Cidade

Som automotivo volta a ser combatido em praias de São Luís

Poluição sonora volta a ser combatida em São Luís

Poluição sonora volta a ser combatida em São Luís

A Delegacia de Costumes e Diversões Públicas retomou ao plantão contra a poluição sonora na Região Metropolitana de São Luís. Há dois meses, o trabalho havia sido paralisado por causa da greve dos delegados. As denúncias poderão ser feitas de sábado e domingo, quando o efetivo da Polícia Civil será disponibilizado para o serviço.

Segundo a titular da Delegacia de Costumes, Ana Teresa Duailibe, o combate ao abuso de som será feito às sextas-feiras a partir das 19h e aos sábados e domingos depois das 15h. Os trabalhos se encerram por volta das 3h.

No plantão, são disponibilizados dois delegados, dois peritos e cerca de 10 investigadores. “Com essa equipe, reprimiremos de maneira qualificada esses abusos que incomodam tanto a população”, afirmou Ana Teresa Duailibe.

Denúncias – As denúncias podem ser feitas na Delegacia de Costumes, por meio dos números 3214-8652, 3214-8653 ou pelo Disque-Denúncia, pelo número 3223-5800. “Mesmo sem denúncia, se a equipe passar por um local que seja percebido o abuso, o caso será resolvido”, ressaltou a delegada.

Ela explicou que quando é recebida a denúncia, uma equipe descaracterizada vai até o local e, com o aparelho de medir decibéis, verifica o volume do som. Se os níveis ultrapassarem os aceitáveis, é feito um laudo e outra equipe vai até o lugar notificar o proprietário.

O infrator é autuado em flagrante e levado até a delegacia, localizada na Rua da Palma, no Centro Histórico. “O crime é afiançável. A fiança é de acordo com as condições da pessoa. Quando a pessoa reincidente, terá de ficar presa”, explicou Ana Teresa Duailibe.

(Com informações do Imirante)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

TSE: ministro nega recurso que tornaria Collor inelegível

Da Folha
O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Arnaldo Versiani rejeitou pedido para que o senador Fernando Collor (PTB-AL) fosse impedido de disputar eleições, por causa de irregularidades ocorridas na campanha de 2010.

O MPE (Ministério Público Eleitoral) acusou Collor de usar indevidamente o jornal “Gazeta de Alagoas”, que pertence ao senador, para fraudar uma pesquisa eleitoral.

O ministro Versiani manteve multa de R$ 53,2 mil aplicada ao jornal pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) alagoano e ratificou decisão anterior que apontou fraude numa pesquisa de intenção de voto realizada pelo Gape, instituto da “Gazeta”. O jornal divulgou os dados em 24 de agosto de 2010.

Em 2010, Collor disputou o governo de Alagoas, sem sucesso. O vice de sua chapa, Galba Novais Júnior, também foi acusado pelo MPE.

Fernando Collor foi afastado da Presidência da República em 1992 por suspeita de corrupção, ficou impedido de disputar eleições por oito anos e voltou ao cenário político nacional em 2007, quando se elegeu senador. Seu mandato termina em 2015.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Câmara quer explicação do STJ por anular as provas contra Fernando Sarney

Fernando Sarney correu risco de ser preso na Operação Boi Barrica da Polícia Federal na

Fernando Sarney correu risco de ser preso na Operação Boi Barrica da Polícia Federal

Inconformado com a anulação de provas da Operação Boi Barrica, que investiga supostos crimes financeiros atribuídos ao empresário Fernando Sarney, o deputado e delegado federal Fernando Francischini (PSDB-PR) apresentou requerimento na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado para que os ministros da 6 ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), responsáveis pela decisão, deem explicações em audiência pública no Congresso.

Também serão convidados a depor os delegados federais e membros do Ministério Público Federal que atuaram no caso e em outras três operações mutiladas por anulação de provas pelo mesmo tribunal. Acusado de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e sonegação de impostos, entre outros crimes, Fernando é filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Ele nega as acusações.

A sentença do STJ anulou os diálogos telefônicos interceptados na operação e o relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), que detectou movimentações financeiras atípicas do empresário em 2006, fazendo a investigação voltar à estaca zero.

A anulação das provas da Boi Barrica causou grande polêmica nos meios jurídicos porque tirou força de dois instrumentos importantes de investigação policial: as interceptações telefônicas e os relatórios do Coaf, instituição que controla as movimentações bancárias e financeiras e alerta às autoridades sempre que detecta operações atípicas com indícios de crime.

(Com informações do Estadão)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Golpista forja suicídio em torre e "fatura" R$ 2.500; veja o vídeo

Vigarista aplica 171 em Caxias

Vigarista aplica 171 em Caxias

Na da tarde de terça-feira (20), um golpista identificado por José Carlos, Bahia de 29 anos, ameaçou a população forjando que iria saltar de uma torre da operadora VIVO na cidade de Caxias.

José Carlos alegava a todo o momento que sua tentativa de suicídio era decorrente a falta de desempregado, “sou pai tenho família me sinto injustiçado pelos governantes”, disse o golpista.

O falso suicida mobilizou a presença da Promotoria e da Secretaria de Assistência Social do município, e se aproveitou da inocência das autoridades para pedir a quantia de R$ 2.500 e uma passagem de ida para Recife.

Golpista

Golpista

Após 2h de negociação, o espertalhão percebeu que seu plano teria dado certo, então desceu da torre e foi conduzido pelo Corpo de Bombeiros para os devidos cuidados médicos e psicológicos.

Após a sua ida, foi constatado que tudo não passou de um golpe aplicado pelo sujeito.

Não foi a primeira vez que o vigarista forjou o suicídio, no dia (19) de agosto deste ano, site Gigabayte Na Balada, mostrou um vídeo em que o mesmo golpista insinua se jogar de uma torre no estado do Pará.

O vigarista solicitou a mesma quantia em dinheiro e duas máquinas fotográficas para desistir do salto. Isso é  brincadeira

Assista abaixo ao vídeo do golpista forjando o suicídio:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Promotoria pedirá que deputado explique suposta venda de emendas

Da Folha

Deputado Roque Barbieri diz que colegas da Assembleia vendem emendas

Deputado Roque Barbieri diz que colegas da Assembleia vendem emendas

O promotor Carlos Cardoso vai pedir na segunda-feira a abertura de um inquérito para investigar a declaração do deputado estadual Roque Barbiere (PTB) de que colegas da Assembleia Legislativa de São Paulo enriqueceram vendendo emendas parlamentares e fazendo lobby para empresas.

O promotor informou que o Ministério Público de São Paulo foi alertado da acusação no dia seguinte pelo vereador da Câmara de Araçatuba Dr. Nava (PSC).

Cardoso afirmou que irá notificar o deputado para que dê explicações sobre as suas declarações.

O promotor também pedirá informações ao governo de São Paulo sobre a execução de emendas parlamentares.

Barbiere afirmou que de “25% a 30%” dos 94 deputados estaduais ganharam dinheiro vendendo emendas.

“Tem bastante fazendo isso. Não é a maioria. Mas tem um belo de um grupo que vive, sobrevive e enriquece fazendo isso”, disse o deputado.

Clique aqui e assista ao vídeo em que o deputado diz que colegas vendem suas emendas


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Sindicato de Lago Açu denuncia omissão da Justiça

Prefeita de Lago Açú, Marly Sousa

Prefeita de Lago Açú, Marly Sousa

O Sindicato dos Servidores Municipais de Conceição do Lago Açu cobrará a apuração das denúncias contra a administração da prefeita Marly Sousa.

No dia 18 de março deste ano o Sindicato entrou com uma representação no Ministério Público, em Bacabal.

O motivo da representação, foi por conta da gestão de Marly Sousa que consta diversos atos de improbidade administrativa e atos ilícitos cometidos na atual administração.

O Sindicato reclama que até hoje não recebeu uma resposta sequer do Ministério Público. Continue lendo no blog do Louremar


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Estrutura metálica cede e causa prejuízos aos funcionários da Penitenciária de Pedrinhas

No estacionamento do Complexo Penitenciario de Pedrinhas

No estacionamento do Complexo Penitenciário de Pedrinhas

Na manha desta sexta-feira, 23, por volta de 9h, alguns moradores da comunidade de Vila Cabral Miranda, se surpreenderam ao ver a cobertura do estacionamento do Complexo Penitenciário de Pedrinhas ceder.

Segundo Informações, a estrutura já estava totalmente comprometida, e a dias ameaçava desmoronar por cima dos carros ou de qualquer pedestre que por ventura passasse pelo local.

3 carros foram atingidos, sendo que 2 tiveram toda lataria danificada.

Ate o fechamento da matéria, nenhum diretor do complexo responsável pelo caso havia se pronunciado, e também  não se sabe ao certo, quem vai arcar com todo prejuízo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Justiça afasta Alberto Ferreira e toda a diretoria da Federação

Blog do Zeca Soares

A Justiça afastou, liminarmente, o presidente Alberto Ferreira e os quatro vices da Federação Maranhense de Futebol. O interventor será o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), Antônio Américo Lobato Gonçalves. A intervenção terá a duração de seis meses.

O juiz Josemar Lopes Santos, também, determinou a busca e apreensão de todos os objetos, documentos, papéis de qualquer natureza, livros comerciais, computadores e arquivos magnéticos relacionados aos fatos narrados na petição inicial, cuja diligência deverá ser realizada na sede da Federação Maranhense de Futebol, bem como na residência dos Srs. Carlos Alberto Ferreira, Emanuel de Jesus dos Santos Sousa (tesoureiro) e Josafá Lopes do Nascimento (contador) e Jorge Ferreira (irmão do presidente da FMF Alberto Ferreira e secretário da FMF).

O interventor, também, deverá adotar as providências para realização de novas eleições para preenchimento dos quadros da administração da Federação Maranhense de Futebol. A eleição deverá ser realizada após a conclusão das atividades esportivas em andamento (Copa União e Campeonato Brasileiro Série D).

Veja a decisão da Justiça:

[…] ISSO POSTO e, por tudo mais que dos autos consta, DEFIRO A LIMINAR inaudita altera partes, nos termos da inicial contra a FEDERAÇÃO MARANHENSE DE FUTEBOL e CARLOS ALBERTO FERREIRA e, em consequência, AFASTO CAUTELARMENTE a Diretoria da Federação Maranhense de Futebol e NOMEIO INTERVENTOR o Presidente do Tribunal da Justiça Desportiva do Estado do Maranhão, Dr. ANTONIO AMÉRICO LOBATO GONÇALVES, advogado, com endereço conhecido da Secretaria da Vara, para assumir a Administração da Federação Maranhense de Futebol (FMF), mediante compromisso perante este Juízo, de fielmente desempenhar suas funções. A intervenção terá a duração de 06 (seis) meses, devendo o interventor adotar todas as providências que tenham por objetivo sanar a administração da entidade, com a incumbência precípua de convocar eleições para preencher os quadros da Administração da FMF, a se realizarem após a conclusão das atividades esportivas em andamento. AINDA LIMINARMENTE, determino a busca e apreensão de todos os objetos, documentos, papéis de qualquer natureza, livros comerciais, computadores e arquivos magnéticos relacionados aos fatos narrados na petição inicial, cuja diligência deverá ser realizada na sede da Federação Maranhense de Futebol, bem como na residência dos Srs. Carlos Alberto Ferreira, Emanuel de Jesus dos Santos Sousa e Josafá Lopes do Nascimento e Jorge Ferreira, nos endereços mencionados na inicial, inclusive com arrombamento de portas, móveis e cofres, em caso de resistência de quem quer que seja (CPC, arts. 838 e 842), com auxílio da força policial, se necessário, expedindo-se, para tanto, o competente mandado. Citem-se os demandados, para, querendo, contestarem a presente ação, sob pena de revelia, advertências dos arts. 285 e 319 do Código de Processo Civil, expedindo-se o respectivo mandado. Desta decisão, dê-se ciência ao Ministério Público, à Confederação Brasileira de Desportos e às Secretarias Estadual e Municipal de Desporto e Lazer. INTIMAÇÕES DE LEI. CUMPRA-SE. São Luís, 23 de setembro de 2011. Josemar Lopes Santos Juiz de Direito Resp: 108126


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Carlos Filho falta sessão mas não perde farra em Barreirinhas; veja o vídeo

“Onde tem Carlos Filho tem festa”. O deputado estadual mais ausente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Carlos Filho (PV) que falta sessão na Casa, porém, não perde uma quinta-feira no “Daquele Jeito” do Vinhais, agora mudou de horizontes.

Festinha em Barreirinhas

Festinha em Barreirinhas

Carlos Filho que foi comentário entre os deputados na Assembleia Legislativa, após o longo feriadão do dia, 7, de Setembro.

O parlamentar que é conhecido por esbanjar sua fortuna em festas, dessa vez atacou em Barreirinhas no Maranhão.

Empolgado na cidade turística, o parlamentar desfilou só com beldades de biquíni fio dental no Rio Preguiças em sua lancha que é avaliada em R$ 300 mil.

A festa que teve inicio no flat Lençóis Resort, onde foi regada a coquetéis e bastante whisky no bar molhado, depois se deslocaram na lancha em direção ao evento realizado no “Bambaê” ponto de encontros de festas dos playzinhos.

Ao comparecer no local, que teve como atração principal da festa Sunset Paradise, o cantor e compositor Pepê Júnior, Carlos Filho chegou acompanhado com duas loiras de parar o trânsito marítimo, uma de nome Sarinha, conhecida como “vaqueira” e outra de nome desconhecido.

Depois do evento, uma das beldades deu um show de sensualidade (veja abaixo) na piscina do Lençóis Resort:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Ney Bello cobra do MPF a denúncia contra membros da família Sarney

Na Operação “Boi Barrica” o empresário Fernando Sarney e sua esposa Teresa Murad foram indiciados pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro

Fernando Sarney e esposa Teresa

Fernando Sarney e esposa Teresa

O juiz federal Ney Bello Titular da 1.ª Vara Criminal da Justiça, cobrou do Ministério Público Federal por não ter oferecido a denúncia contra os membros investigados da família Sarney nos cinco inquéritos.

A investigação de familiares do presidente do Senado, José Sarney (PMDB) é decorrente a Operação Boi Barrica (rebatizada de Faktor) da Policia Federal, que na época, o empresário Fernando Sarney iria ser preso, mas por manter influências no judiciário, acabou escapando.

Fernando Sarney após ser investigado, foi indiciado por tráfico de influência, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.