele à Presidência, em 2014. Ainda de acordo com a crença conspiratória dos petistas (que enxergam golpistas e inimigos por todos os lados), Dilma estaria contando com o desgaste público que o julgamento do Mensalão vai causar, para tirar do governo quem tenha relações fortes com os réus condenados à execração pelo STF.

Uma certeza dos petistas é concreta. Dilma tem um projeto próprio de poder e gostaria de consolidá-lo sem depender do PT. Até agora, ela tem dado manifestações públicas de fidelidade e lealdade a Lula da Silva. No entanto, já contrariou fortemente o ex-presidente, atropelando o PT para emplacar sua poderosa amiga Maria das Graças Foster na presidência da Petrobrás, no lugar de José Sérgio Gabrielli ? cuja gestão virou alvo de críticas da Graça, que fazia parte dela como diretora. Além do caso Gabrielli, petistas reclamam do corpo mole de Dilma em subir no palanque paulista de Fernando Haddad (como ela fez muito a contragosto) e no apoio escancarado ao amigo José Fortunati (PDT) que venceu facilmente a disputa pela Prefeitura de Porto Alegre.

No entanto, o episódio mais recente de desgaste e confronto de Dilma com um cardeal da legenda aconteceu na antevéspera da eleição municipal. A Presidenta mandou que Gilberto Carvalho se retratasse publicamente sobre o infeliz comentário acerca do julgamento do Mensalão: “Aquela coisa do outro lado da rua dói muito”. Reservadamente, Dilma comentou que o gesto de Carvalho foi ?idiota?. Dilma ficou contrariada porque seu Secretário-Geral da Presidência da República jamais poderia ter cometido tamanho ato de agressão e desrespeito ao Supremo Tribunal Federal – cujo prédio fica em frente ao Palácio do Planalto, no outro lado da Praça dos Três Poderes.

Outra manifestação lida nas entrelinhas pela cúpula petista contra Dilma foi a atitude dela em deixar claro que quem fosse condenado no Mensalão deveria deixar o governo assim que terminasse o julgamento no STF. A pressão interna feita por ela foi tão violenta ? desagradando a oligarquia partidária ? que José Genoíno foi praticamente coagido a entregar ontem seu cargão de assessor especial do Ministro da Defesa. Genoíno foi saído, ?PT da vida?, com Dilma.

A personalidade marciana de Dilma, que não tem medo de enfrentamentos internos e toma decisões enérgicas na velocidade em que Lula nunca tomou, assusta os membros da executiva nacional do PT. Lula também não ousa contrariá-la publicamente porque sabe que Dilma não responderia como uma vaquinha de presépio ? o que poderia precipitar um rompimento prematuro entre a criatura e seu criador. O fato real é que a brizolista Dilma nunca foi bem digerida pela turma do ?Sapo (Boi)Barbudo? ? como o falecido caudilho Leonel de Moura Brizola se referia a Lula, sempre que ambos divergiam politicamente.

A grande questão, que só o tempo irá resolver, é quando ocorrerá um confronto final. Qual justiçamento político acontecerá primeiro: Lula e o PT romperão com Dilma? Ou a Presidenta deixará à deriva o titanic dos petralhas? Pelo cenário atual, o PT é um barco com previsão de afundamento (que pode ser lento ou rápido) após o julgamento do Mensalão e na hora em que os membros de sua cúpula (Dirceu e Genoíno) forem obrigados pela Lei a pagar suas penas vendo o sol nascer quadrado. O caldo deve entornar de vez se novas e inevitáveis investigações relacionarem diretamente Luiz Inácio Lula da Silva ao verdadeiro comando do esquema mensaleiro.

O Alerta Total já entecipou que o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem tudo para enfrentar problemas sérios no desdobramento judicial do Mensalão. Com a condenação de seu ex-chefe da Casa Civil por corrupção ativa, será impossível sustentar a tese de que José Dirceu agia sozinho na operação de ?compra? de partidos base aliada, sem que seu superior hierárquico ?soubesse de nada?. Sob a presidência de Joaquim Barbosa no STF, a partir de 18 de novembro, o mito Lula deverá enfrentar o rigor da Justiça ? com o agravante de que agora não tem mais foro privilegiado para se blindar.

Dilma Rousseff, ao contrário de Lula, é estrela em ascensão. É favorita, facilmente, à reeeleição em 2014. Até agora, não há concorrentes de peso. Eduardo Campos (PSB) ou Aécio Neves (PSDB) não são páreo para ela. Se o PT cometer o arakiri político de detonar Dilma da legenda – insistindo no retorno de Lula -, a presidenta tem a opção de retornar ao PDT ou ser adotada por um partido gigante como o PMDB, cujo desejo permanente é ser governista. Brigar com Dilma é péssimo negócio. Mas como os petralhas são autofágicos, têm tudo para cometer mais um erro político fatal.

Na conjuntura até 2014, só um nome poderia enfrentar Dilma com chances de vitória – ao menos perante a opinião pública: Joaquim Barbosa. Mas nada indica que ele tenha pretensões de deixar o STF e ser candidato ao Palácio do Planalto.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Rigo Teles parabeniza prefeitos eleitos e agradece apoio do povo de Barra do Corda

Rigo Teles.

Rigo Teles.

O deputado Rigo Teles (PV) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa na manhâ desta quinta-feira (11), para parabenizar prefeitos eleitos e aliados políticos, e agradecer ao povo e Barra do Corda por ter elegido durante três mandados seu pai, o prefeito Manoel Mariano de Sousa, o “Nenzim” (PV) e dado uma votação expressiva ao candidato Carlito Santos (P T do B).

O parlamentar declarou que estão de parabéns os prefeitos eleitos de Nova Colinas (Doutor Elano), Fortaleza dos Nogueiras (o Nogueira),  Formosa da Serra Negra (Doutor Edmilson), Mirador (Doutor Joacir) São Pedro dos Crentes (Doutora Luiza), Sambaíba (Doutor Santana) e Adailton, no município de Fernando Falcão.

Rigo Teles agradeceu a população de Barra do Corda por ter eleito, por três vezes, seu pai Manoel Mariano de Souza a prefeito, em 1996, em 2004 e em 2008, e por ter lhe colocado como o deputado estadual mais votado na história do município nas eleições de 1998, de 2002 e 2006 e 2010, com cerca de 15 mil votos.

O parlamentar entende que a população tem o direito de escolher seus governantes e o povo de Barra do Corda elegeu o novo prefeito. “Torcemos que o prefeito eleito faça uma boa administração. Queremos o melhor para Barra do Corda.  Se houver um boa administração vamos colaborar. Se não houver, vamos criticar”, afirmou.

Ao fazer uma avaliação geral das eleições 2012,  Rigo Teles disse que não se considera perdedor. “Fomos vitoriosos em alguns municípios e perdemos em outros. Eleição é assim mesmo, ganhamos e perdemos. Daqui a dois e a quatro anos vem uma nova eleição.  Enalteço o povo de Barra do Corda, por ter dado uma votação expressiva ao nosso candidato”, concluiu.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeito de Santa Rita articula projeto para 2014

Blog do Luis Pablo

Prefeito de Santa Rita.

Prefeito de Santa Rita.

O prefeito de Santa Rita, Dr. Hilton Gonçalo (PDT), deu início a um projeto político para 2014. Ele pretende ser candidato a deputado federal e exercer forte influência na eleição majoritária de 2014.

Neste sentido, já iniciou as primeiras conversações com o ex-deputado e ex-prefeito de Bacabeira, Reinaldo Calvet.

O projeto de Dr. Hilton mira para uma candidatura em 2014 distantes dos objetivos do Palácio dos Leões. E que se aproxima do plano do presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB).

Ligado ao deputado federal Sarney Filho (PV), de quem não abre mão para qualquer apoio, Calvet ainda não tomou nenhuma posição política, embora esmagado pelo Governo do Estado.

Na região do Munim o prefeito de Santa Rita, que teve candidatos em Bacabeira, Rosário, Morros (eleito), Santa Rita (eleito), Presidente Juscelino (eleito), Icatú (eleito) e Itapecuru-Mirim, trabalha para uma candidatura oposta ao que o Palácio dos Leões pretende indicar.

Em contato com o blog, o ex-prefeito de Bacabeira, Reinaldo Calvet, confirmou que já foi procurado, mas que considera prematuro qualquer posição neste momento.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Florêncio Neto é eleito vereador com a maior votação de Bacabal

Blog do Luis Cardoso

Florêncio Neto

Florêncio Neto

Com o slogan de campanha “Uma Nova Esperança”, o jovem Florêncio Neto, entra na vida pública com uma grande vitória nas urnas no município de Bacabal.

Ele foi o mais votado nestas eleições para vereador, com 2.154 votos. O resultado surpreendente lhe dará mais responsabilidade pare encarar a nova missão.

“Na vida sempre temos que buscar nossos sonhos e transformá-los em realidade. Hoje tive um sonho realizado que é o de representar o povo da cidade de Bacabal na Câmara de Vereadores e, com certeza, não irei decepcionar a minha cidade e sua gente”, diz com firmeza o novo vereador de Bacabal.

Filho do Deputado Estadual atuante Carlinhos Florêncio, e descendente da família Florencio, que tem prestígio e renome em todo o Maranhão, ele vem com uma grande vontade de trabalhar pelo povo daquela cidade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ex-prefeito de Governador Newton Belo troca tiros com assaltantes

Blog do Luis Cardoso

Na madrugada de hoje (11), data em que seriam feitos uma série de pagamentos em Governador Newton Belo, bandidos tentaram arrombar o caixa eletrônico dos Correios do município.

A ação foi frustrada pelo ex-prefeito Douglas Brandão, ex-marido da prefeita Leula Pereira Brandão, e seu filho, contra os bandidos.

Na troca de tiros, alguns disparos acabaram atingindo o carro de Douglas Brandão, mas ele não se feriu.

Os bandidos foram surpreendidos quando usavam maçarico para abrir o cofre na única agência pagadora do município. Eles usavam um pano preto para esconder a ação, o que acabou despertando a atenção do ex-prefeito.

Na fuga, o bando deixou pra trás o maçarico, bombonas de água e um Corsa Classic, com placas de São Luís.

O veículo pertence a um morador do bairro São Francisco, na capital.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Decisão do TSE pode mudar eleições em Amarante do Maranhão e Boa Vista do Gurupi

O resultado do primeiro turno das eleições poderá ser alterado em 122 cidades após o julgamento dos recursos de candidatos pendentes, segundo levantamento do G1 com dados fornecidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dessas, três municípios estão sem eleito, porque todos os candidatos aguardam decisão final da Corte sobre seus registros.

Nas 122 cidades, o vencedor teve o registro de candidatura indeferido (negado) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), mas o TSE ainda avalia recurso. Assim, esses candidatos concorreram normalmente, mas na condição “sub judice”, pendentes, e seus votos apareceram zerados na apuração final.

O TSE divulgou os votos recebidos por cada candidato pendente nesta segunda-feira (8) e começou a julgar os recursos pendentes nesta terça (9), em um esforço concentrado. Nenhum dos 122 municípios, no entanto, teve sua situação avaliada.

Ficaram pendentes após o 1º turno da eleição um total 6.916 pedidos de reconsideração, sendo 2.243 deles de candidatos a prefeito e a vereador barrados pela Lei da Ficha Limpa.

No caso dos 122 municípios, o candidato que tiver o registro deferido poderá assumir a prefeitura. Já aquele que tiver mantido o registro indeferido cederá seu lugar ao segundo colocado.

Segundo o levantamento do G1, ao todo 1.363.830 votos foram obtidos pelos candidatos indeferidos com recursos. O TSE não divulgou quais desses candidatos foram enquadrados na Lei da Ficha Limpa.

A candidatura sob judice com a maior quantidade de votos é a de Celso Giglio (PSDB) para a Prefeitura de Osasco: 149.579 votos. Enquanto o TSE não julga o recurso, o engenheiro Jorge Lapas (PT) é o eleito, com 60,03% dos votos válidos.

A Prefeitura de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, será decidida no segundo turno, mas ainda não se sabe quem são os dois candidatos. Rubens Bomtempo (PSB) obteve 50.320 votos, mas está enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Se obtiver uma decisão favorável, será ele quem irá disputar com Bernardo Rossi (PMDB), que recebeu 52.951 votos. Se não, Paulo Mustrangi (PT), que teve 45.060 votos válidos, vai ao 2º turno.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

“Meu propósito é eleger Edivaldo Holanda Júnior”, diz Ivaldo Rodrigues

Ivaldo Rodrigues.

Ivaldo Rodrigues.

Reeleito ao cargo de vereador na Câmara Municípal de São Luís com 5.081 votos, Ivaldo Rodrigues (PDT), que definiu na tarde desta quarta-feira (10) declarar apoio ao candidato a prefeito, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), informou ao Blog do Neto Ferreira, os motivos do qual levaram a não apoiar mais o projeto de reeleição de João Castelo.

Para Ivaldo Rodrigues, foi feito o possível e o impossível para levar o PDT ao grupo de Castelo. E mais: Ivaldo pondera que o tempo eleitoral permitido a ele, não foi utilizado em respeito ao tucano.

Ivaldo, que, diga-se de passagem, declarou que “meu propósito é eleger Edivaldo Holanda Júnior”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Debate entre Holanda Júnior e Castelo será realizado dia 26

Edivaldo Holanda Júnior e Castelo.

Edivaldo Holanda Júnior e Castelo.

O Sistema Mirante de Comunicação divulgou nesta quarta-feira (10) as datas definidas para a rodada de entrevistas e do debate entre os candidatos a prefeitos, Edivaldo Holanda Júnior e João Castelo.

Foi marcada para o dia 16, a entrevista com João Castelo, no dia seguinte com Edivaldo Holanda Júnior.

Para o debate, ficou marcado no dia 26, às 23h, e será exibido na TV Mirante. Na ocasião, os candidatos terão direito a debater em três blocos e terá duração de 45 minutos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Jovens ribamarenses são beneficiados com novos convênios na área social

Representantes da Prefeitura de São José de Ribamar e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) assinaram convênios com entidades que atuam na defesa de menores com o objetivo de desenvolver na cidade, através do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente, novos projetos de promoção social.

Convênios foram assinados em benefício das crianças e jovens ribamarenses.

Convênios foram assinados em benefício das crianças e jovens ribamarenses.

Participaram da solenidade de assinatura dos convênios as secretárias municipais Sônia Menezes (Assistência Social, Trabalho e Renda) e Benilce Gisele dos Santos (adjunta de Governo) – que representaram o prefeito reeleito, Gil Cutrim (PMDB); representantes do CMDCA; do Fórum Municipal da Criança e do Adolescente; além de presidentes das entidades.

De acordo com Sônia Menezes, a política de valorização da criança e do adolescente em São José de Ribamar teve início em 2005, na gestão do ex-prefeito Luís Fernando, e foi ampliada no governo Gil Cutrim. “O repasse de verbas para as entidades cadastradas é uma ação prevista em lei. As entidades que tem os seus projetos aprovados recebem acompanhamento do Conselho, do Fórum e da própria Prefeitura no trabalho de execução das ações. E os resultados são muito positivos, visto que, estes projetos estão beneficiando milhares de crianças e jovens ribamarenses”, explicou a secretária.

O coordenador geral do Grupo de Apoio da Vila Alonso Costa, Aldiran Lopes Silva, explicou que a entidade que representa atua na área de informática e pela terceira vez assinou o convênio e por meio será possível ampliar o número de jovens beneficiados.

“Nos dois primeiros anos nós ajudamos cerca de 80 crianças e adolescentes e, este ano, pretendemos levar os cursos de computação para mais 70 pessoas”, acrescentou.

O presidente da Associação Celebrai, João Aldair Santana, informou que a entidade atua nas áreas de cultura e arte com crianças e adolescentes residentes na comunidade Rio São João. Ele explicou que os recursos são fundamentais para o sucesso das ações desenvolvidas pela entidade, ressaltando, ainda, que a parceria com a Prefeitura, com o Fórum e com o CMDCA são necessárias para que associações possam contribuir para a aplicação das políticas públicas destinadas à criança e ao adolescente.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

STF condena estado-maior do mensalão: aguarda-se agora a formação de quadrilha

Por Milton Corrêa daCosta

O mais grave, cínico, sorrateiro e vegonhoso crime de corrupção na política que já se teve notícia na história deste país -se Roberto Jefferson não abrisse o bico os mensaleiros talvez já tivessem vendido o Brasil- onde foi comprovada a compra e venda de votos no parlamento, cuja finalidade, através de sofisticadas transaçóes bancárias, fictícias e fraudulentas, e vantagens ilícitas, era a perpetuação de um partido político no poder, não ficará impune no nível de comando.

O Supremo Tribunal Federal acaba de condenar por corrupção ativa o chamado núcleo político do PT nos idos de 2003, onde o “cérebro” da atividade criminosa -Lula alega que não sabia de nada sendo certamente traído- era o Ministro Chefe do Gabinete Civil, José Dirceu, ex-líder estudantil nos idos de 60; onde o presidente do partido era José Genoíno, ex-guerrilheiro nos tempos da luta armada, e Delúbio Soares, o tesoureiro do esquema.

Deus iluminou o STF na histórica decisão democrática que abre inclusive jurisprudência para julgamentos análogos sobre corrupção de políticos ou envolvendo qualquer cidadão. As provas circunstanciais, testemunhais e os fatos sequenciais configuraram um intrigado e ousado delito cometido pela cúpula pólítica. As provas materias não foram tão decisivas assim para condenar o estado-maior da corrupção do mensalão. Corruptos não costumam deixar rastros de seus crimes. São tão “espertos” que escondem suas falcatruas sem que se possa decobrí-las.

Só não contavam com o notável saber jurídico de ilustres ministros, onde o relator da Acão Penal 470, Joaquim Barbosa e a maioria dos demais magistardos -o Direito não é uma ciência exata- descobriram que através princípios jurídicos convincentes também se pode condenar. Basta que o desenrolar dos indícios e dos fatos e evidências claras da existência do crime assim o determine.

No crime de corrupção há um que recebe (o passivo) e outro que paga a propina (o ativo). Ressalte-se que Jefferson, ao delatar o conluio criminoso, declarou inclusive quanto recebera em dinheiro vivo. Aliás o Ministro Marco Aurélio, em seu voto condenatório ao núcleo político criminoso, chamou atenção, em dado momento, para o fato de que as transações eram feitas em dinheiro vivo. Obviamente para não deixar rastros.

Aguarda-se agora o julgamento dos mensaleiros -o crime de organização criminosa ainda não está tipificado plenamente na lei brasileira- por formação de quadrilha, onde três ou mais pessoas se reunem para praticar crime, no caso para corromper e obter a vantagem indevida, locupletando-se através do roubo do dinheiro público. Um crime de tamanha gravidade que jamais poderia ficar impune.

Quanto aos condenados se dirão pobres injustiçados, linchados e sentenciados pela pressão da mídia, como se esta, num estado democrático de direito, não pudesse ser livre e independente para investigar e trazer a público os fatos ocorridos por debaixo dos tapetes sujos do Poder. Imaginavam poder atacar os meios de comunicação de massa e cercear a liberdade de imprensa. Ledo engano. Sem justiça e imprensa livre não há democracia plena. Aprendam os mensaleiros.

Quanto a chamada dosimetria da pena (O GLOBO ONLINE de 09/10/12 explica) ocorrerá após o julgamento de todos os réus. Os ministros que votaram até agora não se manifestaram sobre a forma de calcular a pena. A regra do concurso material considera que os crimes cometidos pelos réus são únicos e independentes. A regra do concurso formal aplica-se quando o réu comete dois crimes com uma só ação. De acordo com a norma do crime continuado, com mais de uma ação um réu pode praticar dois ou mais crimes da mesma espécie.

O certo é que, qualquer que seja a decisão sobre a dosimetria da pena, o cárcere aguarda alguns dos mensaleiros para pagarem, trancafiados, o que devem. Que a cadeia seja um bom local de reflexão. Dinheiro público não se rouba e deve ser devolvido devidamente corrigido. Novos e importantes princípios do Direito foram incorporados definitivamente à Justiça Brasileira. Para o bem da moralidade pública, sem dúvida.

Milton Corrêa da Costa é cidadão brasileiro e aguarda o julgamento final do mensalão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.