Poder

Milson Coutinho destaca importância histórica da Assembleia do Maranhão

Desembargador aposentado Milson Coutinho

Desembargador aposentado Milson Coutinho

O desembargador Milson Coutinho destacou, na manhã desta quinta-feira (16), a importância histórica da Assembleia Legislativa do Maranhão, durante a sessão solene realizada para comemorar a passagem dos 177 anos de instalação do Poder Legislativo Estadual.

Autor de uma extensa obra sobre a História da Assembléia Legislativa, dividida em seis volumes, Milson Coutinho foi enfático ao afirmar que nem sempre as Assembleias Legislativas são um retrato da democracia. “Mas a nossa Assembleia é sim; é a casa do povo, porque representa opiniões, interesses e aspirações de todos os segmentos da nossa sociedade”.

Falando da tribuna da Casa, Milson Coutinho fez um relato resumido da história da Assembleia, enfocando personagens e fatos que marcaram a vida do Parlamento estadual ao longo de quase 200 anos. Ele começou sua palestra falando sobre o Período Monárquico com a narrativa de uma sucessão de episódios a partir de 1829, quando surgiu o Conselho Geral da Província, até o advento da proclamação da República em 1889, dois anos após a extinção da Assembléia Legislativa Provincial.

“A Assembleia Legislativa provincial, imperial ou monárquica era uma Casa de elite, reunia as maiores figuras da Cultura maranhense. Era uma Assembleia que contava dos seus quadros com nomes do porte de João Francisco Lisboa, Francisco Sotero dos Reis, Gentil Homem de Almeida Braga, Barão de Anajatuba, Barão de Coroatá, Barão de Turiaçu. Mas todos, todos eram donos de escravos. Todos, todos despreocupados com a educação”, assinalou.

Em seguida, o desembargador e historiador passou a se reportar sobre o Período Republicano, reconstituindo os primeiros anos da República, quando a Assembleia passou a denominar-se Congresso do Maranhão. Esta fase, segundo o pesquisador, encerrou-se com a ascensão de Getúlio Vargas ao Poder, em 1930, assinalando o fim da chamada República Velha.

Agência Assembleia


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Laisa e Yuri são flagrados fazendo sexo no BBB12; veja o vídeo

Veja abaixo o casal praticando sexo

Veja abaixo o casal praticando sexo

Os casais Yuri e Laisa não resistiram a tentação após a festa que rolou na madrugada desta quinta-feira (16), e fizeram sexo na casa do BBB12. Os pupilos foram claramente flagrados pelas câmeras internas praticando o chamado sexo na “velocidade 5 do créu”, no quarto do líder.

Fortes cenas foram ao ar na madrugada onde apenas os telespectadores que mantém a assinatura do pay per view ou internet.

O pior, é que visivelmente mesmo de baixo do edredom, percebe-se a movimentação de Yuri em cima da médica Laisa, além de vários gemidos do casal. Veja abaixo as cenas picantes:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Maioria dos ministros do STF vota pela aplicação da Lei da Ficha Limpa

Débora Santos Do G1, em Brasília

O ministro Ayres Britto no julgamento da Lei da Ficha Limpa (Foto: Felipe Sampaio / STF)

O ministro Ayres Britto no julgamento da Lei da Ficha Limpa (Foto: Felipe Sampaio / STF)

Após o voto de Carlos Ayres Britto na tarde desta quinta (16), a maioria (seis) dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) já se manifestou favoravelmente à aplicação dos principais pontos da Lei da Ficha Limpa a partir das eleições municipais de 2012.

Depois de Ayres Britto, o ministro Gilmar Mendes votou contra a aplicação da lei. Com o dele, são dois os votos contrários (ou outro foi de Dias Toffoli).  O julgamento só será encerrado após os votos do presidente do Supremo, Cezar Peluso, e dos ministros Marco Aurélio Mello e Celso de Mello. O resultado só será proclamado no final porque, até o julgamento terminar, os ministros podem modificar o voto.

A Lei da Ficha Limpa prevê a proibição da candidatura de políticos condenados pela Justiça em decisões colegiadas ou que renunciaram a cargo eletivo para evitar processo de cassação.

Quase dois anos depois de entrar em vigor, a lei gerou incertezas sobre o resultado da disputa de 2010 e chegou a ter sua validade derrubada para as eleições daquele ano.

O julgamento começou em novembro do ano passado e foi interrompido três vezes por pedidos de vista (quando ministros pedem a interrupção do julgamento para estudar melhor o processo).

Estão em julgamento três ações, que buscam definir os efeitos da ficha limpa para 2012. As ações foram apresentadas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pelo PPS e pela Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL).

Maioria – A sessão desta quinta foi retomada com o voto do ministro do STF e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, que defendeu a aplicação integral da ficha limpa.

O ministro lembrou que a lei foi proposta ao Congresso com o apoio de mais de 1,5 milhão de pessoas e afirmou que a ficha limpa privilegia um valor expresso na Constituição que é a moralidade das funções públicas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

A prisão perpétua volta á discussão no caso Eloá

O motoboy Lindemberg Alves, acusado de crime de cárcere privado (104 horas de duração) e de matar em seguida a namorada Eloá Pimentel, atirar em sua amiga Nayara e ainda também atirar contra um policial militar, está no banco dos réus. Pediu desculpas à mãe de Eloá dizendo “entender a sua dor” muito embora tivesse dito, com euforia, logo após a consumação do covarde e brutal crime: “matei ela e estou vivo”, como se comemorando o seu feito macabro.

Momentos antes da jovem Eloá ser assassinada

Momentos antes da jovem Eloá ser assassinada

O Brasil aguarda, pois, esperando uma pena de reclusão correspondente à monstruosidade do crime hediondo, o desfecho do julgamento de um monstro psicopata (não se trata de doente mental), frio e cruel assassino, tendo lhe sido garantidos todos os direitos da ampla defesa e do contraditório, como direitos fundamentais num Estado Democrático de Direito.

No entanto, há perguntas neste momento que não querem calar: Será que Limbemberg, assim como o casal Nardoni, Suzana Von Richthofen e os irmãos Cravinhos e mais recentemente o monstro que no Rio de Janeiro estuprou, asfixiou e matou a sobrinha de 5 anos, não teriam perdido definitivamente o direito de conviver em sociedadel? Há pena, no direito dos homens, que possa reparar tais crimes hediondos? Merecem o direito à correção e a plena liberdade algum dia?

Os questionamentos continuam. A prisão perpétua precisa ou não ser colocada em discussão pelo Congresso Nacional? O povo teria ou não o direito de decidir, através referendum, tal e qual assim se procedeu na questão do desarmamento, sobre a implantação da pena de prisão perpétua com a emenda ao texto consitucional? Que cláusula pétrea é essa que protege frios assassinos? É preciso ou não, através de uma lei penal mais realista, em tempos de violência extrema, fortalecer os mecanismos de defesa social,intimidando e desestimulando pela rígida lei bárbaros criminosos? Se penas pesadas não diminuem o ímpeto criminoso o que diminui então? Ficar propondo, na tese misericordiosa do direito penal mínimo, penas alternativas e progressões de regimes carcerários que contemplem criminosos de “bom” comportamento no cárcere, cometam o crime que cometerem?

A verdade é que, enquanto o clamor público é pela severidade das penas, alguns intelectuais do direito, criminólogos de notável saber jurídico, na contramão de direção dos tempos atuais, tentam provar, a pretexto de esvaziar prisões, que o melhor mesmo é o abrandamento das penas. A criminologia misericordiosa continua, pois, incentivando o ato delituoso e ameaçando a vida e a dignidade humanasno páis. Até quando?

Que se manifeste, portanto, o Congresso Nacional. Monstros, covardes e frios assassinos como Lindemberg Alves, em outros países, de legislação mais dura e realista, teriam perdido definitivamente o direito de conviver em sociedade ou, na decretação da pena capital, a injeção letal, o fuzilamento, a forca ou a cadeira elétrica o estivessem esperando. Está aberta novamente a discussão. A sociedade exige maiores mecanismos de proteção.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Arte de João Ewerton inova alegorias da Flor do Samba

João Ewerton trabalhando na produção das alegorias da Flor do Samba

João Ewerton trabalhando na produção das alegorias da Flor do Samba

O artista plástico João Ewerton entrega na manhã deste sábado, 18, às 10h, as criativas alegorias que a Escola de Samba Flor do Samba conduzirá o enredo “São Luís: A Flor do Maranhão”, no desfile oficial deste ano. Responsável pela concepção artística, produção e tecnologia dos cinco carros alegóricos da Escola, Ewerton anuncia que, em defesa do meio-ambiente, abriu mão do uso de isopor nas alegorias.

Em parceria com o diretor de carnaval, Domingos Lopes, João Ewerton vem trabalhando diuturnamente para a Flor do Samba fazer um carnaval criativo e diferenciado na passarela. O samba-enredo deste ano é assinado por Gilvan Mocidade, Zé Lopes, Tunai e Oró do Pandeiro e será interpretado por Luis Carlos Vovô durante o desfile que acontecerá nas primeiras horas desta segunda-feira, 20.

 “As alegorias da Flor do Samba pontuarão momentos da história e da formação étnica de São Luís e do Maranhão”, explica Ewerton. “Trabalhamos uma visão onírica, reestruturando a história da cidade com um feeling poético da Ilha, a partir da visão de Gonçalves Dias, passando pela questão da Athenas Maranhense, das etnias africana, indígena e européia e dos povos que constroem essa nossa cidade”, disse Ewerton.

 “As alegorias valorizam ainda o tambor, que é à base dos ritmos africanos e indígenas, presentes em nosso dia a dia nas batidas do tambor de crioula, cacuriá e bumba-meu-boi”, observa Ewerton. O artista antecipa ainda que as alegorias terão efeitos luminosos. “A luz dará um brilho especial na projeção das alegorias e adereços da Flor do Samba. Ao todo, 42 pessoas trabalham no Barracão da Flor do Samba.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ex-vereador de Bom Jardim mantém contrato milionário com a Prefeitura de Buriticupu

O ex-presidente da Câmara Municipal de Bom Jardim Alcionildo Sales Rios Matos que foi preso na última terça-feira, 14, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), e horas depois foi solto, anda sorrindo e contente com a vida. Não com a liberdade após prisão, mas pelo contrato que vem mantendo junto a Prefeitura de Buriticupu, comandada por Antônio Marcos de Oliveira, o Primo (PDT).

Alcionildo é proprietário da empresa Empreendimento Bomjardinense Ltda., que no dia, 25, de novembro do ano passado, houve a contratação da empresa para locação de veículos destinados ao transporte escolar, em apoio às atividades da Prefeitura de Buriticupu ao valor gritante de R$ 1.455.500 (hum milhão, quatrocentos e cinquenta cinco mil e quinhentos reais), no prazo de 12 meses de locação de veículos. Um verdadeiro absurdo!

A empresa Bomjardinense é agraciada pelo gestor não só em locações de veículos, porém, em obras e serviços voltados a construção civil. Em 2005 o prefeito teve a prestação de contas de sua administração julgadas irregulares após ser detectadas (em vistoria) falhas na execução das obras e serviços de empreiteira, como: ausência de processo licitatório, projeto básico dos serviços, planilha orçamentária, anotação de responsabilidade técnica/ART e de termos de recebimento provisório e definitivo da obra.

Abaixo a resenha de contrato e a publicação da reprovação das contas da Prefeitura de Buriticupu no Diário Oficial:


Abaixo a prestação de contas:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

O Governo Gil Cutrim e as antigas práticas de alienação eleitoral

Fernando Atallaia Da Agência Baluarte
 
O Governo Municipal lança mão de antigas práticas de alienação eleitoral e abusa do espetáculo em inaugurações de obras solicitadas pela população há anos; a onda agora é soltar foguetes em meio a gritante indignação das comunidades do município
Prefeito Gil Cutrim

Prefeito Gil Cutrim

A inauguração no último sábado (11), da escola Acto Juvêncio no bairro Tijupá Queimado em São José de Ribamar mostrou, mais uma vez, o interesse da prefeitura do município em fortalecer a imagem do Governo Municipal e, para este trabalhar em prol da reeleição do prefeito Cutrim em outubro próximo. E desta feita (pasmem!) com direito a fogos de artifício.

A escola que estava operando de forma clandestina, sem as mínimas condições de funcionamento, vinha sendo alvo de denúncias dos moradores locais e reportagens da imprensa desde 2005. Só agora foi reinaugurada. Ou seja: no ano em que as eleições para prefeito da cidade e para vereador irão acontecer. Pelo visto, o Governo ainda não se esforçou para afastar de si a tão conhecida politicalha que o acompanha quando o assunto é a promoção do titular da prefeitura visando vitória no próximo pleito.

Ocorreu o inverso. Os foguetes alardeados pelos funcionários da prefeitura e os carros de som propagandeiros das ‘inaugurações’ de Cutrim, em vez de propiciarem o que a prefeitura objetivava (adestrar o povo daquela comunidade) causaram ainda mais revolta e ojeriza às ações do Executivo. A comunidade do Tijupá Queimado (uma das mais antigas da cidade balneária) e várias outras de Ribamar sabem, que tanto a construção de escolas quanto a implantação de projetos e programas sociais, é uma obrigação da prefeitura e não um brinde (presente, benesse, dádiva) aos ribamarenses.

Mas o Governo Cutrim tenta negar essa verdade. E vai de encontro à legitimidade da aplicação dos recursos. Constrói o cordão do espetáculo. Solta foguetes. Faz a festa e a fanfarra, crendo que os ribamarenses são desavisados e, imaginando que não perceberão que o dinheiro posto ali nas obras inauguradas sai do bolso do contribuinte do município. Enfim, o dinheiro é do povo. Quais seriam, portanto os motivos da ‘alegria’ nos eventos promocionais das inaugurações? Para uma moradora antiga do Tijupá, ‘’eles da prefeitura acham que enganam a gente soltando foguete, eu ouvi dizer que o dinheiro da escola já tinha vindo faz tempo e eles desviaram por isso que demorou’’. Fato ou não, a moradora citada já vem lutando pela construção da escola há mais de sete anos.

Contraditoriamente ridículo, é que os moradores daquela comunidade não soltaram foguetes demonstrando estarem satisfeitos com a administração de Cutrim ou mesmo sinalizando agradecimento. A parafernália comemorativa partiu da prefeitura e não dos supostos beneficiados (leia-se moradores do Tijupá Queimado), que numa coerência primal de seu posicionamento no decorrer dessa gestão, continuam buscando cotidianamente por melhorias e cumprimento da promessa feita pelo antigo prefeito Luís Fernando Silva, que afirmou que o bairro seria calçado em três fases, o que contemplaria as ruas do povoado com pavimentação asfáltica e drenagem. Balela: as ruas Nova II, Rua Principal, Nossa Senhora das Graças e mais outras seis ruas emblemáticas do Tijupá Queimado estão sendo literalmente destroçadas por buracos, lixo, água de esgotos e crateras. Este um dos porquês (dentre tantos) dos moradores do bairro não terem ao que brindar. E nem deveriam. Como se disse aqui (só para ratificar) o dinheiro é do povo e a obrigação é do Governo Municipal. Portanto, o que a gestão Cutrim e a prefeitura de Ribamar comemoram nas tais inaugurações o povo desconhece e, revoltado ignora.

Passando ao largo da postura do espetáculo praticada atualmente pela prefeitura, as inúmeras e diversificadas reclamações da população ribamarense não querem calar e se erigem frente ao engodo administrativo da atual gestão, numa demonstração cabal de que o prefeito e seu secretariado cogitam de fato é a permanência de seu grupo político na esfera do Executivo da cidade e não as tão sonhadas melhorias sociais. Para o povo de Ribamar, como se sabe, esta realidade estar mais que evidente. Soltar foguetes, patrocinar faniquitos, ovacionar Cutrim e fazer da coisa pública um grande carnaval só irá aumentar a revolta de toda uma população que espera mais de um governo que estar sendo menos e não consegue esconder sua real intencionalidade: a vitória na reeleição. E as ‘inaugurações’? Sim, elas devem continuar. Com altos investimentos em grandes quantidades de foguetes e com os aplausos dos cerimoniais da prefeitura. Menos da população ribamarense, é claro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Maranhão é campeão em desvio de dinheiro público

O Imparcial

Aproximadamente R$ 70 milhões, desviados ou mal utilizados no Maranhão, deixaram de ser ressarcidos aos cofres da União no ano passado. O estado é o recordista em desvio e, consequentemente, execuções de acórdão junto ao Tribunal de Contas da União para recuperação de verbas. Somente em 2011 foram lavradas 170 execuções dessa natureza.Os números foram citados pelo novo procurador-chefe da União no Maranhão, Ivo Lopes Miranda, empossado ontem no cargo, que frisou que menos que 90% desse valor foram recuperados. Segundo o chefe da Procuradoria Geral da União, o prejuízo para a sociedade é grande com a falta de execução de políticas públicas essenciais em áreas como educação, saúde, moradia e urbanização.

Miranda destacou os desafios que enfrentará no cargo para combater os desvios de recursos federais no estado. Ele destacou a necessidade de aprimorar os serviços prestados para fortalecimento da imagem institucional da Procuradoria. Para Miranda, entre as principais metas a serem desenvolvidas nos próximos anos estão está a melhoria da gestão de informação na Procuradoria.

“Tentaremos uniformizar procedimentos e rotinas para identificar potenciais irregularidades, tanto para reduzir litígios quanto para aperfeiçoar a defesa da União nos casos relevantes”, afirmou o procurador.

Para combater o desvio de recursos federais, Ivo Miranda pretende aproximar os órgãos investigadores e fiscalizadores, como o Tribunal de Contas da União (TCU). “Assim poderemos no mais breve tempo possível buscar decisões que bloqueiem os bens daquelas pessoas que cometeram desvios das verbas públicas”, apontou.

Ele lembrou que uma das maiores dificuldades para fiscalização no estado é a capilaridade do território maranhense, dividido em 217 municípios. Miranda explicou que a maioria dos desvios de recursos federais ocorre na realização de convênios e que não existe uma região que concentre as irregularidades. “Ocorre nos mais variados municípios e decorre de um modelo de conduta dos gestores públicos que não tem um compromisso com a gestão pública, principalmente, com as verbas federais”, criticou.

Quem comete desvio de recursos federais está sujeito ao ressarcimento do valor aos cofres da União e às penalidades por crime de improbidade administrativa. O gestor fica impossibilitado de celebrar contratos com o poder público, pode ter os direitos políticos suspensos e ainda ser multado. Contudo, Ivo Lopes Miranda reconhece que as irregularidades são detectadas muito tempo após a celebração dos convênios e que na maioria das vezes os acusados protelam as decisões na Justiça e poucos são penalizados.

Solenidade prestigiadaA solenidade de posse de Ivo Lopes Miranda como Procurador-Chefe da União no Maranhão foi acompanhada pela Procuradora-Geral da União, Hélia Maria de Oliveira Bettero; pelo ex-Procurador-Chefe, Gustavo André dos Santos; pela Procuradora Regional da União, Ana Luísa Figueiredo de Carvalho; pelo Procurador-Chefe da Procuradoria Federal no Maranhão, Daniel Farah de Santana; pelo Procurador-Chefe Substituto da Fazenda Nacional no Maranhão, Antônio Leonardo Silva; pela presidente do Tribunal Regional do Trabalho, desembargadora Ilka Esdra Silva Araújo; entre outras autoridades.

Combate à corrupção é desafio nacional

O combate à corrupção também foi destacado pela Procuradora-Geral da União, Hélia Maria de Oliveira Bettero. Ela lembrou que a aproximação com órgãos como a Polícia Federal e o TCU deram mais agilidade para a recuperação dos créditos. Cerca de R$ 300 milhões foram recuperados durante o ano passado e outros R$ 300 milhões estão bloqueados. A Procuradora lembrou que no Maranhão que no Maranhão o órgão trata de processo de grande importância nas áreas de combate à corrupção e regularização fundiária.

A presidente do TRT do Maranhão, desembargadora Ilka Araújo, que também participou da solenidade destacou a importância da aproximação institucional. Ela citou como exemplo a relação entre o TRT e Advocacia Geral da União (AGU) para desenvolver estratégias de combate ao trabalho escravo e prevenção de acidentes no trabalho. O assunto chegou a ser discutido na última terça-feira na sede do TRT com a desembargadora, o Procurador-Chefe da União, a procuradora-chefe substituta da União no Maranhão, Renata Souza Magalhães, entre outros membros da AGU.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

MP ingressa com ações de execução contra ex-prefeita e ex-vereador de Godofredo Viana

A Promotoria de Justiça de Cândido Mendes ingressou com duas ações civis públicas de execução forçada contra ex-gestores do município de Godofredo Viana, que é termo judiciário da Comarca. As ações cobram a ex-prefeita Elda Silva Santos e o ex-presidente da Câmara de Vereadores Raimundo Cardoso Batista, sendo as duas baseadas em condenações do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

As contas do Município no exercício financeiro de 2003, quando Elda Silva Santos estava à frente da Prefeitura, foram reprovadas pelo TCE. Além disso, o tribunal aplicou multa de R$ 21,6 mil devido ao encaminhamento fora do prazo dos Relatórios de Gestão Fiscal. Em valores atualizados até fevereiro de 2012, a dívida de Elda Santos junto aos cofres estaduais é de R$ 31.136,71.

Já contra Raimundo Cardoso Batista a ação baseia-se na desaprovação das contas da Câmara Municipal no exercício financeiro de 2005. Na época Batista era presidente da Câmara e ordenador de despesas do Legislativo Municipal. Entre as irregularidades apontadas pelo TCE estão a apresentação da prestação de contas incompleta, ausência de contratos, processos licitatórios e demonstrativa das despesas da Câmara e vencimento do presidente da Câmara Municipal acima do previsto na Constituição. O valor devido ao erário, em valores atualizados até fevereiro de 2012 é de R$ 14.553,46.

Nos dois casos o promotor de Justiça Hagamenon de Jesus Azevedo, autor da ação, pede que a Justiça determine um prazo de três dias para que Elda Silva Santos e Raimundo Cardoso Batista paguem os valores devidos, em valores atualizados e acrescidos das custas processuais. Caso as dívidas não sejam quitadas, o Ministério Público requer a penhora dos bens da ex-prefeita e do ex-presidente da Câmara Municipal de Godofredo Viana em valor suficiente para o pagamento.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Abertura oficial do carnaval de São Luís acontece nesta quinta (16)

A Prefeitura de São Luís abre oficialmente, nesta quinta-feira (16), o Carnaval dos 400 anos na Passarela do Samba, totalmente organizada e aparelhada para receber as agremiações carnavalescas e o grande público. O reinado de Momo terá
início a partir das 19 horas com a entrega da chave da cidade pelo prefeito João Castelo ao Rei Momo Diego Sá.

Com o tema “Carnaval de São Luís, 400 vezes mais feliz”, a programação na Passarela tem início com as Turmas de Samba Mirim. Logo em seguida, desfilam as Tribos de Índio – Tupiniquins, Curumim, Tapiaca Uhu, Sioux, Guajajaras, Tupinambá (Iguaíba), Guarani, Navajo, Kamayurá, Carajás, Itapoã, Os Tupinambás (Anjo da Guarda) eUpaon-Açu.

A partir das 22 horas, a folia fica por conta do desfile dos Blocos Tradicionais que não concorrem: o estreante “Anjos Gladiadores”, “APAE” e “Boêmios do Ritmo”.

Encerrando a programação da noite, desfilam as Turmas de Samba Ritmistas de São José de Ribamar, Ritmistas da Madre Deus, Vinagreira do Samba e Fuzileiros da Fuzarca.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.