Poder

Sessão começa mesmo com grevistas acampados na Assembleia Legislativa

Após reunião dos deputados estaduais na presidência da Assembleia Legislativa,  a sessão começa no plenário do Poder Legislativo.

Alguns parlamentares com medo de ir a sessão, preferiram permanecer em casa, mesmo com a intervenção do PMs e Bombeiros na sede da Assembleia, outros deputados compareceram a sessão que teve inicio há poucos instantes.

Milhares de PMs e Bombeiros ainda permanecem nas áreas externas e as dependências internas da Casa onde estão acampados a espera de uma resposta do Governo do Estado.

A greve teve início na noite de ontem, 23, em assembleia realizada na Federação dos Trabalhadores da Indústria do Estado do Maranhão (Fetiema). Até o momento, não há resposta e a greve continua. Daqui a pouco mais informações…


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Após invasão, PMs instalam redes em mastro da Assembleia Legislativa do Maranhão

PM instala rede em mastro da Bandeira

PM instala rede em mastro da Bandeira

Após reunião dos Policiais Militares e Bombeiros na noite de ontem, 23, na Federação dos Trabalhadores da Indústria do Estado do Maranhão (Fetiema), resultando na paralisação das atividades dos PMs por tempo indeterminado.

Os militares foram a caminho do Poder Legislativo, e ao chegar no local, invadiram as áreas externas e as dependências internas da Casa onde estão acampados utilizando colchonetes e redes (como ilustra a foto acima).

Os PMs improvisaram na parte externa, alguns escápulos nos mastros das bandeiras do Maranhão e do Brasil, para armação de redes naquela dependência.

Além disto, as bandeiras de grande representação foram colocadas a maio-mastro ou a meia-adriça, em sinal de luto. Abaixo outras fotos do grupo na Assembleia:

PMs reunidos na porta da Assembleia Legislatica

PMs reunidos na porta da Assembleia Legislativa...

 

PMs fecham entrada da Assembleia Legislativa

PMs fecham entrada da Assembleia Legislativa

 

Reunião dos PMs

Reunião dos PMs


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PMs invadem a Assembleia Legislativa do Maranhão

Os Policias Militares e do Corpo de Bombeiros ocupam neste momento ás 23h as áreas da Assembleia Legislativa do Maranhão após confirmação da greve na noite de desta quarta-feira, 23, em assembleia-geral realizada no prédio da Fetiema.

Os PMs invadiram as dependências internas e externas da Casa, provavelmente deverão aguardar a chegada dos parlamentares logo pela manha de quinta-feira.

Policias da Força Nacional se encaminham neste momento para coibir os grevistas.

Daqui a pouco mais informações…


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Coronel Franklin Pacheco manda recolher todas as viaturas para o Comando Geral

Coronel Franklin Pacheco

Coronel Franklin Pacheco

O comandante da Policia Militar do Maranhão (PMMA), coronel Franklin Pacheco, ordenou na noite desta quarta-feira, 23, que todas as viaturas fossem recolhidas ao pátio do Comando Geral da Polícia Militar

O coronel ciente da nova Assembleia que será realizada na noite de hoje, pelos Policiais para tratar do início de uma nova greve, decidiu tomar a decisão do recolhimento das viaturas e motos pertencentes a guarnição.

A ordem de Pacheco pode ser entendida como o início da greve da Policia Militar. Neste momento, a cidade de São Luís está desguarnecida.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Edilázio Júnior acusa Ricardo Murad de beneficiar aliados em processo seletivo

Edilázio Júnior

Edilázio Júnior

A propósito do processo seletivo para contratação de profissionais da área médica nas UPAs, o deputado Edilázio Júnior (PV) protocolou na Mesa Diretora da Assembleia requerimento com quatro indagações. O parlamentar quer saber quais as UPAs que se beneficiaram do processo seletivo, qual o número de funcionários admitidos por cada unidade, especificando local e cargos, qual o tipo de publicidade sobre realização do processo seletivo usada para dar conhecimento à comunidade, informando data, local, edital ou qualquer forma de pregão que tenha chegado aos meios de comunicação e quais os critérios de pontuação do processo para aferir o mérito e a prioridade de convocação.

Edilázio afirma que o processo seletivo da SES é fajuto e que o nome deveria ser mudado para processo de indicação ou de apadrinhamento. O deputado parabenizou o secretário de Meio Ambiente, Victor Mendes, que noticiou o processo seletivo de sua Secretaria na imprensa, com inscrições em valores de R$ 30 e R$ 40, especificando o número de cargos, o valor do salário, “agindo com lisura e transparência”.

Lembrando que a cidade de Timon vai ser agraciada com uma UPA, Edilázio Júnior desafiou qualquer cidadão daquela cidade a levar até a Assembleia a publicidade do processo seletivo. “Uma nota de jornal, um outdoor, uma propaganda na TV, uma chamada no rádio, uma bike de som”, listou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Professores de Pirapemas continuam em greve

Desde semana passada as escolas municipais estão sem aula. Os professores resolveram  cruzar os braços depois de muito tentarem e nunca terem uma resposta do executivo municipal a respeito da implantação do plano de cargos, carreira e salários.

Os representantes do governo até chegaram acenar com uma negociação. A proposta era que os professores encerrasse a greve e dia 10 de Dezembro eles dariam uma resposta sobre as reinvidicações dos grevistas.

Hoje(23) pela manhã a movimentação era grande na frente das escolas, pois segundo informações repassadas pelo professor Valdejane Costa, a secretária mandou avisar aos alunos por carros de som espalhados pela cidade com a seguinte mensagem: “se os pais não querem ver seus filhos prejudicados na bolsa escola que mandem seus filhos para escola, pois temos professores para da aulas nos lugares dos grevistas”

Do Pirapemas


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeito tenta impedir aniversário de Davizinho em Buriticupu

Aniversário de Davizinho é marcado por briga

Aniversário de Davizinho é marcado por briga

O pau comeu na noite de sabádo, 19, em Buriticupu, cidade pacata comandada por Antônio Marcos de Oliveira, o Primo (PDT), após tentativa de proibir o aniversário do deputado federal Davi Alves Silva Júnior, o Davizinho.

Davi Alves Silva Junior esteve em Buriticupu durante o último sábado para comemorar seu aniversário em grande estilo. O parlamentar levou um potente trio elétrico para animar a festa e dois caminhões carregados de presentes para distribuir á população buriticupuense.

Milhares de pessoas participaram da festa de Davizinho

Milhares de pessoas participaram da festa de Davizinho

Porém, o brilho da festa foi ofuscado pela arrogância do Prefeito ‘primo’ que não permitiu a realização do evento na principal avenida da cidade. A festa só teve inicio depois de uma liminar concedida  pelo juiz da cidade dr. Ailton Gutemberg.

Após a liminar, o gestor determinou que três caminhonetes com som automotivo  se posicionassem  na mesma Avenida a 200 mts do trio elétrico e bagunçassem  a festa com um alto volume de som, desta vez foi preciso a intervenção da Presidente da Câmara de Vereadores que estava participando do evento.

 De imediato, Maria José da Silva pediu providências das autoridades  inclusive ao juíz  que estava em Campo Maior no (PI), com a família no final de semana onde o mesmo determinou a paralisação do som automotivo e apreensão dos equipamentos . O clime é tenso entre Davizinho e o prefeito de Buriticupu.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Casamento Comunitário deverá reunir milhares em São José de Riabamar

Evento acontece no dia 14 de dezembro e deverá reunir mais de mil casais no santuário religioso da sede do município de São José de Ribamar.

Estarão abertas até a próxima quinta-feira (1º de dezembro) as inscrições para os interessados em participar do terceiro Casamento Comunitário do município de São José de Ribamar. O evento acontece no dia 14 do próximo mês, às 17h, no santuário religioso da sede da cidade e a previsão é de que tenha a participação de mais de mil casais.  

As inscrições gratuitas dos noivos podem ser feitas no cartório do 2º Ofício Extrajudicial de São José de Ribamar, localizado na Avenida Gonçalves Dias, nº 415 (sede do município), no horário de expediente e também no sábado.

Para fazer a inscrição, o casal deverá apresentar cédula de identidade, certidão de nascimento e CPF. Se divorciado, levar a certidão de casamento com averbação do divórcio (original), identidade e CPF. Caso os noivos sejam viúvos, são necessárias as certidões de casamento e de óbito (original), identidade e CPF, além do comprovante de residência.

Além de São José de Ribamar, podem efetuar a inscrição casais dos demais municípios da Grande Ilha (São Luís, Paço do Lumiar, Raposa e Alcântara) e de outras cidades do interior do estado.

O projeto Casamento Comunitário é uma ação da Corregedoria Geral de Justiça e é executado na cidade pela juíza Teresa Cristina Mendes, diretora do Fórum de São José de Ribamar, que está contando com o apoio da administração do prefeito Gil Cutrim (PMDB).

Este será o terceiro Casamento Comunitário da comarca ribamarense. O primeiro ocorreu em 2005, com 1.472 casais. O segundo, realizado no ano seguinte, contou com a participação de 410 casais.

Mais informações sobre o terceiro Casamento Comunitário de São José de Ribamar podem ser obtidas pelos telefones 3224-2695 e 3224-2424.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Garçon de Socorro Waquim mantém contrato de obra com a prefeitura de Timon

Uma obra que se arrasta há mais de 15 dias e que reformará as dependências e a parte interna do prédio da Prefeitura de Timon com uma nova pintura, está gerando uma série de suspeitas de irregularidades.

A primeira delas é a da falta de licitação para o serviço. Já na segunda, ainda pior, é o fato de quem está no comando do serviço seja o Garçon Valdir Silva que serve cafezinhos e água para a prefeita Socorro Waquim em seu gabinete, e nas festas em seu sítio é quem comanda todo farto buffet regado ao bom wiske control, o preferido da chefe do executivo timonense.

O comentário na cidade é um só. Será que o Garçon Valdir será pago em contracheques? Sim, pois servidores denunciam privilégios de que outros servidores prestaram serviços para a prefeitura e recebem o pagamento em contracheques.

Valdir é braço direito da Chefe de Gabinete atual pré-candidata a vereadora pelo PMDB, Isabel Barradas -, foi consultada por alguns especialistas no assunto e confirmaram que a obra está orçada em cerca de 15 mil reais, portanto ultrapassa o valor das dispensas de licitação conforme a mesma lei.

O mais estranho em tudo isso, é que ninguém em Timon sabia dessa versatilidade do Garçon Valdir. Ao que parece, somente a cupula da Secretaria de Administração que estava “por dentro” dessa atividade versatil do Garçon Valdir.

Além dessas irregularidades, fica claro que a Prefeitura não está agindo conforme as leis muitos menos com a ética e a moral, deixando duvidas o fato de um garçon realizar obras de reforma, é ilegal, imoral e anti-ético contratar servidor público que desempenha função relevante para realizar trabalho de empreiteiro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

A verdade: Eu menti

Por Mírian Macedo

Eu, de minha parte, vou dar uma contribuição à Comissão da Verdade. Fui uma subversivazinha medíocre, mal fui aliciada e já caí, com as mãos cheias de material comprometedor. Não tive nem o cuidado de esconder os jornais da organização clandestina a que eu pertencia, eles estavam no meio dos livros de uma estante, daquelas improvisadas, de tijolos e tábuas, que existia em todas as repúblicas de estudantes, em Brasília naquele ano de 1973.

Já contei o que eu fazia (quase nada). A minha verdadeira ação revolucionária foi outra, esta sim, competente, profícua, sistemática: MENTI DESCARADAMENTE DURANTE 30 ANOS!

Repeti e escrevi a mentira de que tinha tomado choques elétricos (poucos, é verdade), que me interrogaram com luzes fortes, que me ameaçaram de estupro quando voltava à noite dos interrogatórios no DOI-CODI para o PIC e que eu ficavam ouvindo “gritos assombrosos” de outros presos sendo torturados (aconteceu uma única vez, por pouquíssimos segundos: ouvi gritos e alguém me disse que era minha irmã sendo torturada. Os gritos cessaram – achei, depois, que fosse gravação – e minha irmã, que também tinha sido presa, não teve um único fio de cabelo tocado).

Eu menti dizendo que meus algozes diversas vezes se divertiam jogando-me escada abaixo, e, quando eu achava que ia rolar pelos degraus, alguém me amparava (inventei “um trauma de escadas”, imagina). A verdade: certa vez, ao descer as escadas até a garagem no subsolo, alguém me desequilibrou e outro me segurou, antes que eu caísse.

Quanto aos empurrões de que eu fui alvo durante os dias de prisão, não houve violência nem chegaram a machucar nada mais que um gesto irritado de um dos inquisidores, eu os levava à loucura, com meu enrolation. Sou rápida no raciocínio, sei manipular as palavras, domino a arte de florear o discurso. Um deles repetia sempre: “Você é muito inteligente. Já contou o pré-primário. Agora, senta e escreve o resto”.

Quem, durante todos estes anos, tenha me ouvido relatar aqueles dias em que estive presa, tinha o dever de carimbar a minha testa com a marca de “vítima da repressão”. A impressão, pelo relato, é de que aquilo deve ter sido um calvário tão doloroso que valeria uma nota preta hoje, os beneficiados com as indenizações da Comissão da Anistia sabem do que eu estou falando.

Ma va! Torturada?! Eu?! As palmadas que dei na bunda de meus filhos podem ser consideradas tortura inumana se comparadas ao que (não) sofri nas mãos dos agentes do DOI-CODI.

Que teve gente que padeceu, é claro que teve. Mas alguém acha que todos nós que saíamos da cadeia contando que tínhamos sido barbaramente torturados falávamos a verdade?

Não, não é verdade. Noventa e nove por cento das barbaridades e torturas eram pura mentira! Por Deus, nós sabemos disto! Ninguém apresentava a marca de um beliscão no corpo. Éramos barbaramente torturados e ninguém tinha uma única mancha roxa para mostrar! Sei, técnica do torturadores. Não, técnica de torturado, ou seja, mentira.

Mário Lago, comunista até a morte, ensinava: “quando sair da cadeia, diga que foi torturado. Sempre.” A pior coisa que podia nos acontecer naqueles “anos de chumbo” era não ser preso. Como assim, todo mundo ia preso e nós não? Ser preso dava currículo, demonstrava que éramos da pesada, revolucionários perigosos, ameaça ao regime, comunistas de verdade! Sair dizendo que tínhamos apanhado, então! Mártires, heróis, cabras bons.

Vaidade e mau-caratismo puros, só isto. Nós saímos com a aura de hérois e a ditadura com a marca da violência e arbítrio. Era mentira? Era, mas, para um revolucionário comunista, a verdade é um conceito burguês, Lênin já tínhamos nos ensinado o que fazer.

E o que era melhor: dizer que tínhamos sido torturados escondia as patifarias e amarelões que nos acometiam quando ficávamos cara a cara com os “ômi”. Com esta raia miúda que nós éramos, não precisava bater. Era só ameaçar, a gente abria o bico rapidinho.

Quando um dia perguntaram-me se eu queria conhecer a marieta, pensei que fosse uma torturadora braba. Mas era choque elétrico (parece que marieta era uma corruptela de maritaca (nome que se dava à maquininha que rodava e dava choque elétrico). Eu não a quis conhecer.

Relembrar estes fatos está sendo frutífero. Criei coragem e comecei a ler um livro que tenho desde 2009 (é mais um que eu ainda não tinha lido): “A Verdade Sufocada – A história que a esquerda não quer que o Brasil conheça”, escrito pelo coronel Carlos Alberto Brilhante Ulstra. Editora Ser, publicado em 2007. Serão quase 600 páginas de verdade sufocada? Vou conferir.

(Está aberta a polêmica. Tirem agora as suas conclusões)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.