Cidade

Greve dos rodoviários chega ao fim, após 16 dias de paralisação

Do G1 Maranhão

Após 16 dias de paralisação, a greve dos rodoviários chegou ao fim. Em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (31), a categoria optou pela suspensão do movimento, acatando a proposta dos empresários que ofereceram o reajuste de 7% nos salários, assim como a reativação do plano de saúde e aumento no valor do tíquete-alimentação de R$ 341 para R$ 365.

Com a decisão, 100% da frota voltará a circular nomalmente a partir da 0h desta sexta-feira (1º). Nos últimos dias, apenas 50% estava circulando após acordo entre o Sindicato dos Rodoviários (STTREMA) e das Empresas (SET).

O acordo agora será homologado junto ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MA), que analisa o dissídio coletivo da categoria. Também ficou definido que nenhum motorista ou cobrador será demitido.

Insatisfação
Embora o impasse enfim tenha sido encerrado, a direção dos rodoviários garantem que os ganhos obtidos não correspondem àquilo que esperavam. “Ainda não estamos satisfeitos, porque ainda não era aquilo que queríamos. Muitos discordaram dessa posição, mas a maioria votou por encerrar o movimento”, afirmou o presidente do STTREMA, Dorival Silva.

Na avaliação do dirigente, embora as reivindicações não tenham sido atendidas em sua totalidade, ao menos mostrou um amplo pode de mobilização da categoria. “Esse foi um ponto extremanete positivo, porque mostrou que os trabalhadores estão unidos e que somos uma categoria extremamente organizada, que luta por seus direitos”, acrescentou.

No início da greve os rodoviários requeriam um reajuste salarial de 16%, aumento no valor do tíquete-alimentação e que o plano de saúde fosse reativado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Um país de gângsteres, boateiros, blindeiros e mentirosos. O que dizer aos nossos filhos?

Por Milton Corrêa da Costa

O vergonhoso episódio que leva o país, perante o mundo, para um imunda e fétida vala podre, envolvendo a ardilosa tentativa de um ex-presidente da República, de blindar a quadrilha dos ‘companheiros do ‘mensalão’, ao pressionar e ameaçar indiretamente o Poder Judiciário, com a possibilidade de colocar também na lama a integridade moral do ministro Gilmar Mendes, do STF, fere todos os princípios éticos da política e cai no mundo do crime e do gangsterismo.

Quando três pessoas têm três distintos relatos sobre um fato-o estranho encontro no gabinete do ex-ministro Nelson Jobim ocorreu- das três uma: ou os três mentem, ou dois dizem a verdade e o outro mente, ou um só diz a verdade. Pelo tom de indignação, até que se prove em contrário, como cidadão brasileiro, no pleno direito constitucional da liberdade de pensamento, fico com a verdade do Ministro Gilmar Mendes.

Indignado com o que chama de “ sórdida ação orquestrada para levar o Supremo Tribunal Federal para a vala comum”, Gilmar Mendes não teve papas na língua: “A gente está lidando com gângsteres. O Brasil não é a Venezuela onde Chávez já mandou prender até juiz. Estamos lidando com bandidos que ficam plantando essas informações (boatos)”, acusando o ex-presidente Lula (o chapéu no estilo Al Capone é mera coincidência) de centralizar a divulgação de informações falsas sobre a rederida autoridade judicial.Resumindo, chamou Lula, com todas as letras, de chefe dos gângsteres e do banditismo. Em sua defesa Lula não se providenciou. No início da notícia do ‘mensalão’ Lula havia declarado que de nada sabia. Depois se disse traído. Por último tenta blindar os ‘companheiros traidores’. Por mais que se tente não dá pra entender tais distintos comportamentos. Que interesses teria o ex-presidente em tentar blindar os companheiros do PT? Será que haverá novas denúncias durante o julgamento do esquema do Valerioduto? Ou trata-se apenas de postergar o julgamento para fazê-lo cair no esquecimento? Ou será que é mesmo pura gratidão aos saudosos companheiros?

Pelo sim e pelo não, estamos diante de um escândalo “jamais visto na história desse país” ( qualquer semelhança novamenteé mera coincidência). Fico pensando mesmo o que dizer aos nossos filhos e netos. O partido da decantada ética, a grande vestal da política brasileira, o Partido dos Trabalhadores PT), que se opunha a tudo de ruim que ocorria no país da cachoeira de denúncias, do dólar na cueca, do envelope suspeito dos gabinetes e das licitações fraudulentas, acabou também enlameado e sujo, dos pés a cabeça, pela mesma lama.

Só resta agora ao Supremo Tribunal Federal julgando o quento antes o processo do ‘mensalão’, deixar claro ao povo brasileiro que o crime do colarinho branco e dos gabinetes da política também não compensa. O exemplo da firme aplicação da lei, para as novas gerações, precisa ser deixado.

Por enquanto, como disse o Ministro Gilmar Mendes, a gente está lidando com gângsteres”. Profundamente lamentável. Continuamos sendo o país da falta de ética e de vergonha. A sociedade brasileira, em nome da ética na política, aguarda ansiosa a decisão do Supremo Tribunal Federal. Que prevaleça sobretudo a isenção e o rigor da lei.

Milton Corrêa da Costa é coronel da reserva da PM do Rio de Janeiro


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Monitor é autuado em flagrante por tráfico de drogas

A Secretaria de Estado de Justiça e de Administração Penitenciária (Sejap) informa que o monitor do Centro de Detenção Provisória de Pedrinhas (CDP/Pedrinhas), Luis Magno Ribeiro da Silva, foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, na manhã de quinta-feira (31), pelo delegado do 12° Distrito Policial (DP), Cristiano Farias. Ele foi detido por outros monitores quando tentava entrar com 245 gramas de maconha na referida unidade prisional.

Conforme o superintendente de estabelecimentos penais da Sejap, Fredson Maciel, o monitor foi descoberto durante procedimento de rotina realizado na unidade carcerária. “Os monitores que chegam são revistados pelos que saem. Essa revista é feita diariamente”, afirmou Maciel.

A droga seria para um dos internos que teria encomendado a substância ilícita. No entanto, o monitor não contou para quem seria a droga. “Provavelmente era para algum interno, mas ele não disse para quem”, comentou, Maciel.

 

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Juiz auxiliar do CNJ recomenda assinatura entre Justiça e Executivo estadual

Um Termo de Compromisso entre a Justiça maranhense e o governo estadual deverá ser assinado até o fim do mês de junho, no qual deverão estar determinados prazos e ações que melhorem a situação do sistema carcerário no Maranhão. A sugestão foi dada pelo juiz auxiliar da Presidência do Conselho Nacional da Justiça Luciano Losekann, durante reuniões nesta quarta-feira (30), na Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão.

As reuniões tiveram a participação do corregedor-geral Cleones Cunha, do desembargador Froz Sobrinho, presidente da Unidade de Monitoramento e Fiscalização Carcerária do TJMA, da juíza auxiliar da capital à disposição da CGJ, Teresa Mendes e da coordenadora de Assistência aos Encarcerados, Marilene Aranha. De uma das reuniões participaram, ainda, os juízes da 2ª Vara de Execuções Penais, Fernando Mendonça e Douglas de Melo Martins, o secretário de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), Sérgio Tamer, e o secretário-adjunto de Estabelecimentos Penais, João Bispo Serejo.

“O Termo de Compromisso facilita o entendimento entre as instituições e promove o diálogo. É uma forma mais eficaz de acertarmos soluções para o sistema carcerário, dentro do que é possível de orçamento. Conjuntamente, podemos conseguir os avanços”, explica o juiz auxiliar Luciano Losekann.

As ações e prazos que comporão o Termo de Compromisso serão discutidos nas próximas semanas entre os juízes Douglas de Melo Martins e Fernando Mendonça com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária. O secretário de Segurança Pública, Aloísio Mendes, também participará da construção do documento.

Problemas – Durante a reunião, o juiz Luciano Losekann fez questão de questionar e relembrar os principais problemas do sistema carcerário maranhense. Entre eles estão a superlotação, a situação estrutural de unidades prisionais no interior do Estado, os presos em delegacias e a briga de facções no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

“A situação é muita mais grave nos presídios por causa das facções. São presos de diferentes regiões do Estado que querem mostrar poder e liderança, o que causa grandes problemas. Não é somente a superlotação em si”, ressalta o corregedor-geral Cleones Cunha.

De acordo com a Sejap, a inauguração de unidades prisionais, como a de Bacabal (que deverá ser inaugurada no próximo mês), e a construção de uma unidade em Pinheiro e outra em Santa Inês, com 120 e 184 vagas, respectivamente, poderão amenizar os problemas.

“Há também um problema de gerenciamento. A situação governamental entre Sejap e SSP precisa ser resolvida. Acredito que na hora que todos os prédios estiverem sob a gerência da Sejap será bem mais fácil”, comenta o desembargador Froz Sobrinho, que teve o posicionamento endossado pelos juízes e pelo secretário Sérgio Tamer e secretário-adjunto Bispo Serejo.

Eles ressaltaram, ainda, a metodologia APAC – Associação de Proteção e Assistência aos Condenados – como uma alternativa eficaz na resposta que a Execução Penal pode dar a sociedade. No Maranhão, a APAC já existe em Pedreiras, Coroatá, Timon e será instalada, também, em Bacabal. O método APAC baseia-se em 12 elementos fundamentais: a participação da comunidade, recuperando ajudando o recuperando, trabalho, a religião e a importância de se fazer a experiência de Deus, assistência jurídica, assistência à saúde, valorização humana, família, serviço voluntário, Centro de Reintegração Social, mérito e jornada de libertação com Cristo. O seu êxito depende da efetividade deste conjunto de elementos.

Unidade de Monitoramento – Uma segunda reunião foi realizada entre o juiz auxiliar do CNJ Luciano Losekann e representantes da Justiça maranhense – corregedor-geral Cleones Cunha, desembargador Froz Sobrinho, juíza Teresa Mendes e Marilene Aranha. Durante a conversa, alternativas e sugestões para tornar a Unidade de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário mais forte.

“O Núcleo de Assistência Voluntária pode ampliar o seu papel e ser fortalecido, tendo, inclusive, um maio controle dos processos de presos provisórios. Outra sugestão é criar uma secretaria modelo para que os servidores passem por lá e saia preparados, com novas práticas”, apontou Losekann.

Para o desembargador Froz Sobrinho, o encontro com o juiz foi de extrema importância para o intercâmbio de informações e avanço nas práticas da Execução Penal. “É uma dinâmica superpositiva, já que é a forma que temos para buscar a inovação. A troca de experiências é essencial para avançarmos na Execução Penal, incluindo mudanças nas leis. O Maranhão só tem a ganhar com a vinda de um representante do CNJ, pois eles repassam as experiências bem sucedidas em todo o país, fazendo com que chegamos a excelência da prestação jurisdicional”, concluiu o desembargador.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Deputado anuncia projeto para compensar famílias da Vila Nova dos Martírios

O deputado Antônio Pereira (DEM) anunciou nesta quinta-feira (31), depois de participar de reunião da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Assembleia Legislativa com executivos da Mineradora Vale, que a Empresa Susano Celulose vai apresentar um projeto de compensação social e econômico, para resolver os problemas enfrentados por cerca de 100 famílias e lavradores, expulsos de suas terras nos povoados “Cuverlândia” e “Deus Proteja”, localizados no município de Vila Nova dos Martírios.

O democrata adiantou que ficou acertado que a Vale vai intermediar a execução do projeto de compensação, que será  apresentado em no máximo 60 dias, na próxima reunião da Comissão de Direitos Humanos  da Assembleia Legislativa com executivos da Vale e da Suzano. Antes da execução do projeto, será feito um minucioso levantamento da área em questão, para saber a quantidade de pessoas que serão incluídas socialmente e economicamente no projeto de agricultura familiar da Suzano.

Antônio Pereira esclareceu que a questão dos lavradores de Vila Nova dos Martírios caminha para um desfecho digno e humano. Segundo ele, com a inclusão social, as famílias finalmente poderão trabalhar  para garantir o sustento de suas famílias. “Os lavradores estão enfrentando sérios problemas, porque foram expulsos de usa terras, onde praticavam a agricultura de subsistência. O município de Vila Nova dos Martírios também enfrenta um problema social sem precedentes”, afirmou.

O advogado da Vale, Rômulo Nelson elogiou a proposta do deputado Antonio Pereira que, na avaliação do executivo atende os anseios da comunidade que o parlamentar representa na Assembleia . ‘Vamos levar a proposta à Suzano, que é a proprietária e ocupa a área em questão com seus projetos desde 2008.  Queremos deixar bem claro que não somos contra os lavradores. A intenção da Vale é intermediar a solução da questão com a Suzano e resolvê-la da melhor forma possível”, disse.

Também participaram da reunião o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia, deputado BIra do Pindaré (PT),  o deputado  Eduardo Braide (PMN),  a deputada Vianey Bringel (PMDB) e os executivos da Vale,  Vanessa Tavares e Carlos Jorge Marcelo. Ambos elogiaram a proposta do deputado Antônio Pereira. Os executivos da Suzano não puderam comparecer á reunião, por causa de problemas no Aeroporto de Imperatriz, que desde ontem cancelou os vôos por problemas técnicos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Servidores de Ribamar recebem salários nesta quinta-feira

A Prefeitura de São José de Ribamar efetua, nesta quinta-feira (31), o pagamento dos salários dos servidores públicos do município, referente a este mês de maio. A data está contida no calendário 2012 de pagamento do funcionalismo público, lançado pela administração do prefeito Gil Cutrim (PMDB) no início do ano.
O calendário anual de pagamento está inserido no rol das ações, desenvolvidas desde o ano passado, de valorização dos servidores da Prefeitura ribamarense.

Tem como principais objetivos beneficiar os funcionários públicos, auxiliá-los em suas programações financeiras e contribuir, ainda, com a movimentação da economia da cidade. Além dos dias exatos de cada mês nos quais os servidores terão os seus vencimentos depositados em suas respectivas contas bancárias, no calendário também constam os dias e os meses nos quais serão pagas as parcelas do 13º salário; e a data na qual será efetuada o pagamento do 14º salário dos profissionais do magistério.

Também aparecem no rol das ações de valorização do funcionalismo público de São José de Ribamar concessão de dois reajustes salariais para os profissionais do magistério; homologação do concurso público realizado ano passado e chamamento de parte dos aprovados; implantação de reajuste salarial (ou reposicionamento) para os servidores efetivos, de acordo com o tempo de serviço prestado; criação do novo Estatuto do Servidor Público de São José de Ribamar; instalação da Junta Médica dos servidores municipais; implantação do Portal do Servidor (www.saojosederibamar.ma.gov.br/servidor); implantação do Plano de Carreiras, Cargos e Remuneração; dentre outras.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

População e estudantes da UFMA realizam ato público pela melhoria do transporte coletivo

Nos últimos dias, a cidade de São Luís vive momentos de caos no transporte público. Com a greve dos rodoviários, as dificuldades apenas aumentam. Para os moradores da Área Itaqui-Bacanga que é uma das mais populosas de São Luís, com uma população estimada em 250 mil habitantes, segundo dados do último censo demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), distribuídas em mais de 50 comunidades (Bairros e Vilas), isso é cada vez menos suportável.

A empresa brasiliense Taguatur Transporte é a única empresa de transporte coletivo responsável pelo transporte de passageiros na Área Itaqui-Bacanga. Atuando com uma espécie de monopólio, há mais de 40 anos na região, a empresa transporta em média cerca de um milhão de passageiros por mês com pouco mais de 20 linhas de ônibus.

Os principais problemas apontados pelos usuários do transporte público na Área Itaqui-Bacanga são: ônibus velhos, demora entre um coletivo e outro, número insuficiente para a grande demanda de passageiros da área.

Presenciando esses problemas diariamente, um grupo de jovens da Pastoral da Juventude (órgão da Igreja Católica) da Área Itaqui-Bacanga juntaram-se à estudantes da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e a partir de grupos de discussão e mobilização advindos da rede social Facebook, organizaram a 1ª Manifestação Mova São Luís.

O evento Mova São Luís, trata-se de um ato público, onde os jovens juntamente com os demais moradores da Área Itaqui-Bacanga pretendem fazer ouvir suas vozes e levar ao conhecimento das autoridades públicas e diretores da empresa Taguatur, as suas reivindicações por um transporte público de qualidade.

A 1ª Manifestação Mova São Luís acontecerá nesta quinta-feira (31). A concentração será a partir das 15h na Praça do Bacanga (em frente a entrada da UFMA – Colun). Lá, os manifestantes irão confeccionar cartazes e faixas que estarão presentes na caminhada. A partir das 16h, eles seguirão em caminhada pela Avenida dos Portugueses. Está prevista uma parada em frente a Unidade Mista do Bacanga, onde haverá um ato simbólico em relação à saúde pública. Os participantes da manifestação seguirão até a frente da empresa Taguatur, onde encerrarão o ato público.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Deputado rebate críticas de Tatá Milhomem à prefeito de Arame

O deputado Rigo Teles (PV) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (30) para defender o prefeito de Arame, João Menezes, alvo de críticas do deputado Carlos Alberto Milhomem (PSD), acerca do tratamento dispensado o setor de saúde pública aos indígenas residentes no município.

Para Rigo, Milhomem não tem total conhecimento do assunto, quando disse na tribuna da Assembleia que existe falha no atendimento de saúde aos índios de Arame.

O parlamentar garante que Arame oferece total atenção aos índios. “O prefeito João Meneses só pode fazer o que é atribuição constitucional município.

Teles informou que os próprios índios não aceitaram o argumento de Milhomem, jogando a culpa dos problemas de saúde enfrentados pelos índios no prefeito João Meneses, que abre as portas de sua residência a brancos índios e dá tratamento igualitário a todos.

“Toda eleição vamos às aldeias pedir votos aos índios. Não poderemos nos furtar de dar o apoio a essa classe, que é feita de gente e faz parte da população brasileira. Os caciques de Arame garantem que tem total apoio do prefeito e da secretária de saúde”, disparou Rigo Teles contra Milhomem.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Receptador de veículos roubados é preso no Angelim

Uma equipe de policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV) realizou na terça-feira, (29), a prisão de Jamilson da Silva Reis, 31 anos, suspeito de receptação de veículos roubados, no bairro Angelim, em São Luís.

Segundo o delegado titular da DRFV, Paulo Hertel, Jamilson da Silva teria ido à Concessionária de motocicletas Lobo Motos para solicitar a segunda via da nota fiscal de um veículo roubado. Entretanto, o funcionário da loja, sabendo do fato, acionou a polícia, que se deslocou para o estabelecimento, e prendeu o criminoso.

Conforme explicou Paulo Hertel, ao chegar à delegacia, foi descoberto que o acusado estava em um Siena azul, de placas NHM-9300, de São Luis (MA), que também era roubado. Após averiguações, a polícia descobriu que a placa seria clonada e que o veículo é da cidade de Teresina e a verdadeira placa é NHX-3824.

Jamilson da Silva Reis foi autuado por receptação dolosa e liberado, após o pagamento de fiança arbitrada em 10 salários mínimos, paga na manhã desta quarta-feira (30).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

O Imparcial me demitiu por discordar de nota de esclarecimento de deputado, diz ex-funcionário

O jornal O Imparcial me demitiu do seu quadro de editores nesta terça-feira, 29,  por discordar de forma intolerante da publicação de uma nota na íntegra do  deputado federal Domingos Dutra (PT) esclarecendo sobre acusações veiculadas em  reportagens publicadas em O Estado do Maranhão com base em informações do  deputado federal Francisco Escórcio (PMDB).

Na  noite de segunta-feira, fui chamado pelo diretor de redação do jornal, Raimundo  Borges, para que providenciasse matéria sobre as denúncias de O Estado acerca de  suposta manutenção de uma funcionária fantasma no gabinete do deputado que  preside a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal.

Na  recomendação da cobertura ao caso, o diretor de redação aludiu a reportagem  publicada na edição de O Imparcial do sábado passado, na qual Dutra figurava  como personagem da notícia de forma a projetá-lo positivamente. “Quando o Dutra  tem coisa positiva nós cobrimos. Não vamos acobertar bandalheira do deputado”,  recomendou. Seria o caso então de dar publicidade unilateral ao caso reportado  pelo jornal dos Sarney.

Designado para fazer a reportagem, o repórter Agenor Barbosa tentou contato com  as fontes da tal “notícia-crime”, envolvendo o deputado Domingos Dutra, como  acusado; e o deputado federal Escórcio, como autor das denúncias. Não sendo  possível contatar com Escórcio, conforme o mesmo me relatou mais tarde, Barbosa  produziu uma matéria com base em nota de esclarecimento do deputado petista,  divulgada ainda na noite de segunda-feira, 28.

Para minha  surpresa, na manhã desta terça-feira, o mesmo diretor de redação manifestou sua  indignação com o teor da nota publicada na íntegra. No seu entendimento, escrita  com “linguagem vulgar e baixa” e de maneira alguma atendendo às intenções da  reportagem.

Segundo palavras do diretor o teor da matéria recomendada seria totalmente  contrário a que foi publicada.Conforme revelou mais tarde em conversa pessoal, o  interesse do jornal era incriminar o deputado, desconhecendo que a contratação  da tal “empregada doméstica” fora desmentida na edição de segunda-feira pelo  mesmo O Estado do MA.

De  acordo com o diretor de redação, a publicação da reportagem colocou em  dificuldade a empresa. Segundo ele, a ordem da demissão partiu do  diretor-presidente do jornal, Pedro Freire. Há  pouco mais de um mês o jornal publicou na capa, editorial em defesa da liberdade  de expressão, se solidarizando com a classe quando do assassinato do jornalista  do Sistema Mirante, Décio Sá (morto em 23 de abril deste ano).

Fez eco às  palavras usadas pelo senador José Sarney (PMDB-AP), que na ocasião qualificou o  crime como “atentado à democracia”, corroborando o comportamento servil de  um imprensa aferroada ao ganho, sem vínculo com a verdade e com o pensamento  livre. Exemplo disso pode ser constatado na edição de amanhã do jornal, quando  Escórcio tem vez solitariamente, segundo o manual do bom jornalismo forjado pelo  jornal fundado por Assis Chateaubriand no Maranhão.

 Leia abaixo a Nota de Esclarecimento (e de  ingnação de O Imparcial).

Diante das reiteradas matérias levianas publicadas pelos meios de comunicação da Oligarquia Sarney e em  respeito aos maranhenses honestos esclarecemos o seguinte:

1 – O que parecia estranho adquire  forma de certeza: o Governo da oligarquia que controla o Estado do  Maranhão, seus meios de comunicação e prepostos não querem desvendar a  execução do jornalista Décio Sá. Por este motivo, em toda as tentativas do  Deputado Domingos Dutra e da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da  Câmara de contribuir com o esclarecimento do bárbaro assassinato, o  Governo do Estado tenta desviar as atenções com matérias contraditórias e mentirosas. Foi assim quando a Comissão esteve em São Luís nos dias 08  e 09 do corrente mês. Ocorreu o mesmo quando foi solicitado ao Ministro  da Justiça a transferência das investigações para Policia  Federal. Agiram da mesma forma quando o caso chegou à Comissão de Direitos  Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), pelas mãos do Deputado  Domingos Dutra. Ou seja, as falhas nas investigações, a não divulgação  do retrato falado e a prorrogação das investigações após 35  dias da execução indicam que o mandante do assassinato de Decio Sá pode ter suas pegadas nos jardins do Palácio dos Leões. Os meios de  comunicação da oligarquia devem esclarecer porque silenciaram por  completo a respeito do assassinato de Décio Sá, funcionário que serviu por mais  de 17 anos ao Sistema Mirante de Comunicação, pertencente à  oligarquia. Se este crime tivesse ocorrido no governo de Jackson Lago a  oligarquia já teria solicitado intervenção federal no  Estado;

2 – As tentativas de envolver a  advogada e psicóloga NÚBIA DUTRA nas matérias levianas, deve-se à sua crescente candidatura à prefeitura de Paço do Lumiar, município onde a oligarquia prepara o NETO DA SERPENTE, Adriano Sarney como  candidato a prefeito no lugar de Bia Aroso. Estamos preparados para enfrentar  o serpentário inteiro;

3 – É impossível nomear fantasmas na  Câmara Federal em face das exigências burocráticas. A quebra do sigilo  bancário da pessoa que a oligarquia tenta manipular é suficiente para  comprovar que era a mesma quem recebia seus proventos;

4 – Os meios de comunicação da  oligarquia se desmentem a cada mentira: uma hora dizem que a suposta vítima era doméstica. Outra hora afirmam que esta pessoa era auxiliar de  escritório;

5 – A oligarquia que possui muitos  detentores de mandatos e há anos, sabe que a forma de tomar posse e da execução  do trabalho dos assessores que ficam em Brasília é diferente dos assessores que  servem os parlamentares no Estado. Se oligarquia considera que todos os  assessores que trabalham no Estado são fantasma desafio a se passar a limpo o  que fazem e onde estão os assessores dos parlamentares que lhe representam no  Estado do Maranhão;

São Luis (MA), 28 de maio de  2012

DOMINGOS  DUTRA Presidente  da Comissão de Direitos Humanos e Minoria da Câmara e NUBIA  DUTRA Advogada e  Psicóloga


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.