Poder

Vale disputa prêmio de pior empresa do mundo

Repórter Brasil

Uma das maiores transnacionais brasileiras, a mineradora Vale, presente em 38 países nas Américas, África e Ásia, pode receber, no final de janeiro, um dos principais prêmios internacionais da vergonha corporativa. Escolhida entre dezenas de candidatas, a Vale está entre as seis finalistas do Public Eye Award 2012, que concede anualmente o título de pior empresa do mundo a uma corporação, eleita em concurso internacional por voto popular, durante o Fórum Econômico Mundial na cidade suíça de Davos. Do quinto lugar na primeira semana de votação do premio, lançado em 5 de janeiro, a Vale assumiu a liderança pela primeira vez na tarde desta sexta-feira (20).

De acordo com os organizadores do concurso – as ONGs Declaração de Berna e Greenpeace Suíça -, as empresas finalistas são escolhidas em função da gravidade dos impactos e problemas sociais, ambientais e trabalhistas decorrentes de suas atividades. Além da Vale, concorrem este ano a japonesa Tepco, empresa do setor de energia responsável pelo desastre nuclear de Fukushima, a britânica Barklays, complexo bancário envolvido em especulações mundiais sobre preços dos alimentos, a americana Freeport Mcmoran, mineradora com atuação desastrosa em Papua Nova Guiné, a sul-coreana Samsung, multinacional acusada de expor seus trabalhadores a substancias altamente tóxicas, e a suíça Syngenta, produtora de agrotóxicos banidos em muitos países e responsável pela contaminação de centenas de lavouras com espécies transgênicas.

A rápida subida do quinto para a disputa pela liderança na corrida do Public Eye se deve, segundo a Rede Justiça nos Trilhos, organização que indicou a empresa, a dois fatores em especial: por um lado, a abrangência mundial dos impactos da Vale, que levou à criação de uma Rede Internacional de Atingidos pela Vale – com grande poder de mobilização e votação -, e, por outro, a entrada da empresa no Consórcio Norte Energia, responsável pela construção da hidrelétrica de Belo Monte, em 2010.  “A imagem negativa de Belo Monte no Brasil e no exterior foi um fator decisivo na escolha da Vale para o Public Eye, mesmo porque ela entrou no Consórcio da usina como um tipo de salvadora e maior acionista privada, com 9% das ações, depois que a grande maioria das outras empresas abandonaram essa barca furada”, explica Brent Millikan, coordenador da ONG International Rivers, parceira na indicação da Vale.

Impactos
Em conjunto com o Movimento Xingu Vivo para Sempre, principal opositor da usina de Belo Monte no Pará, a Rede Justiça nos Trilhos, sediada no Maranhão, divulgou uma lista de impactos da mineradora no Brasil e no mundo .

Entre os piores problemas causados pela empresa, destaca a Justiça nos Trilhos, estão os impactos causados pela Ferrovia Carajás, que corta 25 municípios e impacta 94 comunidades do Maranhão e do Pará. “De acordo com dados da Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) de 2008, calculamos que os trens da Vale atropelam e matam, em média, uma pessoa por mês. Em 2007, por exemplo, foram contabilizadas 23 mortes. Em 2008, foram nove vitimas fatais e 2.860 vítimas de acidentes”, explica Danilo Chammas, advogado da organização.

Nesta quarta (18), Chammas, que mora em Açailândia, no Maranhão, saiu cedo para Buriticupu, município a 200 km de lá, para dar entrada em mais uma ação de indenização por atropelamento. “O trem da Vale matou o Sr. Amario e deixou a D. Antonia viúva e desamparada. D. Antonia já tem lá os seus 60 anos, tem uma vida muito sofrida, anda doente, a casa dela caiu… ela mora em um dos mais de 90 povoados que beiram essa ferrovia. Para chegar lá, só por estrada de terra, é bem  complicado, sobretudo nesse período de chuva. Amanhã ela pega um pau de arara, vamos nos encontrar na cidade mesmo e vamos ver como encaminhamos o pedido de indenização pela morte do marido”, conta o advogado.

Além das mortes e acidentes, os impactos da ferrovia incluem trepidação e rachaduras nas casas; remoção compulsória de famílias ou apropriação de parcela de seus lotes pela Vale; interdição da realização de roças próximas à ferrovia; poluição sonora; danos às estradas vicinais causados por veículos de grande porte; chegada de um grande número de operários do sexo masculino, colocando em risco adolescentes em situação de vulnerabilidade social, entre outros.

Segundo Chammas, estes problemas tendem a piorar com o novo projeto de duplicação da estrada de ferro, em andamento. De acordo com o projeto apresentado ao Ibama, a Vale prevê a remoção, ao longo da ferrovia, de 1.168 “pontos de interferência”, como cercas, casas, quintais, plantações e povoados inteiros. Na quinta-feira (19), moradores afetados e representantes de movimentos sociais fizeram uma manifestação paralisando as obras. A estrada vicinal ocupada foi liberada no final da tarde de ontem.

A Rede Justiça nos Trilhos tem denunciado formalmente a ilegalidade do processo de licenciamento das obras, que já chegou a ser embargada pela Justiça em um de seus trechos, em Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Federal em defesa dos direitos de comunidades quilombolas impactadas.

“Temos ainda uma infinidade de outros impactos, ambientais, sociais e trabalhistas, na nossa lista de denúncias. No Canadá, por exemplo, onde a Vale comprou a mineradora Inco, os trabalhadores fizeram uma greve recorde de 18 meses em função da exigencia da Vale de que os trabalhadores abrissem mão de direitos historicamente conquistados pela luta de diversas gerações. Em Moçambique, na ultima semana 700 famílias bloquearam a linha férrea e paralisaram o escoamento do carvão da mina de Moatize, da Vale, em protesto contra a falta de diálogo e as promessas não cumpridas durante as remoções forçadas que estão sofrendo desde 2009, por iniciativa da empresa”, afirma Chammas.

No inicio desta semana, a Rede Justiça nos Trilhos e o Movimento Xingu Vivo reforçaram a campanha pela votação na Vale, que segue até o dia 26, quando será anunciada a vencedora do Public Eye Award 2012.  “Para as milhares de pessoas que sofrem com os desmandos desta multinacional brasileira, que foram desalojadas, perderam casas e terras, que tiveram amigos e parentes mortos, que sofreram perseguição política, que foram ameaçadas por capangas e pistoleiros, que ficaram doentes, tiveram filhos e filhas explorados/as, foram demitidas, sofrem com péssimas condições de trabalho e remuneração, e tantos outros impactos, conceder à Vale o titulo de pior corporação do mundo é muito mais que vencer um premio. É a chance de expor aos olhos do planeta seus sofrimentos, e trazer centenas de novos atores e forças para a luta pelos seus direitos e contra os crimes cometidos pela empresa”, diz a convocatória das entidades.

Vale
Procurada pela redação, a Vale afirmou que não se pronunciaria sobre o concurso. Em nota enviada aos organizadores do Public Eye, no entanto, a empresa afirmou que “é com pesar que somos colocados na posição de termos que refutar sérias alegações sem fundamento contra nós”. Alegando comprometimento com as questões sociais e ambientais, a mineradora também afirmou que, em relação a Belo Monte, “nossa presença no projeto nos da a oportunidade única de implementar o mesmo foco, comprometimento a excelência que aplicamos nas nossas operações e projetos ao redor do mundo”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Carnaval oficial de São Luís é aberto com a eleição da nova Corte Momesca

O prefeito de São Luís, João Castelo, abriu oficialmente, na noite desta sexta-feira (20), a temporada carnavalesca da capital, com o tradicional Baile da Corte, que elegeu o novo Rei Momo, a rainha e as princesas da folia carnavalesca ludovicense. A primeira-dama do município, Gardênia Ribeiro Gonçalves, secretários municipais e outras autoridades também prestigiaram a festa, que aconteceu no Circo Cultural Nelson Brito, completamente lotado.

A folia começou por volta das 21 horas e, logo na entrada do Circo Cultural Nelson Brito, os convidados foram recepcionados pelo Bloco Tradicional “Os Indomáveis”. Na sequência, quem subiu ao palco foi o Grupo “Arroz de Cuxá”, que acompanhou ao som de muito samba a entrada triunfal dos candidatos concorrentes à Corte Momesca do Carnaval 2012 da capital.

“É com muita alegria e carinho que preparamos esta festa bonita, colorida, valorizando a nossa cultura, as nossas tradições e, acima de tudo, uma festa democrática, porque o povo da nossa cidade merece”, disse o prefeito João Castelo.

O Circo estava completamente lotado de amigos e familiares dos candidatos que tiveram que mostrar muita simpatia, desembaraço e domínio na arte de sambar para tentar impressionar a Comissão Julgadora, presidida pelo secretário municipal de Comunicação, Edwin Jinkings.

As majestades – Ao som da Bateria da Favela do Samba e dos aplausos do público, foram coroados para reinar no Carnaval deste ano o rei Momo Diego de Sá, a rainha Jade dos Santos e as princesas Itayanna Abreu e Paloma Muniz.

O Rei Momo foi coroado pelo prefeito São Luís, João Castelo, e a Rainha pela ex-dona do trono, Paula Matias. O presidente da Fundação Municipal de Cultura (Func), Euclides Moreira Neto, entregou a premiação aos candidatos eleitos. Rei e rainha receberam o prêmio de R$ 3 mil, cada um, e as 1ª e 2ª princesas receberam R$ 2.500,00 e R$ 2.000,00, respectivamente.

“Vimos que foi um resultado justo e tenho certeza que a nova corte irá representar muito bem o carnaval de nossa cidade. Dessa forma, a Prefeitura abre oficialmente a temporada carnavalesca em São Luís e estará trabalhando para que o folião possa se divertir durante todo o período momesco com tranquilidade”, disse Euclides Moreira.

Bailes – O final de semana segue com a agitação dos Bailes dos Artistas (sábado), a partir das 21h, e do vesperal infantil Baile do Êre (domingo), a partir das 17h, ambos no Circo Cultural Nelson Brito.

Com o tema: “Carnaval de São Luís – 400 vezes mais feliz”, a programação oficial do Carnaval terá início no dia 16 de fevereiro, com a entrega da chave da cidade pelo prefeito João Castelo ao Rei Momo, Diego de Sá, e só será encerrada no dia 24 de fevereiro com o desfile dos campeões, na Passarela do Samba.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Padre Josias será o candidato a prefeito pelo PMDB em Peritoró

Blog do Louremar

Pastor terá o total apoio do PMDB

Padre terá o total apoio do PMDB

Mesmo com a chuva que começou a cair no final da tarde, mais de 300 pessoas participaram da reunião, entre vereadores, lideranças comunitárias e representantes de associações. Logo de início, Padre Josias demonstra força política para o projeto de retornar à prefeitura. Dos nove vereadores da cidade, quatro estavam presentes ao evento: Constantino Neves (PSD), Naldo Lisboa (PV), Raimundo Macaúba (DEM) e vereador Sales (PSD).

Adesão do PP – A frente de oposição liderada por Josias contava até a noite de ontem com seis partidos: PV, PMDB, PSD, DEM, PSB e PT do B. Durante o evento a Pofessora Lourdes, presidente municipal do PP, manifestou a adesão do seu partido ao projeto do Padre Josias.

Perdeu a eleição mas elegeu a maioria – Padre Josias foi um dos prefeitos de maior aceitação na cidade. Chegou ao município como Padre e graças ao seu trabalho junto às comunidades conseguiu conquistar a simpatia e confiança dos peritoroenses.

Lançamento de pré-candidatura do pastor reune centena de pessoas

Lançamento de pré-candidatura do pastor reune centena de pessoas

Disputou a primeira eleição e não ganhou. Na segunda tentativa foi eleito e se consagrou como o prefeito que mais trabalhou na cidade. Mesmo assim, quando disputou a reeleição perdeu por uma diferença de apenas 400 votos.

Confiante no trabalho que desempenhou, Josias deixou em segundo plano as articulações políticas, fato que lhe rendeu a derrota nas urnas. Mesmo sendo derrotado nas urnas, a coligação do Padre Josias conseguiu eleger 6 dos nove vereadores da cidade.

“Hoje nós estamos dando início a um projeto de revitalização da nossa cidade. Será um projeto discutido e elaborado por todos nós que queremos uma cidade melhor para o nosso povo. Não é um projeto meramente político, é antes de tudo uma ação da sociedade por uma vida mais digna”, enfatizou Padre Josias.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeito de Coroatá embolsa R$ 181 mil de show gospel

Prefeito de Coroatá

Prefeito de Coroatá

O prefeito de Coroatá, Luiz da Amovelar (PT), realizou um sow do cantor gospel David Sacer contratado por R$ 25 mil, apesar de convênvio realizado com o Governo do Estado com esse objetivo ter destinado 206 mil para o evento. Superfaturamento de cerca de 700%.

No ano passado, a Diocese de Coroatá, através do padre Alonso Gomes, divulgou nota de repúdio contra Amovelar acusando-o de ter se apropriado de recursos de um convênio destinado aos Festejos Nossa Senhora da Piedade no valor de R$ 51,5 mil.
Por conta da reclamação da Diocese, este convênio foi cancelado e o novo, no valor de R$ 206 mil, celebrado para o show de David Sacer.

Agora fica a pergunta: se o show custou R$ 25 mil onde foram parar os outros R$ 181 mil?

Com informações do blog Idalgo Lacerda


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Oposição organiza grande encontro na cidade de Pedreiras

No dia, 28, deste mês, acontecerá o grande encontro das oposições na cidade de Pedreiras. No evento terá a participação das principais lideranças da oposição do estado.

O convite feito pela organização do evento tem a frente os lideres do PDT, se tratando de uma oposição que sempre combateu a família Sarney no Estado.

No loca, terá a participação do deputado federal  Edivaldo Holanda Júnior, do Presidente da Embratur Flávio Dino, o Presidente do Diretório Municipal do PSD Roberto Costa, Clay Lago, o deputado federal Waldir Maranhão, deputado federal Carlos Brandão, do ex-governador Zé Reinaldo, deputada Graça Paz, médico Igor Lago, do ex-ministro Edson Vidigal, deputado federal Ribamar Alves, deputado federal Domingos Dutra, deputado estadual Luciano Leitoa.
O evento terá inicio ás 14h no Cressupe. Não percam!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

"Comi, e gostei", diz Tiririca sobre Chiquinho Escórcio

Da Coluna Esplanada

Chiquinho Escórcio

Chiquinho Escórcio

Palhaço , humorista e agora deputado federal mais votado do país, Francisco Everardo Oliveira Silva , o Tiririca, chegou tímido ao Congresso Nacional, com poucas palavras, e evitando imprensa e até colegas. Mas não demorou muito se enturmou e passou a fazer piadinhas com os novos amigos. Dia desses foi visto saindo do toillet do Cafezinho da Câmara ao lado do deputado Chiquinho Escórcio (PMDB-MA). Quando foi indagado por outro parlamentar sobre a preferência do prato do dia no bistrô.

– E aí, Tiririca, já comeu?

E o palhaço-deputado, irônico, virou-se para o colega Chiquinho, com quem saíra do toillet, lançando olhar sarcástico:

– Comi, e gostei.

Gargalhada geral.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Disque Denúncia oferece recompensa por informações dos assassinos de empresário

O Disque Denúncia Maranhão lança nesta tarde (19) o cartaz de recompensa, no valor de R$ 3 mil, por informações que levem ao paradeiro de Thiago Wenderson Sousa Coelho, de 20 anos e Kleyton Henrique Sousa Coelho, 29 anos, que são apontados pela morte do empresário Jaime Pereira Filho, 41 anos. O corpo do empresário foi encontrado no dia 20 de novembro de 2011, na praia de Panaquatira, município de São José de Ribamar. Segundo a polícia, ele foi espancado e morto a tiros.

Outro suspeito de participar do homicídio foi preso em Dezembro de 2011, trata-se de Paulo André Lima da Costa, que foi surpreendido por policiais da Delegacia de São José de Ribamar.

Segundo informações, o crime teria sido motivado por uma dívida de R$ 40 mil, que os acusados teriam com o empresário.

Informações sobre este caso devem ser repassadas ao Disque Denúncia [3223 5800 – capital e 0300 313 5800 – interior].


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Santa Quitéria prorroga inscrições para 488 vagas

Foram prorrogadas as inscrições para o concurso público realizado pela Prefeitura de Santa Quitéria do Maranhão que disponibiliza um total de (488) vagas de trabalho.

O salário varia em torno de R$ 545,00 a R$ 4.000,00. Aos cargos de nível fundamental são eles: bombeiro hidráulico, motorista, vigia, auxiliar de serviços diversos, agente de endemias e eletricista.

Já os de nível médio foram disponibilizados para as áreas de técnico em contabilidade, guarda municipal, professor de educação especial, agente administrativo, agente de vigilância sanitária, digitador, professor de educação infantil, professor do 1º ao 5º ano, recepcionista, técnico em enfermagem e técnico em informática,

Os cargos de nível superior são de médico veterinário, médico pediatra, nutricionista, odontólogo, técnico educacional – ação social, professor do 5º ao 9º ano nas disciplinas de língua portuguesa, língua inglesa, matemática, assistente social, educação física, filosofia, psicólogo, coordenador, orientador pedagógico, educador físico, enfermeiro, farmacêutico, farmacêutico – bioquímico, fisioterapeuta, médico clínico, médico cardiologista, médico ginecologista, médico plantonista, médico ortopedista, ciências, história, geografia e procurador.

Clique aqui para mais informações, acesse ao site onde as inscrições poderão ser realizadas no prazo máximo que chega até 28 de janeiro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ônibus colide com moto na Cidade Operária

Grave acidente deixa motoqueiro ferido

Grave acidente deixa motoqueiro ferido

Flagrante feito pelo fotógrafo Handson Chagas mostra um acidente entre uma motocicleta – de placa NHI 0865 – e um ônibus – de placa HPZ 6063 – acontecido na manhã deste sábado (21) na Cidade Operária, em São Luís.

O motociclista, identificado pela equipe de O Estado do Maranhão como Francisco A. S. Filho, ficou ferido. A motocicleta ficou presa na parte traseira do ônibus.

Não há informações sobre o estado de saúde do motociclista.

Com informações de O Estado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

A morte prematura de seis jovens sem o cinto de segurança

Por Milton Corrêa da Costa

Um gravíssimo acidedante de trânsito apagou, definitivamente, a alegria e o sorriso de seis jovens, cinco moças e um rapaz, na madrugada de sábado 21/01, nos arredores de Brasília, próximo à Ceilândia. As vítimas tinham entre 16 e 19 anos e voltavam de uma festa no Recanto das Emas. O carro capotou e caiu em um barranco na BR-070. Um ciclista encontrou os corpos, mutilados e sem vida, cerca das 06:30 horas da manhã. O motorista, um rapaz de 19 anos, e as passageiras, com idade entre 16 e 19 anos, foram arremessados do veículo, que caiu de um barranco e capotou diversas vezes.

As vítimas tinham saído da festa e passaram em um shopping de Taguatinga. De acordo com o levantamento preliminar da polícia, o carro seguia pela BR-070 no sentido Águas Lindas. Na altura do Setor O, em Ceilândia, o motorista teria perdido o controle da direção em uma curva. De acordo com os bombeiros, todos os ocupantes do carro ESTAVAM SEM O CINTO DE SEGURANÇA. O delegado que investiga o acidente disse que, segundo informações do padrasto do motorista, o jovem que conduzia o veículo modelo Astra pegou o carro sem avisar. Segundo a polícia, ele não tinha carteira de habilitação.

Mais seis preciosas vidas perdidas, portanto, na violência do trânsito brasileiro e seis famílias destroçadas pelo resto de suas existências, onde a ilusão de vulnerabilidade dos jovens e o desafio ao perigo, ao volante de um carro, são as causas determinantes de tanta tragédia. Se o cinto de segurança iria salvá-los ou não em razão da altura- ainda não se tem tal detalhe-  de que o veículo projetou-se em queda não se pode determinar nesse momento. Não se sabe se o veículo também possuía o air bag e este acionou-se e que parte do veículo tocou primeiramente com o solo na queda. A perícia irá determinar.

O que se sabe é que caso tivessem fazendo uso do cinto talvez houvesse a possibilidade de alguns deles escapar da morte e não serem arremessados para fora do veículo. Uma verdadeira cena de filme de terror durante uma madrugada, com corpos arremessados violentamente, em queda livre, contra o solo. Sabe-se também que o cinto de segurança, é equipamento de uso obrigatório em todos os bancos do veículo, assim como as cadeirinhas, no banco de trás, que salvam vidas  de crianças e bebês a todo instante.            

Vale lembrar que durante uma colisão ou capotamento ou queda do veículo, ocorrem dois tipos sequenciais de impactos. O primeiro, do veículo contra o obstáculo, que pode ser um outro carro, um poste, uma árvore, uma mureta, o solo. O segundo, é o dos corpos contra qualquer parte do veículo. Dependendo do impacto, alguns corpos, quando não se faz o uso do cinto, são arremessados para fora do veículo. Quando se está usando o cinto de segurança, os ocupantes permanecem, em caso de acidente, na maioria dos casos, postados em seus bancos e as lesões são certamente reduzidas. Tal equipamento evita, sobretudo, que os corpos, já com peso muito maior pela ação do movimento ou da queda, sejam arremessados violentamente contra o para-brisa ou painel, e contra o banco da frente para os que se encontram postados no banco de trás ou ainda para fora do veículo. Assim sendo, são evitadas graves contusões na cabeça, no tórax, abdômen, pernas, braços e também no globo ocular.

Mas a impulsividade natural da juventude- não se sabe ainda se consumiram bebida alcoólica momentos antes na festa- a  imprudência e a ilusão de invulnerabilidade muitas vezes falam mais alto. Jovens motoristas continuam desfiando o perigo, morrendo, matando e mutilando na guerra do trânsito brasileiro. Muitos, como agora estes seis jovens, acabam tendo um fim prematuro ou se tornam, ad eternum,  presos a um  leito ou atrelados a uma cadeira de rodas.

Mais uma chocante e pavorosa tragédia no violento trânsito brasileiro.  O pior é que permanecemos em estado letárgico impotentes para frear tão grave doença social, onde a incidência maior das 40 mil mortes/ano compreende-se na faixa etária de 18 a 34 anos. Ou seja, o Brasil vem perdendo, a todo instante, preciosas vidas pela insensatez de seus próprios jovens, num cenário permanente de carros retorcidos, vítimas ensanguentadas, dor e sofrimento. O carro provou, mais uma vez, que continua sendo uma perigosa e macabra máquina mortífera. Até quando a imaturidade dos motoristas e motociclistas brasileiros, jovem ou não, prosseguirá enlutando e entristecendo famílias?
                                                        Milton Corrêa da Costa
Coronel reserva da PM do Rio de Janeiro


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.