Poder

Agiota preso pela Polícia Federal reassume secretaria de Finanças em Barra do Corda

Pedro Telis irmão do deputado estadual Rigo Telis

Pedro Telis irmão do deputado estadual Rigo Telis

Atenção Ministério Público, o prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa (PV) o “Nenzin”, efetivou novamente no cargo de secretário de Finanças do Município, o filho e agiota Pedro Teles.

Pedro Alberto Teles de Sousa que reassumiu na segunda-feira, 19, a secretaria de Finanças da prefeitura de Barra do Corda, em meio ao clamor da população que contestou sua entrada na gestão, devido o escândalo motivado pela “Operação Astiages” da Polícia Federal no dia, 03, de fevereiro deste ano, que resultou na sua prisão e da irmã, Sandra Maria, mas ambos acabaram libertados por força de uma liminar do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O agiota foi acusado de ser o mentor de uma organização criminosa, com um núcleo de “laranjas”. Pedro Teles na época, secretário de Finanças e Manoel Mariano de Sousa, o “Nenzin” prefeito de Barra do Corda foram acusados de ser os principais integrantes da quadrilha, que de acordo com a Policia Federal, movimentaram irregularmente R$ 50 milhões entre 2005 e 2010.

É  incorreto e imoral que Teles reassuma a secretária, depois do escândalo protagonizado após a operação deflagrada pela Polícia Federal, além do nepotismo descarado que fere o princípio da impessoalidade e da moralidade pública cometido pelo gestor que conduz como se estivese fazendo da prefeitura uma empesa particular, onde se nomea filhos e parentes.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Bia Venâncio: o jogo político e sujo de Paço do Lumiar

Bia Venâncio pensa que Paço do Lumiar é feudo

Bia Venâncio pensa que Paço do Lumiar é feudo

Em Paço do Lumiar, a “terra sem lei”, onde quem manda é a prefeita Bia Venâncio, a senhora feudal, a Câmara de Vereadores simplesmente afastou por improbidade administrativa o vice-prefeito Raimundo Filho (PHS) que vivia em pé de guerra com a prefeita recordista em números de processos movidos pelo Ministério Público.

O fato inusitado ocorreu na manhã desta quarta-feira, 21, durante sessão realizada na Câmara, onde Bia Venâncio obteve o voto de todos os integrantes daquela Casa, começando pelo atual presidente Alderico Campos (DEM)  – Que foi julgado e cassado em todas as instâncias da Justiça Eleitoral acusado de compra de votos, mas ainda permanece no cargo por influencias nos tribunais -.

Na época, Bia Venâncio (PDT) conivente com a situação, calou-se diante dos fatos. Talvez seja porque o então advogado de Campos preste serviço na prefeitura de Paço do Lumiar ocupando o posto de procurador-geral do município.

Camara de Vereadores de Paço do Lumiar

Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar

Já a população em forma de protesto, foi até a Câmarada de Vereadores para contestar o ato desavergonhado dos membros que compactuam com a malversação de recursos públicos.

Durante a votação, inexplicadamente o vice-prefeito foi cassado por nove votos a zero. Na verdade, há poucos dias atrás, o blog foi informado que houve uma reunião entre a cúpula de Venâncio e os vereadores, onde firmaram um acordo de que seria cassado o vice-prefeito Raimundo Filho.

O jogo sujo político na atual gestão foi motivado como um plano ‘B’. Tudo porque Bia Venâncio estaria com medo de ser cassada pelo Tribunal de Justiça do Maranhão no julgamento de amanhã.

É provável que ela (Bia Venâncio) seja absolvida pelo Pleno, mas não pela população que dará a resposta de sua péssima gestão nas eleições do próximo ano!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Produtor cultural de Brasília, leva calote de Bloco Tradicional de São Luís

O grupo carnavalesco Bloco Tradicional Pierrot, de São Luís não compareceu a apresentação que fazia parte do início do Projeto realizado no sábado dia, 20, de agosto na Praça de Os Candangos Companhia de Teatro de Rua, sediado no Guará, no Distrito Federal.

Prefeito de São Luís João Castelo e Jamil presidente do Pierrot

Prefeito de São Luís João Castelo e Jamil presidente do Pierrot

O espetáculo que era voltado para todas as idades, terminou numa grande decepção. Simplesmente o Blog Tradicional Pierrot, plicou um verdadeiro calote na organização de eventos culturais de Brasília, “Os Candangos”.

A produção cultural foi contratada pelo grupo Pierrot para organização da estrutura do evento que teria transmissão ao vivo em telejornais, só que o grupo não compareceu ao local, causando um transtorno a comerciante e outros patrocinadores, que apostaram no Projeto.

A estrutura teve que ser desmontada às 19 horas porque depois de duas horas de espera e sem conseguir contato, foi obrigado a encerrar as atividades por conta da ausência injustificada do Grupo.

Gutemberg Araujo, padrinho do Bloco Tradicional Pierrot

Gutemberg Araujo secretário de Saúde de São Luís e padrinho do Bloco Tradicional Pierrot

Depois de quinze dias de espera por uma posição do bloco, o diretor administrativo e financeiro da agremiação Jacques Douglas Aranha, que é também Superintendente de Administração da Secretaria Municipal de Saúde, chefiada pelo vereador tucano Dr. Gutemberg Araujo, padrinho do bloco, e que em junho foi encaminhado a Delegacia de Polícia civil da Vila embratel pelo descumprimento de uma decisão judicial que determinava que a Secretaria fornecesse ao menor G.C.B.G os medicamentos Domperidona, Tegretol e Urbanil, resolveu procurar o produtor cultural responsável pela apresentação dizendo que iriam assumir os prejuízos e que só precisavam enviar as notas fiscais.

As notas fiscais foram enviadas desde o dia 06 de setembro e até agora não houve o repasse dos valores, fato que está causando transtornos imensuráveis ao produtor cultural, que teve que destinar parte do dinheiro das despesas com a sua família para arcar com os prejuízos causados pelo calote aplicado pelo grupo que também é afilhado da deputada estadual Gardenia Gonçalves do PSDB.

Henrique Machado produtor cultural, em conversa com o titular deste blog externou que. “Deveria tê-los despachado quando fui procurado para arrumar essa apresentação, esses tucanos não tem responsabilidade e ética com a cidade que administram, imaginem com um produtor cultural aqui em Brasília, mas infelizmente o amor pela cultura maranhense e a vontade de mostrar os blocos tradicionais de São Luís, que estão em processo de reconhecimento pelo IPHAN como Patrimônio Imaterial Brasileiro como o nosso Bumba-meu-boi já teve o seu reconhecimento, foi bem maior” afirmou o produtor cultural.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Carro bate em poste no Renascença, na madrugada

O acidente deixou o bairro do Renascença II sem energia elétrica por mais de três horas.

Foto: Raquel Soares/ Imirante.com

Foto: Raquel Soares/ Imirante.com

Veículo bateu em poste e virou, por volta das 4h, quando transitava no sentido Renascença – Cohafuma.

A condutora, Luíza do Vale, perdeu o controle do carro. Além dela, mais duas mulheres estavam no carro. Segundo parentes, elas estariam sendo perseguidas por outro veículo e, por isso, dirigiam em alta velocidade.

Luíza do Vale, estudante de Odontologia, teve fratura em um dos braços e ferimento na cabeça.

O acidente deixou o bairro do Renascença II sem energia elétrica por mais de três horas.

De janeiro a 14 de setembro, já foram 369 acidentes que causaram queda de postes em São Luís. Em todo o Estado, 1014.

(Com informações do Imirante)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Nelma Sarney tenta politizar as decisões do judiciário

Blog do Itevaldo Júnior

BDesembargadora Nelma Sarney, do TJ do Maranhão

Desembargadora Nelma Sarney, do TJ do Maranhão

A frase que dá título a esta postagem, mais “esses atos tem origem no inconformismo de um grupo político” e “uma flagrante tentativa de intimidação ao Poder Judiciário”, foram o norte da resposta da desembargadora Nelma Sarney, ao satos de protestos realizados na frente do Tribunal de Justiça (TJ-MA), em que ela tem sido o alvo preferencial, e que resultou no texto ” A  insesatez de uma magistrada” (reveja).

“A reclamação se dá na tentativa de politizar as decisões de cunho eminentemente jurídico, cujos desfechos já ocorreram em outros recursos, quando também houve manifestações políticas na frente do Tribunal, sempre no intento de coagir os magistrados a esquecer os direitos e garantias dos cidadãos, para satisfazer as vontades pessoais de quem organiza os protestos”, afirmou.

Segundo a magistrada,  os atos são uma “inequívoca e manifesta vontade de alterar a verdade dos fatos”.

“Os fatos que puseram em  mais uma representação ao CNJ, não são verdadeiros e tem origem no inconformismo de um grupo político que sempre esteve ao lado da prefeita de Paço do Lumiar e de sua família, que por décadas estão inseridos no quadro administrativo daquela cidade”, frisou Nelma.

Nelma Sarney afirmou que em nenhum momento, as lideranças que realizam os protestos “ingressaram com qualquer pedido ou recurso para alegar a minha suspeição para atuar nesse processo ou em qualquer outro feito”.

Ontem, o presidente do TJ-MA, Jamil Gedeon afirmou que “se há pessoas insatisfeitas com algum resultado de julgamento, que esta insatisfação se faça pelas vias legais, por meio de recursos às instâncias superiores, e não com agressões ou ameaças. Os desembargadores e juízes são independentes e gozam de garantias constitucionais e vamos dar todo o apoio para que exerçam suas funções com independência”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de São Luís lucra com 'máfia do lixo'

O Quarto Poder

O contrato entre a Prefeitura de São Luís e a empresa pernambucana Vital Engenharia Ambiental, firmado em março do ano passado, em caráter emergencial, e sem processo licitatório, foi prorrogado pela terceira vez consecutiva. A justificativa, de acordo com a Prefeitura, é que a concorrência 060-317/2010 aberta em março de 2010, ainda não foi concluída por conta de obstáculos jurídicos e, mesmo após um ano, não há perspectiva de lançamento do edital.

Oficialmente, a Prefeitura assinou o primeiro contrato com a Vital Engenharia, no dia 25 de março do ano passado, sendo que seis meses depois o contrato emergencial de até 180 dias, foi renovado.

A Vital Engenharia Ambiental S/A, é um dos braços do Grupo Queiroz Galvão – multinacional brasileira com origem em Pernambuco e sede no Rio de Janeiro. A Vital substituiu a Limp Fort durante uma crise na limpeza pública de São Luís e, desde então, vem realizando serviços em aproximadamente 140 bairros da capital.
O contrato inicial entre a Vital e a Prefeitura de São Luís teve valor global de R$ 13.780.025,28, durante seis meses, algo em torno de R$ 2,2 milhões ao mês.

CONTRATO SOB SUSPEITA – Empenhos de despesas aos quais a equipe do Portal 4º PODER teve acesso, revelam que embora o ‘contrato’ emergencial tenha sido assinado em março de 2010, a empresa Vital Engenharia Ambiental, muito antes, já vinha recebendo dinheiro dos cofres públicos da Prefeitura de São Luís. Os documentos relevam que a Vital começou a receber da prefeitura desde o mês de janeiro de 2010, dois meses antes da assinatura do contrato.

A Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luís foi procurada pela redação do Portal 4º PODER, para explicar os pagamentos realizados à Vital Engenharia Ambiental, mas, mesmo após duas semanas, não recebemos qualquer esclarecimento sobre o assunto.

O primeiro contato foi realizado por telefone, com a jornalista Silvia Tereza (Chefe da Assessoria de Imprensa), que nos encaminou para uma funcionária identificada apenas como Doriane. Por telefone, Doriane nos solicitou que os questionamentos fossem encaminhados via e-mail, para serem analisado e respondido. O fato é que seguimos todas as solicitações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luís, entretanto, nenhum de nossos questionamentos foi respondido.

MAUS ANTECEDENTES – A empresa Vital Engenharia Ambiental S/A acumula algumas pendengas judiciais. Uma das mais graves refere-se a uma ação civil pública movida pelo Ministério Público de São Paulo, na qual a companhia é acusada, junto com a construtora Queiroz Galvão, da qual é subsidiária, e o ex-prefeito de Guarujá (SP) Farid Said Madi de ter firmado contrato emergencial irregular com aquela gestão municipal no valor de R$ 8,2 milhões em 2006, com direito a adiantamento de R$ 149,8 mil. Passados os 180 dias da emergência, a Vital foi contratada novamente sob o mesmo argumento, dessa vez por R$ 11,9 milhões, aditivados em R$ 612,7 mil. No julgamento da ação, ano passado, a empresa foi condenada a ressarcir integralmente o montante recebido ilegalmente dos cofres municipais sob a justificativa de que sua contratação ferira preceitos da administração pública como eficiência, moralidade e impessoalidade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Procuradoria abre inquérito contra Pedro Novais

A Procuradoria do Distrito Federal instaurou no dia, 19, um inquérito contra o ex-ministro do Turismo, deputado Pedro Novais (PMDB-MA).

Pedro Novais

Pedro Novais

Na semana passada, ele deixou o cargo após denúncia que usava funcionários pagos com dinheiro público em atividades particulares.

O Ministério Público já pediu ao presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), informações sobre Doralice Bento de Sousa.

A revelação que Novais pagou com verbas da Câmara o salário da governanta de seu apartamento por mais de sete anos, quando exercia mandato como deputado.

Segundo a reportagem, Doralice recebia como secretária parlamentar, mas trabalhava no apartamento de Novais.

A Procuradoria lembra que a Câmara tem 15 dias para responder o pedido.

Já o âmbito criminal, o procedimento instaurado na Procuradoria será encaminhado ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Em reportagem, Também mostrou que a mulher de Novais utilizava como motorista um servidor contratado pelo gabinete de Francisco Escórcio (PMDB-MA)

O PSOL já protocolou representação contra o ex- ministro e Escórcio.

O partido pede que a Corregedoria da Casa investigue as denúncias de vantagens indevidas envolvendo os dois parlamentares.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

86 bairros ficarão sem água na quinta-feira em São Luís; veja

Previsão para normaliza o abastecimento é de até 48 horas

Previsão para normaliza o abastecimento é de até 48 horas

A Companhia de Águas e Esgotos do Maranhão (Caema),virou um caos ambulante, após moradores do bairro de Pedrinhas, zona rural de São Luís, passarem mais de 30 dias com falta de abastecimento naquela localidade, desta vez a situação piorou.

Segundo comunicado da assessoria de imprensa da Caema, informa que nesta quinta-feira, 22, haverá uma parada no Sistema Produtor Italuís, no horário das 8h às 12h, para manutenção mecânica, com substituição de registros e válvulas de atitude do referido sistema. De acordo com a Caema, a previsão para a normalização do abastecimento é de até 48 horas.

Quem sofre com essas mentiras descabíveis são moradores da periferia e bairros afetados.

Veja abaixo as áreas afetadas:

Parte do Monte Castelo, Apeadouro, Irmãos Coragem, Bairro de Fátima, Bom Milagre, Parque Amazonas, Alemanha, Caratatiua, Vila Ivar Saldanha, Alto da Vitória, João Paulo, Jordoa, Vila Palmeira, Barreto, Túnel do Sacavém, Santa Cruz, Vera Cruz, Cutim, Radional, Coroado, Coroadinho, Vila Conceição, Bom Jesus, Vila dos Frades, Parque Timbira, Alto do Parque Timbira, Parque Pindorama, Parque dos Nobres, Conjunto São Sebastião, Bairro Primavera, Sítio do Pica-Pau-Amarelo, Redenção, Barés, Filipinho, Sítio Leal, Sacavém, Coheb do Sacavém, Salina do Sacavém, Santo Antônio, Jardim São Cristóvão, Tirirical, Solar das Mangueiras, Ipem São Cristóvão, São Bernardo, Vila Brasil, Cohapam, Parque Universitário, João de Deus, Sítio Pirapora, Estação Rodoviária, Vila Itamar, I e II, Conjunto São Raimundo, Parque Jaguarema, Conjunto Cial, Alameda dos Sonhos, Vinhais, Recanto do Vinhais I e II, Vinhais III, Vinhais Velho, Planalto Vinhais, Condomínio Colina dos Colibris, Maranhão Novo, Bequimão, Ipase, Angelim, Novo Tempo II, Novo Angelim, Cantinho do Céu, Vila Sete de Setembro, Manoel Beckman, Cohama, Conjunto Residencial Esperança, Cohaserma, Parque Atenas, Cohajap, Cohajoli, Bela Vista, Parque Shalon, Barramar, Vila Vicente Fialho, Recanto do Fialho, Vila Cruzada, São Domingos I e II, Pinheiros I e II, Vila Marinha, Vivendas da Cohama, Conjunto Primavera Turu, Residencial Araras.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Roseana Sarney se nega a liberar Fábio Gondim para o Turismo

Roseana Sarney veta a ida de Fábio Gondim

Roseana Sarney veta a ida de Fábio Gondim

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, recebeu uma negativa da governadora do Maranhão, Roseana Sarney, na escolha do secretário-executivo da pasta. Gastão queria entregar o cargo, tido como o mais importante do ministério, ao secretário de Planejamento do Maranhão, Fábio Gondim, com quem ele trabalhou no Estado. Consultada antes, Roseana, no entanto, pediu a Gastão que desistisse da ideia porque não deseja abrir mão de seu secretário.

Nascido em Brasília, aos 43 anos o servidor público Fábio Gondim tem uma carreira bem-sucedida. Em 2010, deixou o cargo de consultor-geral de orçamento do Senado, onde ficou de 1998 a 2010, ao aceitar o convite de Roseana para cuidar das finanças do Maranhão. Aos que à época estranharam sua opção, Fábio respondia que se sentia atraído pelo desafio de trocar temporariamente de carreira.

Antes de passar no concurso para o Senado, ele trabalhou, de 1987 a 1992, na Câmara dos Deputados; no Ministério Público da União, de 1992 a 1994; na chefia de gabinete da Presidência da República, de 1994 a 1996; e como analista de finanças do Ministério da Fazenda, de 1996 a 1998.

(Da Agência Estado).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Marcos Play detona com Carlos Filho, Luis Fernando e Hildo Rocha na sessão especial

Marcos Play

Marcos Play

Blog do Marcelo Vieira

Depois de mais de seis horas de sessão especial realizada na Assembleia Legislativa do Maranhão para ouvir o  secretário de Saúde do Estado, Ricardo Pinóquio Murad (PMDB) prestar esclarecimentos sobre os problemas enfrentados pelo sistema de saúde do estado.

Ao subir na tribuna, o deputado estadual Marcos Caldas (PRB) quebrou o gelo e roubou a cena ao chamar o deputado festeiro Carlos Filho (PV) de meio deputado e os secretários Luís Fernando Silva(Casa Civil) e Hildo Rocha (Articulação Política) de preguiçosos. A referência de meio deputado teria sido por conta da ausência no trabalho e pela atuação pífia como parlamentar.

Marcos Play debochou de Carlo FIlho

Marcos Play debochou de Carlos FIlho

Carlos Filho, que também é filho de Brejo, é o deputado mais faltoso da Casa e o que menos apresenta proposições.
Sobre os secretários de Roseana, Marcos Caldas disse que Luís Fernando e Hildo Rocha deveriam fazer como o secretário Ricardo Murad que trabalha oito horas por dia, dando a entender que os dois são preguiçosos, diferentemente de Murad.

As comparações foram feitas durante o discurso do deputado que subiu á tribuna para questionar os critérios adotados para a construção dos 72 hospitais e reivindicar do secretário Ricardo Murad a construção de um hospital nos municípios de Brejo e Chapadinha.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.